Sombras e Pesadelos

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Ghost em Sab Out 20, 2018 12:51 pm

Controlando a leve irritação que começava a dar seus primeiros sinais, ainda agarrando o caderno, pedindo mentalmente para Shade me dar uma luz sobre o que fazer para sair daquela situação e me livrar do vampiro que apontava a arma para mim. Minha prioridade naquele momento era Ophelia e nada mais.
"Amy, seria uma ótima ideia você aparecer agora". Eu disse levando a minha mão livre disfarçadamente para a foto e trazendo lembranças daquela fatídica noite. Tentando canalizar a imagem de Coleman, meu progenitor ( Nunca jamais chamarei aquele demônio vil de senhor), parado na minha frente, enquanto minha consciência se esvaía e o ensanguentado corpo de Amélia ainda em meus braços. Canalizava aquelas lembranças na esperança de ativar o gatilho e a Aparição se manifestasse.
Tornei a falar para o homem de jaqueta de couro:
- O que vosso príncipe deseja de mim?
avatar
Ghost

Data de inscrição : 29/07/2017
Idade : 21
Localização : Balneário Camboriú - SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Dom Out 21, 2018 2:58 pm

Joseph

A despeito das indagações de Joseph o homem apenas abaixa a cabeça, sangue vertendo dos ferimentos, seus olhos outrora ausentes da órbita ocular agora emitem um brilho verde semelhante a lixo radioativo de filmes B.
Joseph sente uma onda de frio invadir aquele lugar, e pode ver sombras dançando nas paredes, as luzes começam a fraquejar, os vultos em forma de sombras nas paredes parecem com humanóides, mas não são.
São imitações dirtocidas, algumas com mais de três braços, outros andando de forma quadrúpede, aquelas sombras em forma de pesadelos atormentam profundamente o vampiro, que consegue racionalizar que poderia ser algum bando do Sabá, se esse fosse o caso melhor fugir o mais rápido, mas diante de sua atual situação, poderia ser também os espíritos que o atormentam desde que foi vítima de um ritual de infernalismo.
Repentinamente a cadeira se ergue no ar, flutuando diante dos olhos incrédulos de Joseph, as cordas se arrebentando e a cadeira virando pó.
O homem agora ostenta tentáculos e manchas negras pelo corpo, sua roupa é reduzida a pó igual a cadeira foi.

E então se ouve uma voz que parece ser acompanhada de uma multidão de outras vozes.

- Nós somos os filho da corruptora, seu corpo foi vendido a nós para ser o receptáculo dos filhos de Malfeas, mas podemos fazer um trato para te libertar, seu coração está conosco no castelo além do mundo dos mortos, faça o que mandamos e terá seu coração e seu corpo de volta.
A criatura brada e pequenas rachaduras começam a aparecer no corpo do mortal, como um dique prestes a partir, diante de uma carga muito maior Aldo que aquilo que pode ser suportado.



_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Dom Out 21, 2018 3:31 pm

Joseph
Dentro do avião indo para os Estados unidos.
O homem possui muitas rugas, olhOs cansados e respiração difícil, parece que não teve uma vida fácil, ou poderia ser consequências de ferimentos causados em combate contra vampiros, de fato aquele padre era um caçador, um dos mais temidos, aqueles abençoados pela fé.
Tais caçadores são evitados, pois segundo boatos são imunes a maioria dos três de sangue que afetam a mente ou sentimentos, podem queimar apenas com um toque, e são profundamente fanáticos a sua causa e devotos a Deus.
A maioria dos príncipes americanos ordenam que sejam evitados e nos raros casos em que acontece algum contato, o príncipe declara uma caçada de sangue ou elimina o vampiro secretamente.
Jack fica ponderando nos desdobramentos que isso pode gerar, se esse contato for vazado ele será destruído tão logo encontre um príncipe da camarilla, a menos claro que se torne um princípio Primogeneo.
A aura do caçador é uma imensa bola de fogo que o circula, causando um profundo desconforto em Jack, era como se olhasse diretamente para o sol, e instintivamente ele rosna como um felino se encolhendo após tal visão.

- Eu sei queima, assim como meu toque, minha alma é o fogo do espírito santo, é a chama viva de Deus, nosso senhor. Diz o padre fazendo um sinal da cruz.

- Não importa se você escolheu ou foi escolhido pelo diabo, mas pode aceitar Jesus, e servir Deus para redimir seus pecados horríveis. O padre fala lentamente, sem tom de discurso religioso, fala como que aconselhando um filho rebelde.

- Você não escolheu ser amaldiçoado, mas pode escolher rendição ante o pecado de beber sangue, matar e outras atrocidades.O padre aperta seu crucifixo
- Em outros tempos eu deveria arrancar sua cabeça em nome de Deus seu demônio, porém por um bem maior, para salvar milhões de vidas você entre outros foi escolhido para ser ir Deus, e nos ajudar em um plano divino, mas saiba, que vou te acompanhar, e assim que termine se eu não encontrar uma gota de arrependimento em suas ações eu irei te salvar desse sofrimento te destruindo.
Após essas palavras o padre a Aída a cabeça com um crucifixo na mão, e começa a rezar....



Pai nosso que estais nos céus....
Jack começa a sentir dor, pelo corpo, seus ouvidos queimam diante a voz dele....
Ao adormecer durante o dia, ele tem pesadelos, a maioria envolvida com vítimas do passado, o rosto e a dor de suas presas ficam congeladas na sua mente, gritos de horror, dançando como sombras e pesadelos na sua mente.


Ao cair da noite


O sol se pôs no horizonte, Jack desperta depois de um dia inteiro de intensos pesadelos, seu corpo ainda dói, pústulas brotam sde sua pele amaldiçoada, as dores desapareceram, o velho dorme na cadeira, suspirando pesado e roncando.
Jack percebe uma imensa sombra alada caminhando nas costas do caçador de bruxas, um vulto imenso com asas, chifres e olhos brilhantes, dele também emana uma poderosa aura que impede Jack de avançar, na verdade ele recua a cada passo dado pela criatura de chifres e asas.

- Padre Martineli. Diz uma voz guturral.

- Já chegamos. Diz a voz ainda imersa na escuridão, aquela coisa é no mínimo um pesadelo, seria outro Nosferatu, Jack já ouviu falar de Nosferatu com asas e guelras, mas aquilo vai além, é como um Demônio.
O PADRE desperta assustado, suspira e tosse, seu pulmão parece doente.

Vozes entram naquela sala dentro do avião, a criatura desaparece diante os olhos de Jack, caminhando para as sombras, um trio de soldados, usando o traje militar verde oliva, todos com a bandeira americana bordada nos braços do uniforme.

- viemos levar ele para a Rainha branca.

Que droga de codinome é aquele.

A mulher austera recepciona o vampiro de forma fria, porém receptiva.

- Venha senhor Hunter. Diz ela entrando em um carro com Jack e dois outros soldados. E um terceiro dirigindo, o carro estacionado poucos minutos depois em uma base militar dentro do aeroporto, na verdade toda aquela região é uma base militar, o sotaque dos soldados parece ser do sul, é alguma base no Louisiana, provavelmente na rodovia I35 que liga nova Orleans a Baton Rouge.

- Até quando você for útil para o governo americano. Responde ela de forma direta.
- Sua raça descobriu sobre essa aliança, não me admira, eles podem ler mentes, projetar sua consciência para qualquer lugar do Globo e enviar entidades ectoplasma para investigar, nem mesmo aquele avião com dois devotos seria suficiente, mas não é o fim, faça o que mandamos e sobrevive, jogue com os dois lados e será morto.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Zed em Dom Out 21, 2018 7:05 pm

Pontos de Sangue: 11/13
Força de Vontade: 6/7
Vitalidade: -
Efeitos ativos: -


Alguma merda mágica e estranha estava acontecendo naquele apartamento. Eu não era capaz de compreender as nuances, mas conseguia pegar parte do contexto geral. Sombras se moviam abruptamente nas paredes, estranhos e disformes imagens humanoides, nos primeiros instantes, antes de sequer entender do que se tratava já puxava uma pistola com a mão esquerda, deixando-a de prontidão.

“Jack também usava poderes parecidos. E já vi alguns do Sabá com algo assim, Lasombra? ” Lembrava que era quase uma marca registrada do clã, ainda que tivesse se difundido entre as linhas gerais do Sabá. Era provável que não fosse nada do gênero, provavelmente mais alucinações causadas pela maldição. Elas não estavam agindo contra mim, o que era positivo, mas a simples presença delas se movendo pelas paredes já causava desconforto o bastante.

E como se não fosse o suficiente, o refém partia as cordas e levitava a cadeira. Esbugalhava os olhos, surpreso por meio segundo, mas dada a situação como um todo, era algo possível. – HEY! – Apontava a arma ainda sem disparar, não que fosse realmente intimidante a quem quer que controlasse o corpo, mas ajudava a controlar alguns mortais, e era quase um habito fazê-lo para “controlar” a situação. – Sua mãe não te ensinou a não sair usando os seus poderes na casa dos outros? – Tanto a cadeira quanto as roupas do homem se desintegravam, demonstrando a enorme quantidade de poder. “O que quer que esteja possuindo esse cara, não é pouca coisa. ” Estava mais obvio que nunca. – Precisava destruir a cadeira? Eu aluguei esse lugar cara. – Por um momento tentei não me deixar abalar, agindo despreocupadamente, mas isso mudou quanto tentáculos negros emergiram e cobriam o corpo que começava a falar.

Vários termos que não estava familiarizado, alguns estavam aos poucos começando a aparecer com maior frequência, já tinha ouvido sobre “corruptora” em algum lugar, sem compreensão exata do que fosse. Eles estavam dispostos a negociar, e deixavam escapar algumas informações soltas que deviam ser importantes. “Castelo além do mundo dos mortos? Onde caralhos fica isso? ” Aquelas duvidas teriam de ficar para depois, o corpo parecia prestes a ceder com tamanho poder, e não devia restar muito tempo para perguntas. – Shit.... FINE! – Guardava a pistola tentando passar uma impressão colaborativa e interessado. – Antes de mais nada, eu não concordei em me vender pra ser barriga de aluguel de ninguém, nem desse tal “Malfeitas”, esse é o século XXI, vocês não podem sair simplesmente abduzindo pessoas e forçando elas a concordar com vocês... Mas pelo visto não sobrou muita escolha pra mim. – Reclamava em um suspiro alongado.

- E então? O que eu preciso fazer pra vocês devolverem meu coração e toda essa merda acabar? – Valia a pena ao menos escutar o pedido. Não confiava em alguém que se apresentava como “filhos da corruptora”, eles não passavam credibilidade ou confiabilidade. Mas o pedido deles poderia ser razoável o bastante. Ou ao menos algo mais fácil de fazer do que invadir o reino dos mortos e lidar com espíritos e criaturas tão poderosas.

Ainda assim me manteria atento a ataques, talvez eles não gostassem do meu discurso ou não estivessem tão dispostos a negociar. Se houvesse qualquer tentativa de me atingir por parte da massa negra possuída ou pelas sombras que ondulavam as paredes. Tentaria rolar pelo chão em uma esquiva, me reposicionado longe do agressor e me preparando para o início de um combate. Pulsando o sangue, aumentando minha agilidade de forma sobrenatural. (-1 PdS/Rapidez)
avatar
Zed

Data de inscrição : 08/04/2015
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Seg Out 22, 2018 12:06 am

Miles.


O sangue dos mortais estava insípido, sabor semi apodrecido, a morte do casal por sufocamento foi a poucos minutos, mas o suficiente para o coração parar de bater o boate, fazendo ele perder a suculência, na verdade o sangue era difícil de digerir, além do sabor amargo, uma mistura de algo queimado com o gosto ocre, uma espécie de ovo podre com o cheiro profundamente desagradável, a textura não era a viscosidade saborosa, macia e delicada, era gosmenta.
Mas nas profundezas do desespero, na guerra não se tinha muita aptidão gourmet, era apenas sobrevivência.
Ele se cura, e percebe as trevas dominar todo o local, e na porta de entrada ele percebe um homem de terno preto, chapéu de feltro, e um estranho brilho vermelho no olho esquerdo, será que as bizarrices não eram o suficiente?
Antes que pudesse esboçar alguma resposta racional, ele ouve O Paladino chamando por seu nome.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Seg Out 22, 2018 6:13 pm

CROWLEY

As sombras tomam completamente a noite, vestígios e remendos de trevas dançam e chicoteiam a noite, a junção de corpos dos monstros Tzimisce é atingido, seu corpo grotesco e rasgado e uma bolha de sangue verte de seu corpo molhando o jardim.
A casa verde por fim, CROWLEY não ouve qualquer som, provavelmente as trevas estão abafando qualquer sinal de som, ele também sente que existe escassez de oxigênio.

O ser abissal parece ter crescido e dá mais um passo esmagando outros dois Sabás que tentava fugir, o invocador desapareceu do campo de batalha, de pé restando apenas Crowley e o ser abissal, Miles, a senhora de Crowley, a Tzimisce foram derrubados, os demais bandos ou foram esmagados dentro da casa que ruiu quando o ser abissal despencou de um ventre do abismo.
Então o Lasombra decide recuar, tomando sua senhora nos braços, ordenando que seus braços de trevas peguem a Monstra Tzimisce, o livro e a adaga, e quando isso ele invocar sombras para formar um casulo no seu corpo.
Em seguida ele vai em direção a casa onde Miles foi arremessado no segundo andar, ele sente dificuldade de andar pelo peso, e a difícil tarefa de manter a concentração de manter seus tentáculos firmes. No caminho ele vê cães e gatos mortos, realmente as sombras extingue o ar respirável, provavelmente toda a vizinha foi morta, porém Crowley percebe um vulto escondido nas sombras, um veículo grande, ele entra na casa com facilidade, e grita pelo nome de seu companheiro Lasombra.
Ninguém será deixado para trás.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Seg Out 22, 2018 6:25 pm

Jim


- Obrigado senhor Jacobson, aprecio sua boa vontade para com essa corte. Diz o ancião acariciando a cabeça de um busto romano.
- Entendo toda a sua preocupação, mas você é um dos poucos Membros da família que ainda detém algum poder dentro dos militares, a sua linhagem, crias de Magnus foram dispersados, porém eles tem uma vasta rede de influência, por uma questão de honra não posso reclamar essas dignas sobre meus cuidados, mas um descendente de sangue pode. Do o príncipe olhando para Jim, que agora entende onde ele vai se encaixar nisso tudo, realmente Os cavalheiros de Sangue, a poderosa linhagem de Magnus, detinha vasto poderio militar, com o desaparecimento de Magnus, Clark e enfraquecimento de Louis resta Anastasia Drukov e Jim, Ann está desaparecida, Caso Jim pudesse reativar a rede de influência de seus anciões ele poderia unificar os Ventrue e apoiar o príncipe mais antigo de Nova Orleans, era um jogo perigoso, Se Ann a outra herdeira resolvesse lutar por esses recursos, ela e Jim lutariam enviando seus rivais em uma guerra sangrenta.

- Pareceu que você entende. Diz Marcel ao perceber que Jim entendeu a situação delicada.
- Sobre recompensas, o que tem em mente Jim Jacobson, o que pretende ganhar para salvar desconhecidos? Indaga o príncipe com bastante curiosidade.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Seg Out 22, 2018 6:35 pm

- Michael deseja vê-lo e isso basta. Diz o homem de forma firme, Enoch aperta ainda mais aquelas páginas, enquanto imagens do assassinato de Amy inunda sua mente fragmentada.
Ele espera alguma intervenção, mas não vê nenhuma, Amy não surge para lhe salvar diante daquele brutamontes enviado para o arrastar até o trono local.

Porém ele ouve uma voz ecoando em sua mente, característica de Shame, ele já havia sonhado antes com ele, embora ele não tenha forma, mas possui cheiro e voz, a presença de seu mentor incorpóreo é notado de forma metafísica.

- Vá com ele, ele não pode te ferir, mas pode ferir os mortais.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Samuka em Seg Out 22, 2018 9:44 pm

PdS: 04/10
FdV: 08/08
Humanidade: 06
÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷

“Em tempos de guerra, as leis caem silenciosamente” - Cícero

Jim se estivesse vivo transpiraría por todos os orifícios, inclusive o anal - este maiormente. “Mas que porra de pedido é esse?”, questionava-se incrédulo. Ele não sabia do tamanho da dignitas de seu sire e gransire. Jim caminhava pelo ambiente, mas atento às palavras de Marcel. Ele buscava uma saída antes de fazer uma grande “merda”, pensava ele. Jim estava enxequetado. Não seria fácil: primeiro, se livrar da conversação com o Príncipe; e, segundo, da mansão. Estava quase, senão preso na teia tecida por essa aranha ardilosa do Marcel.

Jim para.

- Pareceu que você entende. Diz Marcel ao perceber que Jim entendeu a situação delicada.

“Oui”, respondeu Jim imitando horrivelmente o sotaque francês - pior que Aldo Raine no italiano - entre a breve pausa que o Príncipe fez antes daquela outra pergunta, um verdadeiro xeque-mate:

o que tem em mente Jim Jacobson, o que pretende ganhar para salvar desconhecidos? Indaga o príncipe com bastante curiosidade.

Os olhos do Príncipe brilhavam como um par de estrelas, seu semblante tomava uma forma cínica e Jim, pobrezinho, acreditava que podia pedir algo. Estava sendo coagido e muito bem. Mas, queria mostrar que não era nem seria o bobo da corte, mesmo sabendo no fundo de toda aquela sua ignorância que dificilmente seu pedido seria atendido. “Quem não pede, não recebe”, concluía ele.

-”Reconhecimento não apenas na sua Corte, my highness; além de, claro, um terço do seu patrimônio e um domínio que satisfaça o meu gosto pelo rebanho. Somente isso e acho pouco, modéstia à parte”, finalizava ele deixando escapar um sorriso e como que tirava as poeiras dos ombros, enquanto que o Príncipe lhe observava, ou melhor, lhe devorava com os olhos. Jim, então, buscaria um lugar distante para se sentar com o único objetivo de ter tempo para, mesmo no bolso, fuçar o celular com uma das mãos e ligar para a polícia. “Merda, mas preciso escapar daqui, caso ele rejeite”, pensava ele concomitante ao seu ousado pedido.

Caso conseguisse, Jim forjaria uma citação qualquer para repetir várias vezes “ladrões” na esperança de que o atendente policial entendesse que era um pedido (-1 de FdV). “Usarão o localizador e pelo endereço virão, com certeza”, concluía ele dizendo:

-”Marcel, eu não sou. Mas tem muito ladrão. Ladrões em toda parte, 'cê sabe. Ladrões. Eles querem sugar tudo o que você têm. Eu não”.
avatar
Samuka

Data de inscrição : 22/12/2012
Localização : Rio de Janeiro/RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Ghost em Seg Out 22, 2018 10:41 pm


"Eu só quero que ELA fique bem" digo em pensamento, esperando que Shade me escute.
Os primeiros sinais de irritação começam a aparecer, de forma que se eu pudesse, eu realmente esmagaria o crânio daquele brutamontes contra a parede. Entretanto, me esforço para esconder meus desejos obscuros e recupero minha compostura. Como eu queria às vezes dominar a mente de certas criaturas, assim como Coleman fazia comigo. Uma vez os pensamentos sombrios longe da minha mente, torno a falar:
-Bem. Vamos logo, então. Não temos o dia todo, não é?


avatar
Ghost

Data de inscrição : 29/07/2017
Idade : 21
Localização : Balneário Camboriú - SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Fox em Ter Out 23, 2018 11:09 am

Miles já esperava que o sangue não fosse agradável ao paladar. Entretanto, na guerra, não se pode escolher o que se come e ele já provara isso na pele. Ignorando o sabor, o Cainita se alimenta tanto quanto pode, usando a Vitae para fechar seus ferimentos recém feitos. Benefícios de uma existência imortal e amaldiçoada. Agora estava pronto, mas o tempo urgia. Ele nota as sombras que tomam conta do lugar.

"Essa merda já deve ter tomado o quarteirão inteiro!"

Porém, não era a única coisa estranha no local. Logo, o Lasombra também nota a presença de um outro ser. O homem misterioso com o brilho no olhar permanece parado à porta, observando. A quanto tempo ele estava ali? Estava claro que não era um humano e isso era um problema. Nessa situação caótica, Miles não esperava nada de bom e não havia tempo para pôr sua teoria à prova. Crowley o chamava, indicando que o companheiro de clã também havia recuado. Tinha que sair dali rápido.

- SAIA do meu caminho! - Miles grita, tentando impor seu controle mental (Dominação 1 - O Comando).

O Lasombra não esperava realmente que seu poder mental surtisse efeito naquele ser incógnito, mas o grito serviria para dar uma dica de sua localização e de sua situação. Dando certo ou não, ao proferir as palavras, ele avança em direção da porta de saída. Iria usar toda sua força para derrubar o que estivesse na sua frente e iria continuar correndo dali.

_________________
Conheça seus propósitos, lute suas batalhas. Arme-se e prepare-se, pois as noites de outrora são brandas comparadas às que estão para chegar.
avatar
Fox

Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 24
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Crowley em Qui Out 25, 2018 12:55 am

O sombrio conseguia sair daquele inferno sem uma ferida se quer, conseguiu também fica em posse do livro, então seguindo para casa onde Miles havia sido arremessado, no caminho percebia corpos de cães e gatos mortos, as sombras não estavam apenas na mansão Sabá, mas aos arredores e quem sabe tavez todo o quarteirão, quem seria esse ser com tal habilidade ele se perguntava...

“Isso está tudo muito estranho um ancião lasombra talvez tivesse poder dessa magnitude, mas não atacaria a própria seita. ”

Então sombrio persistia em ir atrás de Miles, talvez pelo fato de ser ex-militar o sombrio acreditava muito na hierarquia e também no companheirismo em prol do mesmo ideal, e por isso nunca abandonaria um companheiro, ninguém ficara para trás, mesmo que ele tenha que carregar o corpo de Miles, já que não conseguiria salva todos os membros ao menos ajudara um de seu próprio clã, mas pensando nisso...

O sombrio tenta lembrar dos membros que estavam sob observação da seita, quem sabe entre essas fileiras tivesse um poderoso ancião lasombra e que justamente por possuir tal poder a seita não tenha conseguido dar um fim nele, eram muitas variantes teria que parar em um momento se concentra e pôr as ideias em ordem mais sua atenção era voltada para sair desse local e o fato de esta tendo que carregar dois corpos com sigo dificultava por hora. Ao se aproximar mais da casa sombrio via um veículo grande na entrada, percebia que estava com fácil acesso ao interior da casa também...

“Bom, Miles já pode ter ido embora devido a casa está aberta, mas não custa nada tentar”

Então sombrio deixava os dois corpos próximo do veículo de grande porte, já estava com a intenção de usar como transporte de fuga para dar o fora desse lugar, então ao entra ele chama por Miles. O sombrio usava um tom de voz que pudesse ser ouvido interior daquela casa, então quando subia a escada ele via um vulto, nesse momento seu tentáculos voltavam a lhe proteger por baixo de seu sobretudo, então com a adaga e o livro também protegido pelas sombras ele pegava sua katana e entrava em posição de guarda, dessa forma ele subia o local sorrateiramente para pegar quem quer que seja desprevenido mas foi onde ele ouvia uma voz, o tom era ofensivo e rapidamente graças sua memória reconhecia a voz de seu companheiro de clã...

“Caralho essa noite está foda” pensava o sombrio enquanto subia."
“Assim como consegui ouvir ele gritar provavelmente ele deve ter me ouvido também, e devido seu tom de voz significava que não está sozinho, mas graças a isso consegui ouvir de onde veio, espero estarmos usando a mesma “linguagem”. ”

O sombrio localizava Miles através de seu grito, então o sombrio ia furtivamente para a direção com sua espada em punho, suas sombras em guarda e seus sentidos afiado em alerta, afinal se fosse um aliado apenas iriam responder ao seu chamado
avatar
Crowley

Data de inscrição : 02/12/2010
Idade : 28
Localização : Rio de janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por HaSSaM em Ter Out 30, 2018 3:03 pm

Suponha que um anjo de fogo
varresse a face da terra
e os homens sacrificados
pedissem perdão.
Não peça.

- Carlos Drummond de Andrade - Segredo

Tudo aquilo já era previsto. A repulsa do padre, a devoção cega, a inclinação em cortar sua cabeça ou queima-lo até virar cinzas para um bem maior. Já era esperado, não havia novidade em suas falas ou na forma que pensava, desde a época em que queimavam mulheres vivas em grandes fogueiras por utilizar ervas do campo ao invés de dobrar os joelhos e implorar que Deus atendesse a uma de suas orações. Tudo se repetia . Porém, mesmo assim, aquelas palavras duras o atingem, Jack se calava, se sentia indigno, mantinha-se em total silencio comovido, não porque de alguma forma havia se  arrependido pelo o que já havia feito em suas muitas décadas, tão pouco porque havia se tornado uma criatura das sombras, mas sim porque naquelas chamas que emanavam daquela criatura, ele via sua própria morte, conseguia enxergar o preludio do fim. Sua alma sentenciada ao terrível abismo pela maldição de um Deus sádico e insano. Jack cerrava os punhos. Seu peito inflava de uma coragem tola, e seus lábios trazem atona a ira escondida.

-Porque eu pediria perdão ao Algoz que me sentenciou? - Jack cospe aquelas palavras com amargura - Fiz uma promessa no Reino Unido e vou cumpri-la, Apos isso estaremos em lados opostos do tabuleiro. - Jack sorri - Luz vs Trevas. Bom vs Mal. Essa guerra vem sendo travada a milhares de anos, apenas o apocalipse irá nos deter. - Jack agora encara os olhos do mortal ungido. - Lute o quanto quiser, continue com sua guerra santa, leve centenas... MILHARES as cinzas, separe as cabeças de seus corpos, sorria enquanto a pira continua queimando com os gritos dos desgraçados. Mas no final, sabemos que tbm somos frutos do seu Deus e apenas ele dará a palavra final.

---------XXX-----------

Chifres. Asas. Jack estava paralisado em seu lugar quando os militares chegarem, mas ele não se moveu, nem mesmo desviou o olhar para aquela criatura. E o único pensamento que pendurava em sua mente era "O que foi que eu vi?". Jack acompanha os soldados em silencio, depois, acompanha a rainha branca para dentro do carro.

- Espere, eu estou um pouco confuso. - diz Jack realmente confuso nesse momento. - Me corrija se eu estiver enganado, mas minha missão é informar aos demais membros o que houve na Europa, porque querem passar uma mensagem a eles, mas acaba de me dizer que eles já estão sabendo? - Jack indaga - Até onde vai esta minha missão? Até quando estou preso a vcs? - Jack já não estava entendendo e novamente, se sentia ameaçado. - O acordo era me soltarem na América.

"O que foi que eu perdi?" As coisas começavam a se complicar.

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Qua Out 31, 2018 8:19 am

Joseph


Uma imensa gargalhada se faz ouvir, várias vozes somadas a uma miríade sombria, as sombras se agitam ainda mais, o corpo suspenso no ar parece estar sem vida, apenas um fantoche sendo usado por forças que aquele mortal apenas imaginava existir, na verdade nem o próprio Joseph tinha ideia de algo assim.
Sabia que vampiros podiam fazer pactos com espíritos malignos, inclusive algumas linhagens de sangue podiam falar com espíritos, e acima de tudo ele sabia que que se envolver com espíritos do abismo era uma prática condenável aos olhos da sociedade vampírica, e o que era mais um crime na extensa lista atribuída a Joseph.

- Você deve abrir seus olhos, se unir a nós. A voz parecia bem interessada, como se quisessem vender algo.

- Seu corpo já nos pertence, aceite a grande corruptora e será livre, seu coração será devolvido suas marcas serão retiradas e o fim a qual você está fadado será reconsiderado. Diz as vozes.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Qua Out 31, 2018 8:30 am

Jim


- Aceito. Diz o príncipe fazendo aquela negociação parecer mais fácil do que era, Jim se surpreende, suas demandas foram prontamente ouvidas, sem serem questionadas, será que ele pediu algo abaixo do que Marcel tinha a oferecer, ou aquele príncipe era tão poderoso que seus recursos podiam ser distribuidos de forma tão fácil ou quem sabe ainda é uma medida desesperadora para salvar sua cidade, afinal, melhor ter uma cidade dividida com Jim que nenhuma cidade. Mas então uma grande sombra de dúvida ecoa na mente do jovem Ventrue, poderia ser um acordo que terminaria em traição, Marcel destruiria Jim futuramente e pegaria de volta os recursos repassados a ele.Por um momento Jim queria poder ler a mente daquele ancião.

- Aos arredores do Quarteto French tem um mercado, naquele que é controlado por Mulçumanos, e secretamente eles vendem garotas daquele povo, posso conseguir o controle dessas operações para você, e aquela região o mercado, a noite, o tráfico de drogas e a delegacia seriam suas, claro que eu poderia perdi de vez em quando algum favor ou que me desse informações ou um pouco da vitae rara daquele povo. Diz Marcel agora negociando os termos, sobre meus recursos, um terço da parte Americana, isso vai dá algumas dezenas de milhões de dólares, nada demais. O príncipe não se aproxima de Jim, apenas diz os termos da proposta.

- Mas você deve conseguir a dignitas de Magnus, e usar ela para o bem da cidade, e deve manter os Ventrue unidos. Mais um termo daquele pacto sugerido por Marcel.
- De acordo?

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Qua Out 31, 2018 8:43 am

Enoch e o outro vampiro entram em um veículo escuro, um sedan Audi, o carro sai em disparada, ele percebe que está se aproximando do pier da cidade, o carro estaciona na orla da praia e a dupla sobe para o pier, um deck suspenso com agitada vida noturna, bares, lojas de todos os tipos e gostos, variando do McDonald's até uma Versace.Eles caminham pela praia para subir uma imensa escadaria que leva até o deck, no caminho ele pode ver várias gangues na praia, surfistas, punks entre outras tribos urbanas, em contraste mais a frente o pier abriga um park com uma grande roda gigante que é um dos cartões postais da cidade.
- Meu nome é Leigh. Diz o outro vampiro enquanto sobem o calçadão.Agora distante da situação de stress, Enoch percebe que o sujeito estava tão assustado quanto ele, Leigh usa uma barba de lenhador, camisa de flanela e jeans escuros, um pesado casaco abriga a espingarda.
Eles caminham pelo deck tendo de onde estão uma privilegiada visão panorâmica da cidade, as luzes a praia a roda gigante e tudo mais.
Eles entram em uma construção que fica entre alguns becos, Clube Graveyard, está vazio, aparentemente fechado, o lugar tem um aspecto gótico, com figuras da cultura pop moderna, bonecos em tamanho real de Jason Vorhhes,  Mike Myers, Free Krueger e outros.
Sentado no bar está um homem usando Com um terno azul, cabelos curtos bem cortados e penteados a gel, do seu lado alguns homens negros e um homem gordo com quase dois metros de altura.
- O IRLANDÊS diz o homem de terno, a qual Enoch reconhece como sendo Michael o príncipe de San Diego.
- Espero que Leigh não tenha te assustado, ele às vezes perde a mão com meus convidados.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Samuka em Qua Out 31, 2018 9:35 pm

PdS: 04/10
FdV: 08/08
Humanidade: 06
÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷

“Nem tudo que reluz é ouro” - provérbio popular.

- Aceito. Diz o príncipe fazendo aquela negociação parecer mais fácil do que era

Jim pára. Estava próximo da janela, da poltrona e alguns metros de Marcel. Mas aquilo parecia ter sido dito ao pé do seu ouvido. Ele soltava aliviado o celular no bolso e se virava para o Príncipe. Jim observava Marcel em sua tranquilidade quase debochada. “Ele deve 'tá blefando”, pensava Jim ao passo que questionava meio atônito: -”Aceita!?”.

Já o Príncipe respondia com certa tranquilidade como se aquilo fosse irrelevante. Isso assustava Jim. Ele não conseguia enxergar o porquê de tanto interesse naquela dignitas. “Estaria o Príncipe com o cu na mão”, pensava Jim. O fato que aquilo aparentava ser um jogo perigoso. Aliás, estava fazendo um acordo com o inimigo, o qual, contraditoriamente, procurava unir o clã.

-”Interessante”, respondia ao saber dos espólios contratuais que passaríam para ele. “Não vejo problema nisso, bastará pedir”, respondia Jim sobre os termos com um olhar muito interessado, enquanto que Marcel apenas dizia os termos despretensiosamente.

Jim, então, caminhava em direção ao Príncipe com a mão direita estendida para selar o acordo. Mas antes que ele firmasse sua própria queda, Marcel colocava a última clausula quase exibindo um sorriso irônico antes de estender a mão da alteza:

- Mas você deve conseguir a dignitas de Magnus, e usar ela para o bem da cidade, e deve manter os Ventrue unidos. De acordo?

Era um pedido complexo construído na simplicidade das palavras e revelando a sagacidade de Marcel. Jim gostaria de saber quais eram os reais planos do Príncipe com aquilo, mas isto ele saberá e inevitávelmente. Afinal, Jim não pensou duas vezes e selou o contrato apertando a mão de Marcel. Ele, contudo, fez um adendo, pois estava mais focado nas suas exigências do que na simples demanda do Príncipe. “Não esqueça da promoção de status na Cam… *cof cof*... La”, finalizava ele tentando ludibriar Sua Alteza com o nome da Seita que sequer esse estúpido não sabia.
avatar
Samuka

Data de inscrição : 22/12/2012
Localização : Rio de Janeiro/RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Qui Nov 01, 2018 4:43 pm

Miles e Crowley.

O homem desapareceu tão rapidamente quanto surgiu, como um truque de mágica ou alguma ilusão causada sons de sangue, o fato é que Crowley e Miles se entre olham mais uma vez, a dupla se vê um frente ao outro naquele quarto de casal escuro, na cama os mortais estão mortos, pele branca e hematomas causados pelo coagulação do sangue. Um cheiro de morte inunda tudo aquilo, da janela a lua volta a brilhar sobre o jardim, as sombras e os pesadelos desapareceram. Até mesmo o ser abissal agora é apenas uma lembrança negra de uma noite que ainda não tem explicações, exceto que;

Foram convidados para uma reunião onde o emérito Bispo iria organizar forças de ataque a Chicago, a maior fortaleza Da Camarilla da América do norte. Porém o Bispo desapareceu, a senhora de Crowley, cujo o corpo em torpor jaz ali perto, foi engalfinhado pela furiosa Paladina do Bispo. O que se seguiu é confuso, envolve uma besta abissal conjugada por um único Lasombra, feito esse que seria necessário um sangue poderoso como o de um antidiluviano ou um de seus filhos, os famigerados Matusaléns de 4° geração.
A coisa estava menos confusa, exceto pela inusitada presença de um homem cujo olhos brilhavam como de um Gangrel, mas agora era apenas os dois Lasombra, os cadáveres, cinzas no jardim e ambos com um livro e uma adaga de ossos. E por hora tudo o que podem fazer é se reagrupar no Diocese em Gary, o Templo dos Murmúrios eternos.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Qui Nov 01, 2018 5:05 pm

Jack Hunter

- Exatamente. Concorda a rainha branca. O carro era bastante confortável, Jack não sentia o impacto das curvas e a velocidade veículo, era como se estivesse dentro de uma avião, bancos de couros massageava as costas do imortal, a mulher ficava de frente para ele, olhando fixamente, ela usava um crucifixo e mantinha um olhar firme.

- Que bom que entendeu. Confirma a mulher,
- mas a melhor parte é que você vai dizer o que queremos que você diga, os inquisidores querem todos vocês destruídos, o governo americano não, podemos criar armas de guerra e cura para muitas doenças, você vai possibilitar isso, mas assim como a segunda Inquisidora dividida, sua Torre de Marfim também está, uma parte pretende unir se a rebeldes e declarar guerra, você vai impedir isso, levando alguns documentos e um acordo entre cavalheiros, muitos vão morrer dos dois lados, mas os melhores dos dois lados vão sobreviver, já fizemos algum contato moderado com seu pessoal, mas até agora ninguém sobreviveu muito tempo para levar muita informação, você é nossa melhor aposta, como eu disse eles já sabem, e provávelmente vão tentar te destruir na mansão de um vampiro chamado Marcel.Mas antes me permita mostrar algo.
O carro acelera ainda mais entrando no subterrâneo daquela base militar, e estaciona em uma espécie de garagem de tanques de guerra, Jack e A rainha branca descem do veículo, caminham pelo imenso hangar, um lugar escuro e aparentemente solitário, caminhando por alguns corredores eles chegam a uma imensa câmara fria, lá ele entra em um corredor com velas de vidro e paredes acolchoadas, ele percebe alguns padres rezando ou andando em duplas.
- Não se preocupe, não vão lhe ferir. Garante a mulher, embora Jack sinta uma terrível onda de calor.

Nas celas ele vê outros vampiros, porém parecem em Frenesi, gritam embora o som seja abafado por paredes anti sonoras e pelo vídeo reforçado e blindado das celas, seus corpos estão manchados com listras negras e imensas cicatrizes próximo ao coração daquelas criaturas, aquilo parece Membros que perderam para a besta, sucumbido totalmente e entrando no Frenesi final, mas existe algo de maligno naqueles malditos, como se estivesse sendo controlados por algo maior.
- Essa foi uma tentativa desesperada e errática de seus pares para lutar contra nós, se uniram a coisas escuras e perturbadoras, chamamos isso de Morte negra, porque lembra a peste negra, embora não seja transmissível é perigoso.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Sex Nov 02, 2018 12:03 am

Jim

- Vamos fazer o seguinte, vou te apresentar aos luminares da cidade, vou pessoalmente ao Elísio com você, como meu convidado, vou recomendar você para as línguas afiadas das harpias, coloque seu melhor terno e prepare se para ser sabatinado, isso lhe concederá respeito na cidade e se você falar as palavras corretas, no país todo.Evite temas polêmicos, não responda provocação com agressividade. Diz Marcel caminhando novamente até uma janela puxando uma cortina pela orelha e olhando seu jardim.

- Você vai precisar criar um hold de fachada para lavar esse dinheiro, caso não tenha um vou te indicar meu contato Nas Suíça, para angariar o mercado islâmico lhe darei a posse das propriedades daquele Quarteirão, vai precisar de empregados, talvez alguns carniçais, aja com sabedoria.
O príncipe vai até um telefone dentro da gaveta e pega o fone, era como se ele tivesse medo daquela coisa.
- Stjohn venha até aqui. Ordena o príncipe para alguém do outro lado da linha, antes que ajom esboçar qualquer reação a porta se abre, como se o tal Stjohn estivesse na outra sala, era um homem esguio, alto,nariz fino, também loiro, cabelos curtos, de um dourado que era quase branco, olhos claros e usava um terno negro com símbolos mágicos nas laterais, uma das mãos era coberta por uma luva negra e usava um bengala também talhada com runas.
- Senhor Jacobson é uma honra o conhecer, sou Stjohn James, conselheiro de vossa majestade.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Zed em Sex Nov 02, 2018 1:06 am

Pontos de Sangue: 11/13
Força de Vontade: 6/7
Vitalidade: -
Efeitos ativos: -


O corpo aparentemente morto balançava junto as sombras causando certo desconforto. “Ele podia manter uma aparência mais amigável se realmente quisesse vender uma ideia. ” Pensava comigo mesmo, ouvindo o que aquela criatura tenebrosa tinha a dizer, como antes, falando de forma vaga e enigmática.

- Meus olhos estão bem abertos, não consegue ver através essa marionete? – Debochava com uma risadinha sarcástica, procurando um assento para mim, assumindo uma postura mais relaxada agora que sabia que ele por hora agiria de forma amistosa. – Que tal você ser mais claro? Eu só quero acabar com qualquer maldição que colocaram em mim e recuperar o que é meu.

- Só diga exatamente o que eu tenho que fazer para “aceitar a corruptora”. Tenho que fazer um massacre em uma faculdade? Estuprar uma criancinha? – Se eles realmente negociassem tão facilmente assim, não havia por que me preocupar. Okay, eles eram famosos por serem os “vilões”, diabólicos e “a galera com quem você não deve andar”. Eles certamente tinham intenções ocultas, estavam escondendo muito e deveriam me ferrar e me usar como quisessem. Mas do contrário me matariam.

Da mesma forma que os anciões enrolavam os neófitos de hoje em dia com favores e dividas, agora tinha pendencias com tais criaturas abissais. Teria de cooperar e seguir com a maré, contanto que estivesse livre daquela maldição não me importaria com o que tivesse de fazer, mas também, não tinha intenção alguma de agir feito uma marionete, como aquela controlada pelas sombras.

Podia não ser logo no momento seguinte, mas eu me vingaria por aquela situação. Por ser acuado e coagido a cooperar, após ser sequestrado e submetido a estranhos rituais. Da mesma forma que havia jurado a mim mesmo me vingar de Zakarys, iria um dia, nem que fosse daqui a um milénio matar o responsável por aquilo. Mas até lá, que tipo de outros privilégios e poderes poderia obter?

- E eu ganho algum tipo de presente por entrar no clube? Que tal uma arma magica anti-vampiros? Seria bem útil, vocês conseguem coisas desse tipo? Se eu puder escolher o tipo, uma espada seria maneira, quanto maior melhor. – Sorridentemente colocava os pés cruzados sobre a mesinha próxima a poltrona. – Look, mate... Eu realmente não ligo pra quem quer que tivermos que destruir no caminho. Mas não ferre comigo, me deixe agir livremente e então teremos nosso acordo. – Quem sabe com o tempo pudesse até perdoá-lo pelo encontro inicial. Ainda que isso fosse pouco provável.
avatar
Zed

Data de inscrição : 08/04/2015
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por @nonimous em Sex Nov 02, 2018 1:15 am

A coisa continuava flutuando no ar, o corpo já estava sem qualquer sinal de vida, o pescoço pendia para baixo, os olhos estavam acinzentados, a pele exibia uma coloração pálida, como o sangue parou de circular pelo corpo do mortal possuído começou a coagular, criando imensas manchas de sangue no rosto, peito e mãos.

- Você precisa merecer a benção da grande corruptora, para isso terá que procurar um guia, procure por Stjohn, Ele será seu guia.
Em seguida o corpo cai no chão, um barulho oco é ouvido por Joseph, que vê o corpo do mortal, na verdade um cadáver no chão.O Corpo dá um espasmo final vomitando sangue no chão e Joseph começa a ouvir passos apertados subindo as escadarias, ele sente que está encrencado, seus inimigos estão no seu encalço.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Zed em Sex Nov 02, 2018 1:41 am

Pontos de Sangue: 10/13
Força de Vontade: 6/7
Vitalidade: -
Efeitos ativos: Ofuscação 1, + 1 Destreza


Que a marionete não sobreviveria aquela noite já era algo obvio. O inesperado era ouvir novamente sobre St John, o mesmo nome antes citado por Caiphas. – HÁ! – Disparei de imediato. “Eu sabia que o desgraçado viria a ser importante. ” Porém imaginava que seria dito onde poderia encontrar o tal sujeito.

De forma contrária ao imaginado ele simplesmente caia no chão, vomitando sangue e encerrando a conexão com o outro lado. – Really? Não podia pelo menos dizer onde encontrar o cara? Asshole... – O tempo para reclamações não era agora. Passos apressados pareciam subir as escadas e uma sensação de desconforto subia. “Shit... Eles não me dão uma folga?” Reclamava rapidamente olhando em volta, apagando as luzes e dando uma última olhada em direção ao relógio para ter uma noção de quanto tempo ainda tinha até o nascer do sol e para arranjar um novo local de descanso.

Logo que o ambiente se tornasse mais escuro, procuraria um ponto ainda mais encoberto pela escuridão, onde ficaria escondido, imóvel (Ofuscação 1). A princípio observando o que viria a acontecer. Tentando identificar quem eram os inimigos da vez, quantos deles e que tipos de armamentos eles poderiam portar.

O principal ponto de meu esconderijo, era também achar um lugar que me permitisse observar o que viria a acontecer no apartamento, e da mesma forma ter uma rota visível para a porta ou janela para fuga de emergência caso o número de inimigos fosse muito absurdo. Em um cenário onde houvessem mais do que três, seria melhor me preparar para um combate difícil, gastando sangue para reforçar minhas capacidades físicas.(-1 PdS/+1Destreza) O que? Acha que vou deixar eles invadirem minha casa e só ficar escondido? Eu vou atacar, assim que descobrir o que precisar, obviamente.
avatar
Zed

Data de inscrição : 08/04/2015
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Fox em Sex Nov 02, 2018 9:34 am

O ser desaparecia na sua frente. Mais um dos estranhos acontecimentos que vem preenchendo a noite de Miles. Ele tenta fazer sentido àquela cena, enquanto vê Crowley aproximando-se, aparentemente ileso. As sombras se desfazem e a noite clareia. O que quer que fosse aquele ser, já tinha fugido e, talvez, completado seu objetivo. O Lasombra se sentem mal, sabendo que, em parte, havia falhado naquela batalha. Pouca coisa havia sobrado para tentar entender aquilo tudo, contudo os danos sofridos pela Espada de Caim foram desastrosos. Para os dois, agora, bastava compartilhar o que sabiam para tentar desvendar o máximo possível daquela trama e, então, planejar os próximos passos.

- Então acabou?! Quem sobrou além de nós? Presumo que a criatura tenha desaparecido.

- E o que realmente aconteceu com o Bispo? Você disse que ele foi atacado.

_________________
Conheça seus propósitos, lute suas batalhas. Arme-se e prepare-se, pois as noites de outrora são brandas comparadas às que estão para chegar.
avatar
Fox

Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 24
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Samuka em Sex Nov 02, 2018 10:30 am

PdS: 04/10
FdV: 08/08
Humanidade: 06
÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷

O Príncipe caminhava até uma janela, após o aperto de mão, parecia procurar algo no jardim. Jim não fazia idéia o que poderia ser.

Vamos fazer o seguinte, vou te apresentar aos luminares da cidade, vou pessoalmente ao Elísio com você

Marcel na janela sendo banhado pelas luzes exteriores enquanto falava a Jim. O vozerio abafado da festa que ocorria além da biblioteca. Jim se sentava na poltrona ouvindo o interlocutor real.

como meu convidado, vou recomendar você para as línguas afiadas das harpias

Jim se ajeitava na poltrona cruzando as pernas.

coloque seu melhor terno e prepare se para ser sabatinado, isso lhe concederá respeito na cidade

Neste momento, ele notava uma certa pausa proposital que Marcel fazia para dar uma ênfase nas próximas palavras. O brilho que Marcel refletia das luzes, um colorido progressivo de laranja, verde, vermelho, dourado e o azul escuro do interior da biblioteca davam o tom da conversa.

e se você falar as palavras corretas, no país todo.Evite temas polêmicos, não responda provocação com agressividade

Pergunta:

Curioso com essa última colocação, Jim interropia Marcel:

-”Alright. Mas, que temas são esses e que tipo de provocações farão?”

O Príncipe então caminhava até sua mesa comentando:

Você vai precisar criar um hold de fachada para lavar esse dinheiro, caso não tenha um vou te indicar meu contato Nas Suíça

-”Ficaría muito grato”, colocava Jim apesar de não ter gostado da idéia. Ele é um cara desconfiado demais. “Quem é esse cara? Se ele cair, Marcel cai e eu vou junto”, pensava Jim.

para angariar o mercado islâmico lhe darei a posse das propriedades daquele Quarteirão, vai precisar de empregados, talvez alguns carniçais, aja com sabedoria

“Carniçais”, pensava Jim jogando a cabeça para o lado como em um tique nervoso após imaginar muitos Lucas. “Sabedoria”, tentava ele imaginar o que seria nesta situação. Jim só conseguia se ver numa puckle gun metralhando os vários Lucas que surgiam.

Marcel, enquanto isso, chamava por alguém com santo no nome. “Hmm”, ruminava Jim. A porta, então, era aberta por um sujeito excêntrico, aparentemente. “Símbolos estranhos, cajado estranho, enfim”, pensava Jim.

- Senhor Jacobson é uma honra o conhecer, sou Stjohn James, conselheiro de vossa majestade

À menção de seu nome, Jim se levantava cumprimentando o sujeito.

-”Se é conselheiro do nosso Príncipe, então posso dizer o mesmo, não?”, dizia Jim ainda segurando a mão de St John, sorrindo e dando uns tapinhas no ombro dele, para tentar passar uma boa impressão.

Jim, então, vira para Marcel fazendo uso da arcaica técnica de socialização, as piadinhas, para saber o porquê daquela figura ali.

-”Ele vai fazer um abrakadabra no nosso acordo?”
avatar
Samuka

Data de inscrição : 22/12/2012
Localização : Rio de Janeiro/RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras e Pesadelos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum