Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Black Thief em Qua Nov 28, 2018 3:13 pm


"Intrigante..."

Pensava o vampiro ao descobrir uma passagem secreta naquela suposta cripta de Infernalistas. O Tremere se afastava lenta e cautelosamente... Guilherme se aproximava intrigado à da rocha que parecia ser uma porta secreta para algum outro lugar daquele local. Quando a porta se abria completamente, Guilherme já estava frente à ela, via o bréu completo a poucos metros à frente e ouvia de forma nítida uma leve corrente de ar passando por aquela passagem.

- Realmente... Intrigante...

Ele sussurrava para si mesmo, levemente boquiaberto. Aquilo reforçava ainda mais sua teoria de que essa cripta não fora construída pelos nativos, ao menos não com alguém de sua mentalidade. Aquela tecnologia era à frente das tribos antigas, só se houvesse uma interferência de alguma inteligência superior, mas ele não tinha muita crença nessa segunda hipótese, ainda assim, as análises devem dar mais peças daquele quebra cabeças que começava a divertir o Tremere.

Guilherme então retira o gravador e fala sussurradamente mas perto o suficiente para o gravador captar a voz:

- x Horas e X minutos. Dia xx/xx/20XX. Denver - Colorado - Criptas do cemitério de Denver - Rua XXXXXX. Analisando as paredes da cripta na câmara do altar, encontrei um pequeno bloco coberto com poeira e impurezas da caverna. Quando fiz a limpeza superficial localizei um mecanismo que, ao ser pressionado, locomove estruturas internas da cripta abrindo caminho para uma passagem secreta a poucos metros do bloco. O local é muito escuro e bem escondido, o mecanismo utilizado aqui é mais avançado do que os registros arqueológicos oficias nos apontam sobre os nativos que fixaram-se nas regiões do Colorado. É valido uma pesquisa mais aprofundada sobre a engenharia dessas tribos posteriormente para confirmar se não estou enganado, mas provavelmente não.

Assim Guilherme salva o registro de voz. Ele recua alguns passos e tira fotos da entrada da passagem de alguns ângulos diferentes. Ele então verifica se o celular possuía sinal e se possuísse, Guilherme tiraria uma foto com Flash e enviaria para o celular do regente com texto acompanhando.

"Passagem secreta encontrada na câmara do altar"

Agora, o Tremere precisaria continuar investigando. Ele utilizava a lanterna do celular para iluminar bem o local da passagem, e cuidadosamente, com sentidos aguçados, ele penetrava na passagem secreta e com seu tato e audiação aguçada, tentaria identificar de onde a corrente de ar vinha e verificaria escrituras ou desenhos nas paredes como alguma indicação.
Black Thief
Black Thief

Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Ignus em Sex Nov 30, 2018 6:02 pm

- Perdi alguma coisa? Perguntava a vampira. - Ao que parece nossa noite foi produtiva... Melhor nos prepararmos, o sol já está quase a nascer..


-Eu e Boris localizamos um vampiro da Bastarda em seus domínios. Infelizmente as coisas saíram um pouco de controle e em vez de capturá-lo acabei por ter de destruí-lo. Com essa perturbação da ordem local estou certo que a Camarilla enviará investigadores para o local dos fatos. Gostaria de emboscá-los amanhã de noite.

Caso ela não diga nada extraordinário Troy irá repetir para ela seu plano para a noite seguinte.
Ignus
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Qua Dez 05, 2018 10:20 am

- Olha só que sorte, eu sou do Dr. Ronald. Deixe-me te examinar.

Pronto, ali acabava minha encenação. A propósito, esse nunca foi o meu forte. Por sorte, Dr Ronald veio até mim e eu não precisei estender essa situação por muito tempo. O médico me examinava e logo constatava minha verdadeira natureza...

- Hummm.. Então o senhor é um Membro!

não precisaria ser um médico para chegar a essa conclusão...

- Sim, acredito que Valerya já tenha lhe instruído sobre o meu caso. Preciso que me tire daqui.

De pronto, eu era atendido com total atenção do Dr Ronald, que me ajudou a chegar até o lado de fora do hospital onde havia um carro a minha espera. Depois de alguns minutos dentro do carro, eu chegava no elísio (pelo menos era onde eu achava que estava). Me conduziram até uma sala vazia, mas que logo já teria companhia. A porta se abria e novamente se fechava, passos vinham em minha direção e logo a voz me deixava claro quem estava ali.

- Temos uma emergência, mas sem a sua visão acredito que seu trabalho será prejudicado.

minha visão começava a dar sinais de recuperação, lente, mas já era um começo. Mas mesmo com essa ligeira melhora, eu ainda não era de muita serventia para a maioria das coisas, ainda mais se tratando de uma emergência.

- Eu sinto muito em não lhe ser útil - penso em usar o nome dela, mas decido manter a hierarquia bem demarcada - Xerife! Mas mesmo nessa condição, gostaria de ficar a par dos acontecimentos.

Depois que Valerya falar eu exponho para ela a respeito da toreadora em que conversei no elísio...

- Xerife, conheces a (nome da toreadora que o player esqueceu)? Estava em uma busca por informações a respeito de um certo caso que estava investigando, inclusive o mesmo caso que me deixou cego, e as palavras dela me fizeram pensar que no mínimo ela estaria considerando a política Sabá melhor que a nossa. Eu estava esperando alguém de confiança para compartilhar, e você é essa pessoa. Não sei se se tratava de mais um das confusas filosofias do clã da rosa, ou se estava diante de uma infiltrada. Acredito que seja necessário apurar os fatos.
Han
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Ter Dez 11, 2018 9:55 am

Amino Ank Toczek; PdS.: 08/13; FdV: 08/08; Vitalidade: ok

Por um instante o vampiro contempla a paisagem urbana do prédio da irmã. As horas já estavam um pouco avançadas e começava a ficar tarde da noite. Havia pouco movimento na rua, quase nenhum na verdade. Naquele instante era apenas o vampiro ali e seus seguranças. O cainita se dirige até a portaria onde teve que se identificar antes de tentar obter qualquer tipo de informação.
- Não não não.. no meu turno não a vi aqui... Quem é Johson? Indagava o porteiro. Havia muitos moradores ali no prédio. Talvez o porteiro conhecesse Johson por sua aparência e por vê-lo passando ali algumas vezes, mas por nome ele não se lembrava. O funcionário do condomínio pegava o interfone e ligava no apartamento de Anka. Após insistir muito ele olhava para o vampiro e fazia um sinal negativo com o rosto enquanto destrancava o portão liberando a entrada de Amino.
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Ter Dez 11, 2018 10:12 am

Guilherme Vianna; PdS: 15/15; FdV: 7/7; Vit. Ok


O feiticeiro analisava minunciosamente o local e produzia um relatório digital sobre o que presenciava enviando-o em seguida ao regente da capela. Cuidadosamente e com seus sentidos apurados o vampiro avançava cuidadosamente naquela espécie de passagem subterrânea usando o celular como lanterna. O corredor tinha paredes teto e piso planos, como se tivesse sido cuidadosamente talhado. Logo que avança o arqueólogo encontra uma marca diferente no piso. Era uma espécie de um bloco com uma cor levemente diferenciada, mas ao invés de estar na parede como aquele que abriu a passagem estava no chão, no caminho onde ele iria passar.
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Ter Dez 11, 2018 12:58 pm

Alex Troy; PdS.: 14/15; FdV: 10/10; Vitalidade: ok


- Excelente! Da minha parte, tenho um namorado policial agora.... respondia ela com um sorriso malandro.

O dia se aproximava e os monstros se recolhiam em seus antros de desumanidade. Na noite seguinte Troy se reunia novamente com seu bando. Ele explicava seu plano ao sacerdote e então seu time tinha uma noite inteira pela frente para colocar seus planos em prática. Juntos, reunidos em volta de uma mesa que ficava nos fundos da casa em que eles haviam alugado, aqueles rostos olhavam anciosos para o ancilae, exceto Juan que se juntava agora ao bando. Ele havia saído e voltava com um jornal em mãos o colocando em cima da mesa.
- Acho que finalmente teremos um pouco de emoção... Ele sorria.
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Black Thief em Ter Dez 11, 2018 1:12 pm


Guilherme analisava cuidadosamente o ambiente. Toda aquela passagem fora entalhada de forma precisa, não era uma câmara comum, porém parecia também que não havia nenhuma indicação nas paredes apontando caminhos ou alertas de direções. Ele então notava um bloco diferente no caminho, algo destacado e que nessa escuridão ninguem nunca notaria, só quem soubesse que estava ali. O Tremere se aproximou do bloco sem tocá-lo, e o analisava com o olhar. Em volta, ele procurava orificios ou fissuras, brechas, qualquer coisa que pudesse servir para guardar uma armadilha a ser disparada. Independente se achasse ou não, Guilherme continuaria o trajeto, só que agora com o cuidado redobrado, pois sabia que armadilhas podiam estar escondidas ali. Todavia, o Tremere tornava seus musculos mais flexíveis e seus reflexos mais ágeis a fim de poder reagir a tempo caso alguma armadilha fosse disparada.
OFF: Uso 3 pontos de sangue em Destreza
Black Thief
Black Thief

Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Ter Dez 11, 2018 1:43 pm

Denver News

Seu melhor diário de notícias


Tiroteio e mortes

Uma confusão terminou em tragédia em uma boate de CastleRock nesta última noite. Segundo informações um homem bem vestido chegou ao pub e iniciou uma confusão que terminou com a morte de seis pessoas. Na fuga o assassino ainda baleou um policial e fugiu. Uma grande operação da polícia foi montada na região para encontrar o suspeito, mas até o momento a polícia não prendeu ninguém. Joe Amada, que estava no local, contou a esta reportagem o que ele viu:
"- Teve muita gritaria, um empurra-empurra, meu celular caiu no chão e eu não consegui mais pegá-lo. Depois ouvi tiros. Foi assustador! Nunca mais irei voltar àquela boate!"
Ainda segundo informações da polícia o suspeito foi filmado em vários ângulos e a foto dele está divulgada na rede de segurança de todo o Estados Unidos. O policial baleado segue internado, seu caso é grave, mas estável.
"-Nós vamos pegar esse salafrário, a população não precisa ter medo." Afirmou o investigador responsável pelo caso.

O jornal está contribuindo com seu papel social divulgando a foto do criminoso.


Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 717-47

Por: Anka Tockzek


Última edição por Rian em Ter Dez 11, 2018 2:20 pm, editado 1 vez(es)
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Ter Dez 11, 2018 2:03 pm

Gerrard Blackwood; PdS: 08/15; FdV: 07/08; Vitalidade: ok

Xerife! Mas mesmo nessa condição, gostaria de ficar a par dos acontecimentos.
O Algoz tentava extrair algumas informações da Xerife. Talvez fosse o dia de sorte dele ou talvez seus argumentos tinham sido bons ou talvez ela pretendia mesmo contar.
- Houve um incidente em domínio nosso em CastleRock. O lugar era de propriedade do clã Ventrue, uma boate que se servia do comércio ilegal de drogas e de armas bem como da prostituição. O que sabemos até agora é que um vampiro poderoso demais para um caitiff esteve no local e espalhou merda no ventilador... Uma unidade de resposta rápida nossa foi enviada, colhemos as gravações das imagens de segurança e juntamente com os relatos de nossos contatos tudo indica que o vampiro que lá esteve não pertence à Camarilla e muito provavelmente não é um neófito. Além disso, tem outro detalhe.... enfim, quero que vá para lá o quanto antes puder. Te deixarei atualizado.

Ela se aproxima do Gangrel e sussurra algo em seu ouvido (ver MP).

Em seguida Gerrard citava o seu encontro com a Toreador expondo suas suspeições sobre a hárpia.
- Xerife, conheces a (nome da toreadora que o player esqueceu)? Estava em uma busca por informações a respeito de um certo caso que estava investigando, inclusive o mesmo caso que me deixou cego, e as palavras dela me fizeram pensar que no mínimo ela estaria considerando a política Sabá melhor que a nossa. Eu estava esperando alguém de confiança para compartilhar, e você é essa pessoa. Não sei se se tratava de mais um das confusas filosofias do clã da rosa, ou se estava diante de uma infiltrada. Acredito que seja necessário apurar os fatos.
A Xerife fitava o Algoz sem esboçar uma reação nítida. Mas havia um pequeno tom de surpresa em seu rosto, talvez. Ao citar a Toreador, Gerrard tinha uma lembrança boa da vampira, apesar de sua conduta suspeita. Ele até desejava, no fundo, vê-la novamente. Suas palavras entravam em contradição com a lembrança ou com o sentimento que ele nutria pela vampira.
- Bem... Eu não esperava isso de Vanessa. Eu acredito que Castlerock seja um problema bem mais iminente que uma mera suspeita de um de nossos membros. Além disso precisaremos de uma autorização do príncipe para entrar nos domínios dela e investigá-la. Você pode fazer isto sem a autorização dele, é claro. Mas lembre-se, que se for pego estará por sua própria conta e risco.

A Xerife saía da sala dizendo: - melhoras, Blackwood!

Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qua Dez 12, 2018 10:14 am

Guilherme Vianna; PdS: 12/15; FdV: 7/7; Vit. Ok
dex+3


Suspeitando que o dispositivo guardava uma armadilha o vampiro o analisava com mais calma e cuidado. Era difícil encontrar algum sistema que indicasse que aquilo fosse um interruptor, no entanto, ao olhar à sua volta com mais cuidado o feiticeiro então repara em duas pontas metálicas que estavam acima da "porta" por ele havia entrado apontadas justamente no sentido de quem entra. Aquela posição era bem conveniente e passaria desapercebido por qualquer pessoa comum. Tudo indicava que poderiam ser duas lanças e aquele dispositivo no chão, o gatilho.

O vampiro continua, agora com mais cuidado. Então logo à frente e começa a escutar murmúrios. Chegando ao fim do túnel escuro o vampiro agora se deparava com um salão quadrado. Havia mesas e bancos em volta das mesas. Não dava para pegar todos os detalhes por conta do breu.
O celular aptava, com a bateria no vermelho.
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Ignus em Qui Dez 13, 2018 3:02 am

- Excelente! Da minha parte, tenho um namorado policial agora.... respondia ela com um sorriso malandro.


Troy entra na brincadeira. Era bom tratar bem seus colegas de Bando.

-Bem que dizem que as mulheres não resistem a uma farda.


O dia se aproximava e os monstros se recolhiam em seus antros de desumanidade. Na noite seguinte Troy se reunia novamente com seu bando. Ele explicava seu plano ao sacerdote e então seu time tinha uma noite inteira pela frente para colocar seus planos em prática. Juntos, reunidos em volta de uma mesa que ficava nos fundos da casa em que eles haviam alugado, aqueles rostos olhavam anciosos para o ancilae, exceto Juan que se juntava agora ao bando. Ele havia saído e voltava com um jornal em mãos o colocando em cima da mesa.
- Acho que finalmente teremos um pouco de emoção... Ele sorria.


Troy dá uma boa olhada na matéria do jornal.

"Todo aquele trabalho que tive no México para obter uma cara nova e agora isso. Bem, pelo menos eu posso me ofuscar para mudar minha expressão. Será que eles viram o Boris? Quando eu cheguei ainda não estava chamando atenção e o carro parou longe, mas ainda assim há algum risco. Melhor alterar um pouco o plano. E tomar providências para dificultar o reconhecimento dele."

-Bem, parece que estou ficando famoso. Por conta disso usarei um rosto diferente durante nossa incursão de hoje {Ofuscação 3}. Srs., por favor deem uma boa olhada, essa será minha face durante a operação de hoje. Boris, considero improvável que você tenha sido visto ontem, mas é melhor garantir. Por favor faça a barba para nossa operação de hoje. Sem ela você parece outra pessoa.

-Eu tive algum tempo para pensar. Acho que três observadores talvez seja demais. Além disso Boris ainda não domina a Ofuscação para se mover escondido, então pensei em uma pequena alteração do plano de ontem. Há 2 pontos de interesse no prédio: a entrada normal e a janela por eu saí. O investigador da Camarilla terá de usar um desses 2 pontos para entrar no prédio. Vamos nos dividir em 3 equipes. Vanessa sozinha em um carro.  Mike sozinho em outro. Estacionem a algumas quadras de distância e sigam ofuscados até um local onde um de vocês veja a entra principal e o outro a janela  por onde pulei do segundo andar. Eu, Juan e Boris vamos estar esperando em um terceiro carro, a alguma distância. Quando avistarem o investigador entrem em contato comigo. Não entrem em confronto sozinho. Nós vamos capturá-lo agindo como uma equipe. Todo mundo deve levar 2 estacas e um isqueiro além do armamento de costume. Dúvidas?

-Sebastian, por favor torne nosso refúgio B funcional. Adquira os itens que eu pedi ontem e aguarde por nós lá. Ah sim, enquanto nos espera por favor acenda a churrasqueira. Quero ter alguns carvões em brasa prontos para quando chegarmos com o prisioneiro.

-Alguma dúvida?


De sua parte Troy pretende ir com uma roupa reforçada e uma pistola além das estacas e do isqueiro zippo.
Ignus
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Sab Dez 15, 2018 8:01 pm

- Houve um incidente em domínio nosso em CastleRock. O lugar era de propriedade do clã Ventrue, uma boate que se servia do comércio ilegal de drogas e de armas bem como da prostituição. O que sabemos até agora é que um vampiro poderoso demais para um caitiff esteve no local e espalhou merda no ventilador... Uma unidade de resposta rápida nossa foi enviada, colhemos as gravações das imagens de segurança e juntamente com os relatos de nossos contatos tudo indica que o vampiro que lá esteve não pertence à Camarilla e muito provavelmente não é um neófito. Além disso, tem outro detalhe.... enfim, quero que vá para lá o quanto antes puder. Te deixarei atualizado.

Puta merda, pelo visto estamos falando de um membro poderoso. Essa com certeza é a pior hora para eu me encontrar no estado em que me encontro. Sinto impulsos dentro de mim para ir imediatamente à Castle Rock, mas o máximo que eu poderia alcançar é ser um estorvo para alguém... merda!

- Sinto muito... muito mesmo em não poder ajudar imediatamente. Mas eu lh prometo, assim que minha visão voltar ao normal, será a primeira coisa que irei fazer...

Pelo barulho e movimentos dos borrões, eu sentia Valerya se aproximando de mim. Eu deixo uma manifestação de surpresa, como um susto, escapar. Fico sem graça por isso, e um pouco bravo comigo mesmo. Patético...

A xerife sussurrava em meus ouvidos informações que me seria bastante útil em Castle Rock. Eu presto muita atenção e gravo todas as coordenadas.

Enquanto compartilhava minhas suspeitas a respeito de Vanessa com Valérya, algo me incomodava. Minhas palavras, por mais que eu queria que fossem de delação, ao sair de minha boca tomavam um tom afável que eu não podia controlar... A TAÇA! Eu refletia sobre aquilo e chegava a conclusão de que Vanessa não estava com boas intenções, porém, eu simplesmente não dizia nada a Valerya. Talvez fosse para esconder um erro neófito de minha parte, ou talvez eu simplesmente não quero prejudicar Vanessa... merda... as coisas estão ficando confusas em minha cabeça...

- Bem... Eu não esperava isso de Vanessa. Eu acredito que Castlerock seja um problema bem mais iminente que uma mera suspeita de um de nossos membros. Além disso precisaremos de uma autorização do príncipe para entrar nos domínios dela e investigá-la. Você pode fazer isto sem a autorização dele, é claro. Mas lembre-se, que se for pego estará por sua própria conta e risco.

- Claro! Só queria te deixar a par de tudo. Talvez seja coisa da minha cabeça, vamos tratar de Castle Rock - novamente eu protegia Vanessa involuntariamente - Talvez seja melhor eu me deslocar até o local e repousar até amanhã. Tenho esperança que minha visão volte ao normal, sinto que só preciso de um bom dia de sono para isso.
Han
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Black Thief em Ter Dez 18, 2018 9:44 am

Guilherme reparava que de fato aquilo seria uma armadilha e diversas outras estariam por vir. Não era de se espantar, o local parecia importante. Ele seguia até que com sua visão aguçada começava a ouvir murmúrios, ainda havia alguém naquela passagem, aquela era sua deixa para voltar imediatamente. Ele então olhava o celular para verificar as horas e via que o ponteiro estava no vermelho, então se algo acontecesse pedir ajuda seria quase impossível com a bateria no zero. Ele então resolve que o mais inteligente a se fazer é voltar. Ele podia estar perdendo a oportunidade de descobrir mais, mas nenhuma descoberta valia sua não vida.

Assim, o Tremere retornava com cautela para a câmara do altar. Iria precisar convocar mais pessoas, mais por proteção do que por investigacao, seu objetivo era sair das criptas, pegar suas coisas e seguir para a capela, mas no caminho iria ligar para o Regente Krum.
Black Thief
Black Thief

Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 4 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum