Central Park

Página 1 de 8 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir em baixo

Central Park

Mensagem por Jason Pallas em Seg Out 04, 2010 9:18 pm

Central Park

O Central Park é um grande parque (com 341 hectares) dentro de New York. Possui uma área de 3,4 km², e está localizado no distrito de Manhattan.

O parque, que existe há 150 anos, é considerado, por muitos nova-iorquinos, um oásis dentro da grande floresta de arranha-céus existente na região. É um lugar onde as pessoas podem diminuir o ritmo frenético de New York: as pessoas podem sentar em um banco e ler o jornal, conversar com os amigos, jogar, andar de bicicleta ou brincar com as crianças.

Com os aproximadamente vinte e cinco milhões de visitantes anualmente, o Central Park é o parque mais visitado da cidade e aparece em muitos filmes e programas de televisão, tornando-o conhecido no mundo todo.

Foi projetado por Frederick Law Olmsted e por Calvert Vaux, que criou mais tarde o Brooklyn's Prospect Park. Embora o parque pareça natural, ele é, na verdade, ajardinado quase inteiramente e contém diversos lagos artificiais, trilhas para caminhadas, duas pistas de patinação no gelo, um santuário vivo e campos diversos.

Como toda floresta, tem lá o seu ecossistema, apesar de reduzido, comparado a outros locais do mundo.



Somente visível para os cainitas

Os cainitas não costumam vagar muito por estas bandas, com exceção do clã Gangrel e seus respectivos Antitribu. Afinal de contas, a presença que emana deste lugar, na parte da noite, é sombria, e apenas aqueles que estão acostumados com aquele habitat hostil, é que poderiam se aventurar mais. Quando muito, cainitas que não sejam do clã da Besta, se reunem perto dos lagos artificiais. Corre por este lugar, que alguns cainitas que ousaram desbravar um pouco mais o interior da floresta que o Central Park oferecia, não voltaram para contar história, além de boatos de lutas intensas, secretas, por este local. Em suma, o Central Park, é uma das áreas de New York, em que pode se chamar "terra de ninguém".


Lista de Habilidades Secundarias para se aprender na Arena:
• Herborismo
• Emboscadas
• Encontrar abrigo
• Treinamento de ataque
• Caça
avatar
Jason Pallas

Data de inscrição : 08/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por @nDRoid[94] em Sab Out 09, 2010 9:14 am

O barulho do motor do Chevrolet Impala ensurdecia o próprio MALKAVIANO. O ronco do motor não atrapalhava mais ninguém, mas na mente de Marco aquilo era uma coisa insupórtavel. Sentado no banco embalado ainda em plástico - o carro não era tão novo assim - o MALKAVIANO dirigia pelas ruas de Manhattan em direção ao Central Park.

O "doutor Suéz" pouco se importava com as histórias do clã da Besta, não tinha medo deles. O verdadeiro medo do MALKAVIANO se escondia em toda parte em um mundo tão pequeno que nem os olhos mais treinados poderiam perceber desnudos.

" Finalmente Nova York, aqui estou ! Tomara que essa sua maldita imundice nao me infecte, já bastou a minha visita aos esgotos de Madrid..."

O MALKAVIANO coça por detrás da cabeça, lembrando do incidente que acabara por leva-lo até a Cidade dos Amaldiçoados: Marco ainda podia sentir o cheiro daquele horrendo lugar quando fora perseguido por um meticuloso Tzimisce entre as vielas de um pequeno bairro da cidade espanhola. Por fim, ele se viu necessitado de se retirar da cidade, mas não sem antes enfrentar o Demônio verdadeiramente e o deixar estacado entre as águas pútridas do esgoto. Os Nosferatu cuidariam dele, mas provavelmente seus aliados poderiam descobrir que foi o autor da verdadeira arte.

Fora de seus pensamentos, Marco deixa o seu carro estacionado em uma das ruas que cruzavam o tão belo Parque. O MALKAVIANO pretendia ainda seguir até o Elysium, mas queria esperar mais um pouco para respirar o ar fresco daquele lugar, mesmo que ele não precisasse. Ele iniciou sua caminhada, estava estressado pela viagem, ficaria por ali algum tempo.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 23
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por No One em Sab Out 09, 2010 1:04 pm

Demetrius levantava de sua cama sem preguiça alguma, tinha acordado realmente disposto nessa noite, isso era um bom sinal, a noite seria boa. Escovou os dentes, tomou banho, vestiu uma camisa preta e uma calça jeans azul velha e rasgada nos joelhos.

-Boa noite meu amor! - Falou ao abraçar e beijar sua amada e também mentora logo após sair do quarto. Katy era deslumbrante, seus cabelos ruivos alaranjados lisos e compridos, sua pele branca como algodão e seu rosto perfeito poderiam fazer muitos pensarem que ela era uma toreadora ou uma ventrue vaidosa, se não fossem pelos seus olhos de gato amarelos obtidos em um de seus raros momentos de descontrole.

Após beijos e amassos, Katy sabia exatamente o que fazer para alegrar ainda mais a noite de Demetrius, por mais estranho que fosse esse hábito, estava na hora da LUTA. Suas lutas com Katy sempre resumiam-se apenas a socos e chutes, Demetrius por mais forte e bem treinado que fosse, sempre acabava perdendo. Os anos de experiência de Katy garantiam um treinamento extremamente produtivo para Demetrius. (mentor 4)

Ao sair para fora da casa, o treinamento estava prestes a começar, Demetrius ficava em posição de combate e partia em direção a sua amada com um soco seguido de um chute.

OFF: Descrevendo um pouco das habilidades da Katy, diria que são bem mais aprimoradas doque as de Demetrius, mesmo as de Demetrius ja sendo muito boas. Ela é uma vampira de sétima geração com 400 anos de experiência, seu comportamento é Bon Vivant e sua natureza é Sobrevivente, diria também que ela é alguém "graciosa" porém letal em termos de combate.
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por George Nickson em Qui Nov 04, 2010 9:54 pm

OFF - Olá, veio por meio deste anunciar o inicio dos posts no sábado e me apresentar aos players. A partir do dia em questão eu serei o causador de desgraças a vocês aqui neste cenário... Zoah...

Abraços, George Nickson
avatar
George Nickson

Data de inscrição : 13/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por George Nickson em Dom Nov 07, 2010 8:34 pm

MARCO SUÉZ

Marco havia deixado seu Impala no rotativo do Park. Andava por ali e já passava das 11 da noite. O local perdera seu movimento fazia quase duas horas e vagando por ali só se encontravam os guardas que raramente faziam suas rondas e traficantes e usuários que algumas vezes utilizavam partes do Central Park para suas atividades ilícitas.

Marco refrescava sua cabeça se livrando de pensamentos sobre suas ultimas noites em Madrid nada agradáveis para sua odiosa mente insana.

As árvores se agitavam ao vento que começara há alguns minutos dando ao ambiente uma forte sensação de presenças a espreitá-lo.
avatar
George Nickson

Data de inscrição : 13/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por @nDRoid[94] em Seg Nov 08, 2010 8:28 pm

Tipicamente novaiorquino? As drogas aparentavam rolar solta naquela parte do Central Park, talvez fosse normal. Não interessava ao MALKAVIANO, ele estava apenas ali para desopilar um pouco.

Mas, algo parecia esta acontecendo a mais ali. Marco sente presenças a observa-lo, então logo ele se mantem em alerta, sem levantar suspeitas. Ele continua a andar, mas prestando sempre atenção enquanto seguia mais adentro do parque. Queria saber o que estava acontecendo ali.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 23
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por George Nickson em Dom Nov 21, 2010 11:16 am

MARCOS SUÉZ

Marcos sabia que era típico a movimentação noturna dos traficantes naquela área e por isso não se assusta, mas o fato dele estar sendo observado o encomoda.

Na noite passada havia chovido, deixando possas no caminho. Em uma delas havia fezes de cachorro. Tratou logo de desviar, mesmo que estivesse calçado, não gostaria de contrair doenças provenientes de animais.

Quanto mais adentrava o amplo território do Central Park mais percebia seu movimento diminuir, infelizmente para ele, aquilo não era um bom sinal. Um uivar veio ao longe. Mas um lobo em pleno coração Novaiorquino?
avatar
George Nickson

Data de inscrição : 13/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por @nDRoid[94] em Dom Nov 21, 2010 9:12 pm

O MALKAVIANO caminhava, adentrando o parque. Ele desviava de tudo que pudesse lhe causar algum dano, mas ao ouvir o uivo Marco paraliza sobre o caminho que percorria.

Ele sabia que não podia se meter a besta com um Lupino, e muito menos com um bando deles. Logo, o MALKAVIANO procura andar para o mais longe possível de onde tinha vindo o uivo. Quem sabe já não era hora de partir para o Elísio?
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 23
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Beaumont em Sex Nov 26, 2010 10:10 am

Já se passava das 11 da noite , naquele horario não havia muitas pessoas ali , o bonito Central park se tornava um lugar para as atividas da noite naquele momento , pais e mais de familia ou qualquer pessoa decente não se atreveria a por as caras ali depois das 22 horas . Contudo a presunçosa malkaviana não parecia dar importancia para aquilo , em sua mente tudo o que ela conseguia ver ali era um otimo ambiente e tranquilo . Independente de qualquer miliante que estivesse ali .

Spoiler:

A Malkaviana descia de sua moto proximo de um banco de madeira que estivesse sem ninguem , se sentava olhando para as arvores como se estivesse conteplando a beleza , o vento balancando as arvores e o ambiente sereno da noite . Ela puchava o celular ligando aparentemente para alguem .

The Lady : - Alô , hey é do NY Post !! Sim Sim aqui é Joanne ... Claro !!! Estou ligando para avisar que encontrei um lugar otimo para fazer aquele show em prol das crianças do cazacstão ...

Com um Sorriso sinico nos labios , The Lady desliga o celular como s esentisse realizada ...

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por George Nickson em Seg Nov 29, 2010 7:01 pm

MARCO SUÉZ

Marco congelara ao uivo enigmático da criatura lupina e logo imaginava que um dos piores inimigos vampirícos o espreitava.

Ao dar meia-volta mais um novo uivo se ouve e quando o que pareciam passadas animalescas se aproximando um casal que voltava de uma noitada passa em frente ao malkaviano fazendo cessar os uivos por completo.

Ele se vira para trás e avista os olhos rubros de um lobo gigantesco se ocultando na mata. Um protetor de mortais não podia se revelar daquele jeito perto deles. Salvo por pouco.

Andou mais alguns minutos até que avistou a saída do parque. No portão de saída Marco passa ao lado de uma jovem. Ela o encara com frieza e lhe apresenta os brancos dentes soltando um leve rosnado porém feroz. Era um aviso que não terá tanta sorte da próxima vez.

THE LADY

A ligação se encerrava com uma confirmação e um remexer de papéis do outro lado da linha.

Ao guardar o celular no bolso, dois minutos depois o primeiro uivo é escutado, sendo sequenciado por uma outra série de três uivos. Os mesmos só param ao passar de um homem desejoso de sair do local, sendo isso indicado pelo seu passo acelerado e um casal que seguia para casa.

A malkaviana ouvira noites atrás que o local se tornara um reduto de lobos mal-cheirosos onde marcavam seus encontros em pleno coração da cidade...
avatar
George Nickson

Data de inscrição : 13/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Beaumont em Ter Nov 30, 2010 7:51 am

"Hum ... Hummm...Hum..."

Com um cantarolar mental em sua cabeça e o remecher de seus cabelos levemente olhando para as arvores , a vampira parecia satisfeita e levemente destraida até que o uivo é abordado e uma expressão enigmatica ronda o rosto da bela malkaviana .

" Cães ? Aqui é um canil ou um Park ? Quem traria um cachorro pra passear a essa hora ???...olha olha olha COMIDA !!! "


Com os olhos brilhantes e uma fungada pesada , The Lady soltava um sorriso desejoso pelo sangue do casal , se levantava caminhando como uma garotinha empolgada por um pirulito até começar a cantar com sua voz extremamente alta justamente para chamar a atenção .

(Fama 5 - Voz encantadora )

The Lady : - Oh-oh-oh-oh-oooh-oh-oh-oh-oooh-oh-oh-oh! Caught in a bad romance...

Com um sorriso ela se dirigia como se fosse cruzar o caminho do casal sem querer ...


_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por No One em Qua Jan 12, 2011 9:22 pm

Avisando que estou continuando a narração desse cenário. Já falei com o George e tenho a autorização do Wond para narrar.


Última edição por Kyle Raymond em Qua Jan 12, 2011 10:56 pm, editado 2 vez(es)
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por No One em Qua Jan 12, 2011 10:51 pm

THE LADY

A malkaviana não dava importância aos uivos que amedrontariam a maioria dos cainitas. Ela agora tinha sede de sangue e seu alvo era um inocente casal que caminhava para casa. Mas infelizmente, já era tarde demais pra isso.

Tentando chamar a atenção do casal, The Lady não pensava duas vezes e começava a cantar.

Spoiler:
The Lady rolou 7 dados com dif 4 para canto: (10, 6, 4, 4, 8, 4, 4) 7 sucessos

A voz escutada pelo casal era tão graciosa e encantadora que era bem provável que fosse a voz mais linda que eles já tivessem escutado em toda sua vida. Eles imediatamente pararam e viraram-se para olhar de onde vinha essa magnífica voz. Suas expressões mostravam claramente que eles estavam maravilhados, não sabiam como reagir. Depois de alguns segundos, a garota corre em direção a The Lady gritando e logo em seguida o rapaz vem atrás dela.

Garota eufórica: -AAAAAAAAAAAAAH! THE LADY! THE LADY! THE LADY! EU NÃO ACREDITOOOO! ME DÁ UM AUTOGRAFOOOOOO!

Corria a menina aos berros enquanto retirava um caderninho e uma caneta de sua bolsa. O garoto a alcançava e apenas segurava gentilmente seu braço. Era um casal muito bonito. A garota tinha aproximadamente 1,65, era branca e tinha cabelos lisos castanhos na altura dos ombros, enquanto o rapaz tinha cerca de 1,70, era um pouco mais moreno que ela e tinha cabelos curtos, lisos e pretos.
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Nego Milton em Sex Fev 11, 2011 12:13 pm

Uma regra basica se voce nao é do clan de besta nao adentre ao central park e saia o desbravando ao léo, pois isto provavelmente sera seu fim...

Zanzael sabia dos perigos em potencial que estariam o esperando naquela regiao de cidade de NY, sera mesmo que ali nao era terrítorio de ninguem?

eles vinha pela E 70th St lentamente, em direçao a 5th Ave, ele para na esquina da mesma e observa a sua volta como se procurando alguem, olha seu relogio como quem se certifica de que nao esta atrazando e chegou na hora correta, ele fica cerca de 5 minutos na esquina ate começara a descer a 5th Ave ele nao anda muito para de frenta um cafe, pega uma cadeira para sentar-se e faz usso dela, el senta-se de costas para a parede cafe observando o central park a sua frente.

Ele espera que uma garçonete o venha atender se nao vier chama uma...

ele é paciente saiu hoje apenas para dar um maior proveito a seu tempo , esta de folga hoje de seu trabalho e saiu para mudar um pouco de assunto e como tem que colher material para seu outro projeto, e o central park é o lugar mas seguro e perto que ele conhace para colher o que deseja....

so de estar perto do central park ele sente presença sombria que emana deste lugar, isto realmente chama a atençao dele da inicio a um teste prolongado de ocultismo ...
avatar
Nego Milton

Data de inscrição : 10/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por No One em Sex Fev 11, 2011 8:11 pm

Zanzael

O La Sombra sentava-se ao lado de uma parede de vidro que tornava possível observar o movimento no park. A garçonete aproxima-se dele.

Garçonete: -Boa noite senhor, em que posso servi-lo?

Ela o entregava o cardápio para ele. Mas tudo aquilo era inútil, pois além de não poder alimentar-se de comida humana, Zanzael também não tinha dinheiro. Após a resposta do La Sombra, a garota retiva-se e logo em seguida o La Sombra notava um vulto através da janela. Mesmo em velocidade impressionante, o que tornaria aquilo difícil de ser visto por humanos, zanzael conseguia ver muito bem, eram lobos... 5 lobos correndo em alta velocidade e em seguida desaparecendo do campo de visão dele.

Uma mulher entra no café segundos depois. Era jovem, aparentava ter uns 20 anos, branca de olhos e cabelos castanhos um pouco abaixo dos ombros, alta com cerca de 1,80 de altura, usava um chapeu verde, uma camiseta branca velha e uma calça jeans azul. Ela tinha um olhar mal-encarado e olhava atentamente para todos no café. O local não tinha muita gente, apenas um homem velho e Zanzael, com excessão da garçonete. A mulher sentava-se numa mesa reservada perto da porta e olhava sériamente, com cara de poucos amigos, para o La Sombra.
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Nego Milton em Sex Fev 11, 2011 11:10 pm

com um sorriso amistoso no rosto ele pega gentilmente o cardapio das maos da garota e se dirige a mesma:
- muito obrigada linda... mas oque voce me indicaria ? talvez o que voce mais gosta - ele novamente da um sorriso singelo para a garota e parece esperar que ela lhe fale, pouco antes dela falar ele recomeças - façamos assim me traga me surpreende com uma bebida e mais alguma coisinha dose, mas oque sera... iso eu deixo com voce, esta bem assim? a mais uma coizinha ja ia me esquecendo poderia tambem me trazer um copo com grozelia...

agora mais a vontade ele comprimenta o senhor com um gesto simple e um sorriso amigavel... neste momento um garota adentra no cafe, e pouquissimos segundos antes 5 vultos foram percebidos pelo infernalista...

(- nossa oque sera isto? tomara que nao seja para mim mas se for devo ter realmente chamado a atençao deles esta noite, sera que sao o que eu espero?)

...a garota de chapel realmente chamou a atençao do infernalista, aquele tipo de olhar lhe era bem familiar o propio ja o possuiu, hoje porrem ja tem conciencia dos despazeres que ele traz para seu possuidor, mas se aquela jovem possui um olhar como aquele ela realmente pode ser util, uma candidata talvez...

as trevas concedian aos infernalista e neste momento a zanzael poderes que os auxiliavam ao recrutar novos membros de forma diferente e superios aos outros clans estes poderem nao deixavam duviada sobre a indole do aspirante a membro do clan. zanzael testa SENTIR O PECADO + 1 pdfvna mulher de chapel verde e com um olhar lindo aos olhos de zanzael.

(-minha jovem voce realmente chamou minha ateçao, o que vim fazer aqui vai esperar um pouco mais, deixeme ver aquilo que voce gostou de fazer, mas que alguns podem achar... digamos... algo ruim, mas que na verdade foi muito bom e prazeroso para voce...!)

apesar da mulher ser apenas uma humana ele ja enchergava o seu possivel potencial para o mal aqueles olhos sao detentores de grandes poderes.para mais uma vez os propositos podem ser mais facilmente alcançados sabendo mais sobre a mulher, ele a trara para o mundo das trevas, atrazendo assim mais trevas para este planeta e atravez dela ele ganhara mais poder para alcançar seus planos...

para a mulher :

- boa noite !!! e ascena com a cabeça.


avatar
Nego Milton

Data de inscrição : 10/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Fox em Sab Fev 12, 2011 12:36 am

O Selvagem chega ao Central Park como alguém que não quer nada. Como sempre, ele chega anda calma e lentamente.
O ar da cidade grande já estava-o sufocando e o Park era o melhor lugar para um "lobo peregrino" entrar em contato com a sua natureza interior.
Ele vai andando discretamente, tendo certeza que não tem olhos curiosos sobre ele, até penetrar mata adentro.
avatar
Fox

Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 24
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Azambuja em Dom Fev 13, 2011 9:25 am

Yun tinha procurado Diverção por muito mas não havia encontrado nada... Então Enquanto está parado Sentado na beira de um prédio bem no topo, ele Pode ver o Central Park e acabou se lembrando daquilo que sua tão "querida mestre havia lhe Dito"

" Ah o Central Park é um otimo Lugar pra se ir de tempos em tempos, Pois Lá é um lugar Aonde Voc~e Pode encontrar de Tudo..."

- Isso Vai muito interesante...

Então yun Faz com que seu sangue amaldiçoado Circule por suas veias(Rapidez I) e Começava a Descer do predio em direção ao Central park... sempre se Movendo Muito Rapido para não ser percebido...

"Hum... Sinto que uma Caçada está para começar!!!

Logo Quando chega no central park Yun para se acalma e começa a caminhar... Fecha Seu casaco preto e coloca o capuz na cabeça com seus cabelos deshalinhados e desarrumado na frente de sua face, então vai andando bem na manha pelo meio das calçadas Olhando oque está Acontecendo ao Seu redor, seus pés descalços tocando o chão gelado de pedra mas isso não o importava pois frio ele não sentinha a muito tempo...
avatar
Azambuja

Data de inscrição : 12/10/2010
Idade : 27
Localização : Rio Grande - RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Gam em Seg Fev 14, 2011 9:57 pm

Gam está voltando agora de seu bar. Ele esteve lá destruindo todas as evidências sobre sua ex-funcionária, a Giovanna. Ele aproveitou para recuperar seu sangue gasto, bebendo da vitae que compra de seu contato e usa para revender em forma de drinques para Membros.

Com a reserva de sangue cheia, ele entra no café da 5th Ave, próximo ao Central Park. Sua cabeça está a mil agora e ele precisa botar as coisas no lugar.
Ele nota algumas figuras por ali, e duas em especial lhe chamam a atenção. Parece que um cara está acabando de começar a socializar-se com uma mulher esquisita.

Ele se senta no banco do balcão, meio de lado, de forma que possa assistir a cena.
- Boa noite. - Ele diz, caso seja atendido. - Um café bem forte, por favor.

Se tem uma coisa que deixa Gam muito feliz, é poder continuar apreciando a culinária mesmo após a morte. (Ingerir Alimentos)

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por No One em Ter Fev 15, 2011 2:11 am

Zanzael & Gam

Enquanto a garçonete não voltava, o La Sombra tentava descobrir os pecados que aquela mulher cometeu no passado.

Spoiler:
Sentir o pecado, dif 7: (2, 9, 10, 2, 1, 2, 6) 2 sucessos + 1 FDV

Zanzael sabia que essa mulher já entrou em frenesi e matou seu próprio senhor, ela sente-se culpada a cada dia que passa por isso. Com essa informação ele sabia que ela também era uma vampira. Outra informação que conseguira é uma de suas fraquezas... o seu medo de perder o que resta de sua humanidade. Ele também podia sentir sua humanidade enfraquecendo (humanidade 4) e sua consciência também (consciência 2).

A mulher respondia seu cumprimento.

Desconhecida: -Boa noite!

A voz era séria e grossa, não deixando dúvidas que a presença do outro cainita não lhe agradava. Enquanto isso, a garçonete voltava com seu pedido.

Garçonete: -Aqui está senhor. Trouxe-lhe um vinho branco, acompanhado com uma fatia de um de nossos bolos. E aqui está o copo com grozelia que pediu.

Ela entregava o pedido e retirava-se. Nesse momento, Gam entrava pela porta e sentava no banco do balcão.

Garçonete: -Boa noite senhor! É pra já!

Um minuto depois, ela trazia seu café. Estava realmente quente.

Garçonete: -Posso servi-lo em mais alguma coisa?


Fox

[OFF: Fox, não achei sua ficha no banco de dados, por favor, me envie por MP]

O Gangrel andava tranquilamente pela mata, sentindo-se em casa. Realmente o Central Park era um ótimo lugar para relaxar... ou para encontrar sua morte-final, caso não fosse cuidadoso.

Fox escutava um barulho de alguém pisando em folhas secas, mas ao olhar ao redor, não encontrava nada. Talvez fosse só impressão sua, se tivesse sorte, seria...


Yun

Caminhando calmamente pelo Park, Yun notava que o lugar estava vazio, pelo menos aparentemente. Continuava caminhando, a noite estava sombria e o silêncio assombrava ainda mais a noite. Até que ele percebia um homem alto, com cerca de 1.80 cm, cabelos negros acompanhados por uma barba e pele branca. Ele estava encostado em uma árvore, alguns metros distante do cainita.

???: -O que uma criança faz andando sozinha por aqui a esta hora? Está perdido?

O tom de sua voz era ironico. Seja lá quem fosse, melhor tomar cuidado.
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Nego Milton em Ter Fev 15, 2011 5:31 pm

Zanzael atenciosamente recebe o pedido, das maos da garçonete e logo depois as informaçoes a respeito da mulher lhe vem e ele fica um tanto quanto desintereçado na mulher por hora...
(- esperava realmente mais de sua pessoa minha jovem!!! mas vejamos o que tem a me ofereçer ?)

neste instante um rosto ja familiar ao mesmo adentra ao cafe, apesar do individuo nao conhecer o infernalista, e o propio infernalista nao o conhecer pessoalmente, seu nome e rosto ja era bem conhecido, Gam um individuo em ascensao na cidade, muito sagaz...

zanzael se levanta, aprosimase de Gam lhe estende a mao,..

- É um prazer finalmente conhece-lo, alguns conhecidos em comum ja me falaram a seu respeito, talvez, uma boa sorte tenha nos feito encontrar, nesta noite auspisiosa para pessoas com intereces incomuns...

- gostaria de se juntar a mim- zanzael aponta a mesa onde estava sentado- pode me chamar de zanzael....

zanzael usa sentir o pecado em gam + 1 fdvp/sucesso
...
avatar
Nego Milton

Data de inscrição : 10/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Aradia em Ter Fev 15, 2011 8:04 pm

Aradia estav no banco de trás como sempre, James dirigia.. Ela estava disperça olhando o movimento do central parque de longe..

-James..Pare o carro! Aradia ordena com classe

Ela respira bem fundo e olha o parque, depois o céu, que estava magnífico, as vezes sua humanidade brilhava, e ela recordava das poucas noites que viu o céu tão lindo na sua cidade, na polônia..Depois de alguns minutos admirando a beleza do céu, ela volta o olhar para o parque, como se procurasse algo para lhe dar emoção naquela noite..

(gostaria de fazer um teste, gostaria de encontrar o Gam, se ele estiver próximo, senão para encontrar qualquer coisa que seja relevante)



_________________
"A tortura quebra a matéria e atingi o aspecto imaterial do ser.
É a única forma de tocar o que ainda não compreendo."
avatar
Aradia

Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 27
Localização : Uberlândia - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Gam em Ter Fev 15, 2011 8:28 pm

- Por enquanto é só isso, obrigado. - Ele acabava de dispensar a garçonete quando o tal homem o chama.

"Ein? Puxa, esse cara tá falando comigo?"

Haha, ascensão na cidade. Essa é boa. De início Gam pensa no que acabou de passar com a Príncipe, mas essa foi uma reunião que permanecerá em segredo, então não foi sobre isso.
O cara com certeza não está falando de sua reputação como barman (Fama 2), então deve ser sobre seus serviços para ambas as seitas. Gam é conhecido sim, no "submundo do submundo", por fazer serviços bem feitos para quem quer que seja.

Ele aperta a mão do tal Zanzael, sempre simpático.

- Haha, é um prazer. - E ele pega seu cafezinho para juntar-se a ele.

Quando está sentado com o homem na mesa, Gam tem certeza de que não há nenhum bisbilhoteiro de olho na conversa e lhe pergunta:

- O que você ouviu sobre mim na Seita dos nossos amigos em comum?

Ele trabalha para as duas seitas, mas nenhuma delas sabe disso. Ele deve ser delicado quando trata desse assunto para descobrir se esse cara é Sabá ou Camarilla.

[OFF]
Para ajudar você, Beto. O maior pecado de Gam é quando ele foi transformado e matou um civil de passagem pra se alimentar. Ele não é nenhum assassino, e esse delito é o único que ele se arrepende.

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 26
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Azambuja em Qua Fev 16, 2011 3:57 am

???: -O que uma criança faz andando sozinha por aqui a esta hora? Está perdido?

"Que Inferno mesmo... Quanto mais nos procuramos solidão, mais achamos confusão... Otimo..."

Yun Parava e com a cabeixa baixa Falava...

- Criança? Talvez eu esteja perdido... e você não está?

Yun Ao terminar de falar Levanta um pouco a cabeça apenas o Suficiente para olhar para o homen com a parte superior dos Olhos, Que Brilhavam Num Vermelho vivido(Metarmofose I - Olhos da Besta), Yun Não Mostrava Aquilo com claresa mas deixa um pouco a Mostrar por vontade propria...

"Oque esse Veio Quer no Parque a Essa Hora?

- Mas me diga Uma Coisa Quem é você?

Com um Sorriso No Canto Yun Prepara Seu Corpo Para um posivel Duelo e Bombeia Seu Sangue aumentando em 1 Sua Força Fisica...

avatar
Azambuja

Data de inscrição : 12/10/2010
Idade : 27
Localização : Rio Grande - RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Fox em Qua Fev 16, 2011 11:45 pm

Yuki sabia dos perigos daquela mata. Afinal, florestas são lugares magníficos, mas guardam segredos sombrios em suas entranhas.
Mesmo assim, emoção era algo que agradava o jovem Selvagem, ainda mais num ambiente tão "aconchegante".

...Após vários passos floresta adentro, a Audição Aguçada do Gangrel capta o que parece passos sobre a relva. Certamente estava ao observá-lo.

"Hum... companhia."

Usando a dávida da Metamorfose, Yuki invoca o poder dos Olhos da Besta e observa mais uma vez o local.


Off: Caso precise teste de Percepção pode fazer.

- Falas
"Pensamentos"

Ações/Descrição
avatar
Fox

Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 24
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 8 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum