Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Ignus em Qua Out 24, 2018 6:46 pm

O vampiro saltava pela janela. Seu corpo experimentava a queda livre, o vento frio agitando seus cabelos e suas roupas, e então seus pés sentiam a calçada sólida e impactante.


Se estivesse vivo, certamente o corpo de Troy teria expelido uma quantidade considerável de adrenalina durante os segundos de queda livre. No caso de um vampiro obviamente nenhuma glândula morta emitiria tal hormônio, mas o frio na barriga que ele causaria acaba sendo sentido ainda assim, provavelmente por razões psicológicas.


Troy caía numa posição que permitia se levantar sem sofrer nenhum dano, resultado dos anos de treinamento nas habilidades físicas que o Ventrue havia se dedicado.


Pousar corretamente era de certa forma mais um ato reflexo do que uma ação deliberada. Não obstante, chegar ao chão são e salvo em uma situação stressante daquelas sempre seria um acalento para a alma. Feliz por não ter se ferido Troy continua com seu plano.


Antes de levantar seu rosto ele focava na imagem que tinha em sua memória do oriental e conseguia reproduzir-se identicamente ao vampiro destruído.


Com a aparência oriental de seu oponente de alguns instantes atrás Troy se ergue com a tranquilidade de que ele não seria pessoalmente reconhecido.


Mais acima, ele escutava o som de granadas de luz e som explodindo na sala onde ele estava segundos antes da queda.


"Pelo visto sair pela janela foi a coisa mais inteligente que eu poderia ter feito. Mesmo ofuscado eu poderia ser acertado por algum estilhaço ou mesmo por parte da explosão das granadas. Fico feliz por ter caído fora daquele abatedouro antes que a coisa esquentasse novamente."


Dois policiais caminhavam na direção do vampiro, enquanto curiosos o observavam.
- Não acredito?! Você pulou lá de cima? Não se machucou? Dizia um dos policiais enquanto o outro o observava confuso.


"Esse é um momento em que eu poderia tentar sair daqui com sutileza ou com violência. O problema da sutileza é que ela é mais demorada e eu realmente preferia não ter que enfrentar aquela equipe da SWAT. Bem, considerando que estou com a aparência do oriental qualquer coisa que eu faça acabará sendo atribuída a ele, então uma violação da Máscara 'por parte dele' talvez seja até interessante, pois faria com que a Camarila gastasse recursos com tentar localiza-lo para que ele responda pelas infrações."

Sem dizer uma palavra Troy dispara a pistola que pegara no chão na barriga do policial mais próximo. Seu objetivo não era o de matá-lo, mas sim o de feri-lo para que seu companheiro de farda se preocupasse mais em ajudar o colega ferido do que em persegui-lo. Caso ele erre o primeiro disparo ele irá dar um segundo. A seguir (acertando ou não) ele corre para longe dali usando toda a velocidade que a rapidez lhe proporciona. Ele continuaria correndo até chegar a alguma esquina que pudesse virar, ocasião em que procuraria por um lugar sem ninguém olhando para usar os dons do sangue
{Ofuscação} e aguardaria alguns minutos.

Passado algum tempo ele adotaria uma nova aparência
{Máscara das Mil Faces} e caminharia tranquilamente para longe dali. Quando considerasse que já estava a uma distância segura ele telefonaria para Boris e pediria para ir encontrá-lo com o carro, indicando o endereço e explicando a fisionomia que adotara.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por satan666jsg em Seg Out 29, 2018 9:36 pm

Definitivamente, foi uma má idéia, deixar, Anka vir para Denver... Isso é tudo que se passa na cabeça de Amino nesse momento em que, corre para sair dos trilhos do trem.
Esasperado, ele, conduz os seguranças até o sedã na porta do metrô! Ele espera poder colher as impressões digitais no chaveiro e no carro, com ajuda dos seguranças!
Depois, ele tenciona, ir ao flat da senhorita Toczsek, talvez haja alguma pista, como uma secretária eletrônica, ou algo assim!

satan666jsg

Data de inscrição : 15/01/2011
Localização : Belo Horizonte MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Qua Out 31, 2018 10:16 am

A situação ali estava saindo totalmente fora do meu controle. A cegueira causada pela explosão, estava comprometendo seriamente a máscara. Os mortais num instinto de manter toda faísca de vida intacta, moviam esforços para me levar até um hospital. Nada que eu dissesse iria fazer com que eles mudassem de ideias, afinal, foram treinados para essas situações.

Como não posso ver o que estava acontecendo, e estava rodeado de pessoas eufóricas querendo ajudar ou apenas observar aquela tragédia, não me restava muito a fazer... Relfeltindo sobre a situação. Chego a conclusão de que nadar contra a correnteza seria desperdício de energia, além de por em risco a máscara e minha sobrevivência. A única saída que vejo é aproveitar da minha natureza vampírica e me passar por morto até ter oportunidade de ir embora. Acredito que isso será possível no necrotério...

Em meio ao caos, vou me mantendo quieto e assim caminho para a encenação de minha morte. Usarei a falta da respiração e temperatura a meu favor, irei transformar esse limão em uma limonada como se dizia no velho oeste. Gradativamente, vou fechando meus olhos e tombando a cabeça para o lado, fico o mais inerte possível e espero o rabecão fazer o seu trabalho...
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016
Idade : 30
Localização : Betim - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qua Out 31, 2018 12:22 pm

Alex Troy; PdS.: 05/15; FdV: 10/10; Vitalidade: ok

Sem pensar duas vezes o Ventrue disparava um tiro contra a barriga do policial mais próximo que caía de joelhos no chão enquanto apertava com as duas mãos o ferimento na barriga. O outro patrulheiro, totalmente desconsertado sacava a arma enquanto outros dois policiais que estavam mais distante começavam a correr na direção do Ventrue. No entanto o vampiro em um movimento descaradamente sobrenatural movia-se como um borrão para longe dali ganhando uma larga vantagem. Ao longe o vampiro ainda podia ver os policiais perplexos com o que acabaram de ver desistindo da perseguição à pé. Com a larga vantagem, o vampiro logo procurava um lugar escuro e adotava uma aparência peculiar. Assim que pegava o celular ele via várias chamadas de Bóris. Talvez as chamadas foram feitas quando o vampiro estava inconsciente. Troy então repassava sua localização e suas características. Dez minutos após Bóris encostava com o mesmo carro próximo ao vampiro e dava um sinal de luz. Um barulho forte começava a vir ao longe do céu. Um helicóptero se aproximava com um canhão de luz e concomitantemente sirenes de viaturas eram ouvidas em vários outros pontos.

atirar: 2 - 10 - 1 - 8 - 6 - 8 - 3 - 5 - 10 / 4 (4sucessos)
dano 2 - 5 - 7 - 8 - 5 - 6 - 6 - 8 (5 sucessos)


_________________
                         
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qua Out 31, 2018 12:31 pm

Gerrard Blackwood; PdS: 08/15; FdV: 07/08; Vitalidade: ok


Sem enxergar uma saída daquela situação, o Gangrel fingia sua morte. A medida que ele cerrava os olhos e iniciava o seu teatro os humanos ficavam ainda mais frenéticos.
- Estou perdendo ele! Estou perdendo ele!
Dizia um dos mortais aferindo o pulso e a respiração do vampiro.
- Parece que temos uma parada cárdio-respiratória! Acho que ele não vai resistir! Dizia outra voz. O vampiro sentia ser carregado até a ambulância. Lá dentro era colocado um aparelho respiratório, os sensores que mediam os batimentos cardíacos eram espalhados em seu corpo e a ambulância entrava em movimento. Alguém iniciava o processo de reanimação com o aparelho de choque. Após várias tentativas, o mortal dizia: - Ele não reage. Está morto.

Após algum tempo o vampiro sentia seu corpo ser trocado para outro veículo. E então chegava a algum destino que o Algoz supunha ser o necrotério. A confirmação vinha logo por algumas vozes que parecia ser do médico legista atestando a morte dele e pedindo para que ele fosse levado para o setor de identificação. Gerrard agora estava deitado em uma maca em alguma sala silenciosa.

_________________
                         
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Qua Out 31, 2018 1:53 pm

Um silêncio tomava conta do local onde eu me encontrava, certamente estava em um necrotério, provavelmente na companhia de outros mortos... Já havia aguardado tempo suficiente para acreditar estar em uma sala sem a presença de humanos. Mas mesmo assim, eu me concentrava uma última vez para tomar o próximo passo. [Teste de audição]

Confirmando estar sozinho na medida do possível, eu começo minha transformação em morcego. Depois de completa, eu emito um sonar para ter conhecimento do local em que estou. Fico atento em possíveis objetos no teto ou próximo e de tamanho suficiente para me fazer acreditar que são câmeras. Caso não tenha, eu continuo emitindo sonares até encontrar uma saída e dali, voar até o meu refúgio, onde encerrarei minha noite em segurança... assim espero...
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016
Idade : 30
Localização : Betim - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qua Out 31, 2018 2:59 pm

Gerrard Blackwood; PdS: 08/15; FdV: 07/08; Vitalidade: ok


Assim que o vampiro tinha a certeza que estava sozinho ele iniciava a transformação para se tornar um morcego. No entanto, logo que iniciava o processo o seu celular recebia uma chamada. Agora o vampiro precisava decidir se completava o processo ou se o interrompia para atender o telefone. E agora?

_________________
                         
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Sex Nov 02, 2018 8:28 am

Em meio minha transformação para a fuga daquele local regido por mortais, meu aparelho celular começava a chamar. De primeira fico surpreso por deixarem o telefone junto ao corpo de um defunto, mas cesso minha transformação para poder atender a ligação...

- Alô...
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016
Idade : 30
Localização : Betim - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Sab Nov 17, 2018 3:01 pm

Amino Ank Toczek; PdS.: 08/13; FdV: 08/08; Vitalidade: ok

Um sentimento de que não deveria ter permitido a irmã ir para longe vinha na mente do vampiro. Assim que recolhia o chaveiro ele tinha a ideia de retirar alguma impressão que por ventura tivesse ficado no chaveiro. No entanto como ele faria isso? Amino não tinha a menor ideia de como esse procedimento funcionava.

Em seguida ele e os seguranças se dirigiam para a residência da irmã. Cerca de 30minutos depois o veículo estava parado na rua de Anka. E agora?

_________________
                         
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Sab Nov 17, 2018 3:03 pm

Gerrard Blackwood; PdS: 08/15; FdV: 07/08; Vitalidade: ok

Apesar de cego, o Gangrel não estava surdo. Ele reconhecia muito bem a voz da Xerife Valerya do outro lado da linha:
- Gerrard, onde você está? Preciso de você urgente! Era raro a Xerife ligar par ao Algoz, ainda mais daquela forma.

_________________
                         
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Sab Nov 17, 2018 4:38 pm

Alex Troy; PdS.: 05/15; FdV: 10/10; Vitalidade: ok


Troy entrava no carro pelo qual eles chegaram àquele puteiro. Boris estava com uma expressão de preocupação. Ele então explicava:
- Tive uns contratempos, a polícia chegou ao estabelecimento e eu tive que silenciar o sujeito. Ele acenava com os olhos para o banco de trás onde o corpo estava. - Tem alguma coisa muito estranha acontecendo aqui, senhor! Eu nunca vi uma operação policial tão grande na minha vida igual estou vendo aqui. Algo muito grave aconteceu nessa região!
Troy conferia o corpo e verificava que o defunto já estava gelado, o sangue havia perdido suas propriedades de alimentação.

Boris transitava tranquilamente por uma rua à pedido do ductus. Eles então avistavam um bloqueio policial montado duas esquinas à frente. Bóris olhava para Troy como se perguntasse: "- E aí?!"

_________________
                         
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Dom Nov 18, 2018 9:26 pm

Frustrado por não ter completado minha transformação, agora me deparava com um pedido atípico vindo de Valerya. A xerife Dizia precisar de mim, e o pior, era de caráter urgente. Eu não me via útil para qualquer finalidade naquela noite, mas ela não sabia da minha atual situação, então eu terei de explicar... mas antes de explanar minha condição, quero saber de que assunto se tratava.

- Eu estou no necrotério, o que aconteceu? - Tomo cuidado para que minha voz não chame atenção, por isso controlo propositalmente o meu tom. -

Após tomar conhecimento eu falo sobre minha cegueira...

- Valerya, eu estava seguindo uma pista de um caso isolado, quando fui alvo de um atentado. Estava em uma casa no endereço X mas fui pego de surpresa por uma explosão que jogou tudo pros ares. Felizmente eu não sai com grandes ferimentos e ainda estou de pé, mas minha visão foi muito prejudicada e estou com grandes dificuldades para me locomover, por isso, não sei como poderei ser útil à você.
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016
Idade : 30
Localização : Betim - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian Ontem à(s) 8:04 am

Gerrard Blackwood; PdS: 08/15; FdV: 07/08; Vitalidade: ok

- Preciso que você cuide de um incidente em CastleRock. Mais detalhes eu te passo pessoalmente.

Ao saber da condição do Algoz, a Xerife ponderava. E então respondia: - O necrotério é um domínio nosso. Estou mandando um carro aí. Espere na porta. Se precisar de ajuda peça para falar com o Dr. Ronald. É um carniçal. Ela desligava o telefone.

_________________
                         
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum