Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Ignus em Qua Out 24, 2018 5:46 pm

O vampiro saltava pela janela. Seu corpo experimentava a queda livre, o vento frio agitando seus cabelos e suas roupas, e então seus pés sentiam a calçada sólida e impactante.


Se estivesse vivo, certamente o corpo de Troy teria expelido uma quantidade considerável de adrenalina durante os segundos de queda livre. No caso de um vampiro obviamente nenhuma glândula morta emitiria tal hormônio, mas o frio na barriga que ele causaria acaba sendo sentido ainda assim, provavelmente por razões psicológicas.


Troy caía numa posição que permitia se levantar sem sofrer nenhum dano, resultado dos anos de treinamento nas habilidades físicas que o Ventrue havia se dedicado.


Pousar corretamente era de certa forma mais um ato reflexo do que uma ação deliberada. Não obstante, chegar ao chão são e salvo em uma situação stressante daquelas sempre seria um acalento para a alma. Feliz por não ter se ferido Troy continua com seu plano.


Antes de levantar seu rosto ele focava na imagem que tinha em sua memória do oriental e conseguia reproduzir-se identicamente ao vampiro destruído.


Com a aparência oriental de seu oponente de alguns instantes atrás Troy se ergue com a tranquilidade de que ele não seria pessoalmente reconhecido.


Mais acima, ele escutava o som de granadas de luz e som explodindo na sala onde ele estava segundos antes da queda.


"Pelo visto sair pela janela foi a coisa mais inteligente que eu poderia ter feito. Mesmo ofuscado eu poderia ser acertado por algum estilhaço ou mesmo por parte da explosão das granadas. Fico feliz por ter caído fora daquele abatedouro antes que a coisa esquentasse novamente."


Dois policiais caminhavam na direção do vampiro, enquanto curiosos o observavam.
- Não acredito?! Você pulou lá de cima? Não se machucou? Dizia um dos policiais enquanto o outro o observava confuso.


"Esse é um momento em que eu poderia tentar sair daqui com sutileza ou com violência. O problema da sutileza é que ela é mais demorada e eu realmente preferia não ter que enfrentar aquela equipe da SWAT. Bem, considerando que estou com a aparência do oriental qualquer coisa que eu faça acabará sendo atribuída a ele, então uma violação da Máscara 'por parte dele' talvez seja até interessante, pois faria com que a Camarila gastasse recursos com tentar localiza-lo para que ele responda pelas infrações."

Sem dizer uma palavra Troy dispara a pistola que pegara no chão na barriga do policial mais próximo. Seu objetivo não era o de matá-lo, mas sim o de feri-lo para que seu companheiro de farda se preocupasse mais em ajudar o colega ferido do que em persegui-lo. Caso ele erre o primeiro disparo ele irá dar um segundo. A seguir (acertando ou não) ele corre para longe dali usando toda a velocidade que a rapidez lhe proporciona. Ele continuaria correndo até chegar a alguma esquina que pudesse virar, ocasião em que procuraria por um lugar sem ninguém olhando para usar os dons do sangue
{Ofuscação} e aguardaria alguns minutos.

Passado algum tempo ele adotaria uma nova aparência
{Máscara das Mil Faces} e caminharia tranquilamente para longe dali. Quando considerasse que já estava a uma distância segura ele telefonaria para Boris e pediria para ir encontrá-lo com o carro, indicando o endereço e explicando a fisionomia que adotara.
Ignus
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por satan666jsg em Seg Out 29, 2018 8:36 pm

Definitivamente, foi uma má idéia, deixar, Anka vir para Denver... Isso é tudo que se passa na cabeça de Amino nesse momento em que, corre para sair dos trilhos do trem.
Esasperado, ele, conduz os seguranças até o sedã na porta do metrô! Ele espera poder colher as impressões digitais no chaveiro e no carro, com ajuda dos seguranças!
Depois, ele tenciona, ir ao flat da senhorita Toczsek, talvez haja alguma pista, como uma secretária eletrônica, ou algo assim!

satan666jsg

Data de inscrição : 15/01/2011
Localização : Belo Horizonte MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Qua Out 31, 2018 9:16 am

A situação ali estava saindo totalmente fora do meu controle. A cegueira causada pela explosão, estava comprometendo seriamente a máscara. Os mortais num instinto de manter toda faísca de vida intacta, moviam esforços para me levar até um hospital. Nada que eu dissesse iria fazer com que eles mudassem de ideias, afinal, foram treinados para essas situações.

Como não posso ver o que estava acontecendo, e estava rodeado de pessoas eufóricas querendo ajudar ou apenas observar aquela tragédia, não me restava muito a fazer... Relfeltindo sobre a situação. Chego a conclusão de que nadar contra a correnteza seria desperdício de energia, além de por em risco a máscara e minha sobrevivência. A única saída que vejo é aproveitar da minha natureza vampírica e me passar por morto até ter oportunidade de ir embora. Acredito que isso será possível no necrotério...

Em meio ao caos, vou me mantendo quieto e assim caminho para a encenação de minha morte. Usarei a falta da respiração e temperatura a meu favor, irei transformar esse limão em uma limonada como se dizia no velho oeste. Gradativamente, vou fechando meus olhos e tombando a cabeça para o lado, fico o mais inerte possível e espero o rabecão fazer o seu trabalho...
Han
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qua Out 31, 2018 11:22 am

Alex Troy; PdS.: 05/15; FdV: 10/10; Vitalidade: ok

Sem pensar duas vezes o Ventrue disparava um tiro contra a barriga do policial mais próximo que caía de joelhos no chão enquanto apertava com as duas mãos o ferimento na barriga. O outro patrulheiro, totalmente desconsertado sacava a arma enquanto outros dois policiais que estavam mais distante começavam a correr na direção do Ventrue. No entanto o vampiro em um movimento descaradamente sobrenatural movia-se como um borrão para longe dali ganhando uma larga vantagem. Ao longe o vampiro ainda podia ver os policiais perplexos com o que acabaram de ver desistindo da perseguição à pé. Com a larga vantagem, o vampiro logo procurava um lugar escuro e adotava uma aparência peculiar. Assim que pegava o celular ele via várias chamadas de Bóris. Talvez as chamadas foram feitas quando o vampiro estava inconsciente. Troy então repassava sua localização e suas características. Dez minutos após Bóris encostava com o mesmo carro próximo ao vampiro e dava um sinal de luz. Um barulho forte começava a vir ao longe do céu. Um helicóptero se aproximava com um canhão de luz e concomitantemente sirenes de viaturas eram ouvidas em vários outros pontos.

atirar: 2 - 10 - 1 - 8 - 6 - 8 - 3 - 5 - 10 / 4 (4sucessos)
dano 2 - 5 - 7 - 8 - 5 - 6 - 6 - 8 (5 sucessos)


_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qua Out 31, 2018 11:31 am

Gerrard Blackwood; PdS: 08/15; FdV: 07/08; Vitalidade: ok


Sem enxergar uma saída daquela situação, o Gangrel fingia sua morte. A medida que ele cerrava os olhos e iniciava o seu teatro os humanos ficavam ainda mais frenéticos.
- Estou perdendo ele! Estou perdendo ele!
Dizia um dos mortais aferindo o pulso e a respiração do vampiro.
- Parece que temos uma parada cárdio-respiratória! Acho que ele não vai resistir! Dizia outra voz. O vampiro sentia ser carregado até a ambulância. Lá dentro era colocado um aparelho respiratório, os sensores que mediam os batimentos cardíacos eram espalhados em seu corpo e a ambulância entrava em movimento. Alguém iniciava o processo de reanimação com o aparelho de choque. Após várias tentativas, o mortal dizia: - Ele não reage. Está morto.

Após algum tempo o vampiro sentia seu corpo ser trocado para outro veículo. E então chegava a algum destino que o Algoz supunha ser o necrotério. A confirmação vinha logo por algumas vozes que parecia ser do médico legista atestando a morte dele e pedindo para que ele fosse levado para o setor de identificação. Gerrard agora estava deitado em uma maca em alguma sala silenciosa.

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Qua Out 31, 2018 12:53 pm

Um silêncio tomava conta do local onde eu me encontrava, certamente estava em um necrotério, provavelmente na companhia de outros mortos... Já havia aguardado tempo suficiente para acreditar estar em uma sala sem a presença de humanos. Mas mesmo assim, eu me concentrava uma última vez para tomar o próximo passo. [Teste de audição]

Confirmando estar sozinho na medida do possível, eu começo minha transformação em morcego. Depois de completa, eu emito um sonar para ter conhecimento do local em que estou. Fico atento em possíveis objetos no teto ou próximo e de tamanho suficiente para me fazer acreditar que são câmeras. Caso não tenha, eu continuo emitindo sonares até encontrar uma saída e dali, voar até o meu refúgio, onde encerrarei minha noite em segurança... assim espero...
Han
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qua Out 31, 2018 1:59 pm

Gerrard Blackwood; PdS: 08/15; FdV: 07/08; Vitalidade: ok


Assim que o vampiro tinha a certeza que estava sozinho ele iniciava a transformação para se tornar um morcego. No entanto, logo que iniciava o processo o seu celular recebia uma chamada. Agora o vampiro precisava decidir se completava o processo ou se o interrompia para atender o telefone. E agora?

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Sex Nov 02, 2018 7:28 am

Em meio minha transformação para a fuga daquele local regido por mortais, meu aparelho celular começava a chamar. De primeira fico surpreso por deixarem o telefone junto ao corpo de um defunto, mas cesso minha transformação para poder atender a ligação...

- Alô...
Han
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Sab Nov 17, 2018 3:01 pm

Amino Ank Toczek; PdS.: 08/13; FdV: 08/08; Vitalidade: ok

Um sentimento de que não deveria ter permitido a irmã ir para longe vinha na mente do vampiro. Assim que recolhia o chaveiro ele tinha a ideia de retirar alguma impressão que por ventura tivesse ficado no chaveiro. No entanto como ele faria isso? Amino não tinha a menor ideia de como esse procedimento funcionava.

Em seguida ele e os seguranças se dirigiam para a residência da irmã. Cerca de 30minutos depois o veículo estava parado na rua de Anka. E agora?

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Sab Nov 17, 2018 3:03 pm

Gerrard Blackwood; PdS: 08/15; FdV: 07/08; Vitalidade: ok

Apesar de cego, o Gangrel não estava surdo. Ele reconhecia muito bem a voz da Xerife Valerya do outro lado da linha:
- Gerrard, onde você está? Preciso de você urgente! Era raro a Xerife ligar par ao Algoz, ainda mais daquela forma.

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Sab Nov 17, 2018 4:38 pm

Alex Troy; PdS.: 05/15; FdV: 10/10; Vitalidade: ok


Troy entrava no carro pelo qual eles chegaram àquele puteiro. Boris estava com uma expressão de preocupação. Ele então explicava:
- Tive uns contratempos, a polícia chegou ao estabelecimento e eu tive que silenciar o sujeito. Ele acenava com os olhos para o banco de trás onde o corpo estava. - Tem alguma coisa muito estranha acontecendo aqui, senhor! Eu nunca vi uma operação policial tão grande na minha vida igual estou vendo aqui. Algo muito grave aconteceu nessa região!
Troy conferia o corpo e verificava que o defunto já estava gelado, o sangue havia perdido suas propriedades de alimentação.

Boris transitava tranquilamente por uma rua à pedido do ductus. Eles então avistavam um bloqueio policial montado duas esquinas à frente. Bóris olhava para Troy como se perguntasse: "- E aí?!"

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Dom Nov 18, 2018 9:26 pm

Frustrado por não ter completado minha transformação, agora me deparava com um pedido atípico vindo de Valerya. A xerife Dizia precisar de mim, e o pior, era de caráter urgente. Eu não me via útil para qualquer finalidade naquela noite, mas ela não sabia da minha atual situação, então eu terei de explicar... mas antes de explanar minha condição, quero saber de que assunto se tratava.

- Eu estou no necrotério, o que aconteceu? - Tomo cuidado para que minha voz não chame atenção, por isso controlo propositalmente o meu tom. -

Após tomar conhecimento eu falo sobre minha cegueira...

- Valerya, eu estava seguindo uma pista de um caso isolado, quando fui alvo de um atentado. Estava em uma casa no endereço X mas fui pego de surpresa por uma explosão que jogou tudo pros ares. Felizmente eu não sai com grandes ferimentos e ainda estou de pé, mas minha visão foi muito prejudicada e estou com grandes dificuldades para me locomover, por isso, não sei como poderei ser útil à você.
Han
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Seg Nov 19, 2018 8:04 am

Gerrard Blackwood; PdS: 08/15; FdV: 07/08; Vitalidade: ok

- Preciso que você cuide de um incidente em CastleRock. Mais detalhes eu te passo pessoalmente.

Ao saber da condição do Algoz, a Xerife ponderava. E então respondia: - O necrotério é um domínio nosso. Estou mandando um carro aí. Espere na porta. Se precisar de ajuda peça para falar com o Dr. Ronald. É um carniçal. Ela desligava o telefone.

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Ignus em Qua Nov 21, 2018 9:24 am

- Tem alguma coisa muito estranha acontecendo aqui, senhor! Eu nunca vi uma operação policial tão grande na minha vida igual estou vendo aqui. Algo muito grave aconteceu nessa região!

-Eu também estou achando muito estranha essa presença toda de forças policiais. Suspeito que eles sejam uma unidade de resposta rápida da Camarila. De toda forma, é melhor sairmos daqui furtivamente e reagruparmos por enquanto.

Boris transitava tranquilamente por uma rua à pedido do ductus. Eles então avistavam um bloqueio policial montado duas esquinas à frente. Bóris olhava para Troy como se perguntasse: "- E aí?!"

-Deixe eu assumir o voltante. Eu usarei os dons do sangue para ocultar a você e os cadáveres {Ofuscação 5} e para convencer {Presença 3 e Dominação 2, se necessário} o guarda a nos deixar passar. Lembre-se de ficar em silêncio e fique preparada para a eventualidade de algo dar errado e nós precisarmos lutar.
Ignus
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qua Nov 21, 2018 10:42 am

Alex Troy; PdS.: 15/15; FdV: 10/10; Vitalidade: ok

O carro se aproximava do bloqueio e um policial atrás de um cone sinalizava com uma lanterna para o veículo parar na extremidade direita da via. O silêncio da noite perdurava dentro e fora do carro, que era quebrado apenas pelo som estridente das pás da hélice do helicóptero em algum lugar do céu. Uma brisa fria acariciava a face morta do vampiro. Bóris seguia o procedimento e ficava imóvel. Ele parecia calmo, comportamento de quem já esteve em situações piores do que aquela. O policial se aproximava do Ventrue e pedia cautelosamente os documentos enquanto outros policiais observavam atentos à distância. No entanto o Ventrue o convencia, através de seus dons, que eles podiam seguir em frente. E assim o carro era liberado e Alex ia embora como se nada tivesse acontecido.

Finalmente eles estavam reunidos novamente em seu QG. E agora?

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Han em Qua Nov 21, 2018 12:41 pm

Uma luz no fim do túnel começava a aparecer para mim, Valerya se dispunha a enviar ajuda para me resgatar. Não que ela se importasse ou tivesse sido acometida por qualquer sentimento de compaixão, ela estava apenas fazendo o seu serviço bem feito preservando a máscara. Além do carro, Valerya me deixava a par sobre a presença de Ronald, um Dr que atuava nesse hospital e era unido ao sangue a algum membro. encerrando a ligação, eu voltava aos poucos a minha forma humana, pois tiver que interromper  a transformação animal para atender a ligação. Agora, preciso chegar a esse tal Dr Ronald...

Volto a posição original, na maca e como se estivesse acordando com dificuldades e dores eu começava a gemer  para chamar a atenção de alguém. Aumento o tom dos gemidos e torces até ser percebido por alguém.

[off: considerando que chegou alguém]

Enceno uma respiração ofegante e uso o meu sangue para aumentar a temperatura corporal. Dessa vez, não quero cometer o mesmo erro de horas atrás. Assim que percebo a presença de alguém, começo a por em prática o meu plano para sair daquele local.

- Oi... cof cof... Preciso de ajuda... cof cof... Eu não estou enxergando, e não sei onde estou... Isso em que estou deitado é uma maca? Eu estou em um hospital? Por favor... cof cof... Chame o Dr Ronald. Ele me conhece e saberá me ajudar melhor...
Han
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Ignus em Qua Nov 21, 2018 11:41 pm

Assim que chega ao seu refúgio Trou liga a televisão procurando por algum noticiário. Ele gostaria de saber o que a mídia local estava falando dos incidentes de mais cedo.

-Todos tiveram sucesso em se desincumbir de suas atribuições?

*Pausa*

(Caso tudo tenha dado certo)

-Ótimo. Hoje mais cedo eu encontrei um reduto da Camarila e localizei um membro da Bastarda que o controlava. Eu pretendia capturá-lo e interrogá-lo, mas infelizmente ele contava com uma escolta pesada e no calor da batalha ele acabou encontrando a Morte Final. Seus correligionários fatalmente serão enviados ao local para investigar o ocorrido. Quando isso ocorrer nós estaremos prontos para capturar o pobre diabo.

-Sebastian, infelizmente nessa ocasião preciso de você longe do front. Preciso que você desapareça com os 2 corpos que estão no carro com que eu e Boris viemos para cá e depois torne nosso novo refúgio "B" funcional. Pretendo levar para lá nosso prisioneiro para interrogatório. providencie algumas cadeiras, correntes, um alicate, uma churrasqueira portátil, carvão, álcool e alguns espetos grandes de churrasqueiro.

-Nós iremos em 3 carros. Mike sozinho, Vanessa e Boris e eu e Juan. Vanessa, Mike e Boris, por favor estacionem a alguma distância do alvo e então siam par alá ofuscados. Gostaria que vocês se posicionassem de forma a cobrir todas as entradas do lugar, com os óculos de visão noturna a mão para o caso de eles se revelarem necessários para uma boa observação. Vanessa, por favor ajude Boris a chegar até o ponto em que ele irá ficar já que seu domínio de Ofuscação ainda não lhe permite se mover incógnito. Eu ficarei em um dos carros de sobreaviso junto com Juan. O investigador da Camarila deve se destacar do gado que estará por alí. Quando ele aparecer não avancem sozinhos. Me contatem por mensagem de texto no celular. Nós iremos para cima dele como uma equipe. Todo mundo deve levar 2 estacas além de suas armas de costume para essa missão.


PS: Parti do pressuposto de que ainda havia tempo naquela noite para por o plano em prática. Caso não haja por favor considere que Troy pretende colocar as maquinações em movimento na noite seguinte.
Ignus
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qui Nov 22, 2018 2:37 pm

Guilherme Vianna; PdS: 15/15; FdV: 7/7; Vit. Ok


Denver - Colorado; 23h41min;

Guilherme se via no centro de uma enorme cratera no cemitério da capital do Estado do Colorado. Faixas amarelas e cavaletes com os dizeres "não ultrapasse" sinalizavam o local antes dele descer aquele enorme barranco. A brisa fria da noite daquele outono agitava os cabelos do ancilae anunciando o inverno que se aproximava. Uma fumaça azulada levantava dos túmulos, ganhando uma cor ainda mais forte pela luz da lua cheia parcialmente coberta por nuvens escuras. Um uivo distante de um Husky Siberiano quebrava o silêncio. Um gato preto soltava o miado e passava a passos rápidos na borda da cratera enquanto uma coruja parada em cima de uma das lápides emitia um grunhido e por vezes fitava o feiticeiro. Ao seu lado, ninguém menos que Victor Krum, o regente da Capela de Denver.

Viktor Krum:

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Tumblr_static_tumblr_static_filename_640

- ...E é por isso que acredito que a sua contribuição será de muita valia para descobrirmos que segredos essas criptas escondem... Concluía o regente após contar em detalhes a Guilherme o que havia acontecido naquele lugar.

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Black Thief em Seg Nov 26, 2018 1:20 pm


O ambiente era sombrio e pacato, o tipo de ambiente que criaturas como "vampiros" habitam, nas mais remotas e estupefadas lendas baratas que a Camarilla divulgou a fim de favorecer a Máscara e tornar os sangue-sugas como algo ridículo e folclórico demais a ser considerado como "real".

Guilherme fora chamado para executar seu trabalho não exatamente como Tremere, mas como arqueólogo confiável para manter a manutenção da chamada "máscara". Ele observa o Husky Siberiano no ambiente e estranhava.

"O que tal criatura faz aqui?"

Podia ser um cão perdido, era o mais provável, mas quem em sã consciência permitiria que um cão com tamanho pedigree simplesmente fugisse para qualquer lugar? O Tremere então aguça seus sentidos, não antes sem perceber gatos e corujas dando mais cores escuros a um ambiente que já tinha grandes tons de negro. Ele fica de olho no Husky Siberiano, desconfiado por um tempo, mas prestando atenção nos relatos incríveis do Regente Krum sobre infernalistas, rituais e criptas antagonistas ao Sabá. Isso porque a Camarilla sempre divulgou o Sabá como parte grande dos infernalistas na sociedade dos Membros. Baboseira...

O Tremere então vai adentrando na cripta cautelosamente, se aproveitando dos seus sentidos aguçados, com seu sobretudo social negro longo esvoaçando ao vento, mantendo suas luvas ainda nas mãos e com todo o seu material de arqueólogo, pesquisa e coleta em uma mala relativamente grande.

Ele primeiramente observava a entranda, procurava simbolos escondidos em paredes, ou alguns sinais indicando até mesmo uma inscrição de entrada ou qualquer sinal de ciência humana (por ciência humana, quero dizer dialetos, simbologias, etc.)

Guilherme nunca sorria, sempre mantinha o semblante fechado, sério, rígido e amargo, com quem a qualquer momento ia lhe mandar calar a boca, ou simplesmente ficar quieto. Ele então comenta.

- Houveram povos nativos que habitaram as regiões do Colorado antes das Colonizações européias, Regente Krum. Povos como os Arapahos, Cheyennes, Comanches, Kiowas e Pawnees no Leste e Utes no Oeste passaram por essas terras e todos tinham culturas primitivas para nosso tempo mas muito engenhosas para o tempo deles, mas ante a essas nenhuma intriga mais do que a civilização dos Anasazi, ou como também são chamados "Os Antigos". Algumas dessas tribos ainda sobrevivem no Colorado embora com sua cultura já esteja muito defasada, os Anasazi são uma exceção, esse povo sumiu misteriosamente e os rastro deles desapareceu nos meados do século XIV.

Ele dá uma pausa e continua:

-O descrito "Infernalismo", que se refere à práticas antagonistas da religião Judaico Cristão e que são muito utilizadas em nosso meio Cainita devido à ligação que nossos mitos vampiricos possuem com a religião, em nada teriam haver com as civilizações nativas que habitaram essa região. Vale lembrar, embora, que a própria religião retirou de diversas culturas seus próprios demônios, portanto o termo "infernalista" pode estar incorreto, talvez os cultistas aqui estivesse a invocar algo de origem pagã, e não infernal. Claro que tudo isso é circunstancial, e muito cedo para dizer com certeza, porém a criatura que me descreveu de fato é medonha e é uma aberração que foi eliminada para o bem de todos nós. Será bom analisar o altar e verificar hieróglifos, se eles existirem ou outros simbolismos. A maior parte da religião desses povos se davam na astrologia, o que torna ainda mais improvável que os mesmos tenham alguma relação. Seja lá quem construiu essa cripta, provavelmente a construiu depois das colonizações europeias. De todo modo, isso tudo é mais uma especulação, ainda preciso analisar com cuidado essas criptas, provavelmente precisarei da assistência de minha serva que também é versada em história, mas se ver mesmo essa necessidade o deixarei informado.

Ele então sem olhar para Victor continua descendo e analisando as criptas utilizando de suas ferramentas de arqueologia coleta e mantendo seus sentidos bem aguçados. Não sabia se Victor iria o acompanhar até o final dessa pesquisa de campo, mas se fosse, ele apenas iria segui-lo, não precisava dizer para que ele o fizesse, ou perguntar, a priori, a companhia da Regente era irrelevante se ele já tinha informado tudo o que sabia.

OFF:
Auspicios 1 ativado o tempo inteiro
Black Thief
Black Thief

Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Seg Nov 26, 2018 2:24 pm

Guilherme Vianna; PdS: 15/15; FdV: 7/7; Vit. Ok


- Houveram povos nativos que habitaram as regiões do Colorado antes das(...)
- É impressionante, o seu conhecimento sobre o assunto. Vejo que você é a pessoa certa para esse caso. Dizia Victor com seu jeito frio e quieto.

-O descrito "Infernalismo", que se refere à práticas antagonistas da religião Judaico Cristão e que são muito utilizadas em nosso meio Cainita devido à ligação que nossos mitos vampiricos possuem com a religião (...)
Victor quase sorria face ao profundo conhecimento de Guilherme sobre Arqueologia e então se retirava do local após dizer:
- Vejo que esta é mesmo a sua praia. Vou deixar que divirta-se. Qualquer coisa estarei na capela. O local é seguro... Ele fazia uma pausa rápida enquanto fitava Guilherme rapidamente. Seus olhos semi-cerravam em um movimento quase milimétrico que só era perceptível graças aos sentidos aguçados do ancilae, para então concluir a frase: - ...eu acho.

Por fim o Tremere estava sozinho com uma cripta inteira só para ele. A visão aguçada revelava até o pó de areia flutuando e reluzindo à luz do lar. Um cheiro de velharia inundava seu olfato. Era possível ainda escutar o som de alguma gota pigando em algum lugar caverna a dentro. Mas certamente a primeira pista estaria no altar. Ali o vampiro encontrava manchas de sangue. O altar ficava no centro de uma estrela. Havia marcações que saíam do altar e ia para cada extremidade formando as cinco pontas da estrela. No entanto, ele não encontrava nenhum mistério no altar. Investigando o local em volta, o vampiro levava algumas horas, cada detalhe a priori lhe interessava até que por fim em uma das paredes ele encontrava algo que não deveria estar ali. Um bloco de estalactite levemente diferente das demais, que só não passou desapercebido não só apenas graças ao sentido aguçado, mas também ao conhecimento de Guilherme. Aquilo sem dúvidas passaria desapercebido fosse apenas pela visão amplificada de um Membro qualquer.

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Seg Nov 26, 2018 5:55 pm

Gerrard Blackwood; PdS: 08/15; FdV: 07/08; Vitalidade: ok


Logo que desligava o celular o vampiro escutava alguém se aproximando. Ele então começava a sua encenação.

- Oi... cof cof... Preciso de ajuda... cof cof... Eu não estou enxergando, e não sei onde estou... Isso em que estou deitado é uma maca? Eu estou em um hospital? Por favor... cof cof... Chame o Dr Ronald. Ele me conhece e saberá me ajudar melhor...

Uma voz masculina calma e serena respondia: - Olha só que sorte, eu sou do Dr. Ronald. Deixe-me te examinar. Dizia uma voz se aproximando e logo tocando o pulso do vampiro... - Hummm.. Então o senhor é um Membro!

Após se identificar o carniçal conduzia o Gangrel até a saída do necrotério e alguns minutos depois o algoz era colocado dentro de um carro e conduzido para algum lugar. Provavelmente o Elísio. Após esperar algum tempo em uma sala o som de uma pessoa entrando era escutado. A porta era fechada.
- Temos uma emergência, mas sem a sua visão acredito que seu trabalho será prejudicado.
Objetiva e direta. Era a voz da Xerife. No entanto... estranhamente Gerrard começava a enxergar uma pequena diferença entre tons pretos e brancos. Ele continuava um cego funcional. Mas aos poucos começava a enxergar um ponto mais esbranquiçado, provavelmente a fonte de luz naquela sala...

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Black Thief em Seg Nov 26, 2018 7:30 pm



Guilherme era ríspido, ranzinza, e por tanto, elogios baratos e óbvios para ele não passavam de pura bajulação. Ele não muda sua expressão severa mesmo diante do reconhecimento do Regente sobre seus conhecimentos no ramo arqueológicos, na verdade, era o mínimo que um arqueólogo quase centenário deveria saber. Mas quando o regente utiliza um linguajar mortal, de um público "jovem", como "Vejo que esta é mesmo a sua praia", Guilherme contem a expressão de repulsa ao rebaixamento do dialeto do Regente para uma expressão popular de baixo calão, ele se limita a manter sua face ríspida e blazé.

Viktor Krum escreveu:Vou deixar que divirta-se. Qualquer coisa estarei na capela. O local é seguro... Ele fazia uma pausa rápida enquanto fitava Guilherme rapidamente. Seus olhos semi-cerravam em um movimento quase milimétrico que só era perceptível graças aos sentidos aguçados do ancilae, para então concluir a frase: - ...eu acho.

Guilherme não se incomodou com a atitude do Regente, a verdade até achou ridiculamente infantil, como se quisesse fazer alguma brincadeira e dar vazão à preocupação no ancilla, ou no máximo, Krum apenas não tinha controle ou percepção certeira das redondezas do qual é responsável, o que era por isso lamentável também. De toda forma, péssima impressão, mas Viktor não era especial, era raro achar um Membro que Guilherme achasse incorrigível, não que ele mesmo se achasse, mas tinha noção de seus erros quase que imediatamente após cometê-los.

Ele seguia caminho, com a atenção devida, o ambiente não era nada do que ele já não esperasse. Guilherme seguia até achar o altar, achou mancha de sangue seco, ele abriu sua mala e pegou frascos e lixas para coletar raspas do sangue seco e analisá-lo posteriormente na capela. Ele manuseou tudo com seu tato aguçado a fim de não contaminar ou prejudicar o material de estudo. Depois de coletar o sangue ele o guardou cuidadosamente e então pegou um caderno com caneta, botou luvas de borracha descartáveis para não contaminar nada do cenário, tomou todas as precauções para preservar a cripta. A medida que ia estudando e analisando marcas ou pistas na parede ele ia anotando e fazendo desenhos dos simbolos, ele também tirava fotos dos mesmos com uma câmera profissional para melhores referências, buscava vistas panorâmicas de todo o altar e tirava fotos de diferentes ângulos e pontos de visão do altar e da câmara da cripta. Á medida que ia criando hipóteses e teorias ele as gravava num aplicativo de gravador de voz do celular para não perder ideias ou observações importantes posteriormente. Ele analisava a estrela de cinco pontas, que tinham muitos significados em diversas culturas, a maioria pagã, e que representavam normalmente força e energia, além dos cinco elementos da vida, terra, fogo, água, ar e o quinto elemento, a vida, ou éter, a energia, ou universo, dependendo de para quem você perguntar, embora também sejam para os cristãos as cinco chagas de cristo. Ainda era cedo para identificar a intenção dos cultistas para com o pentagrama, isso deveria ser avaliado junto do contexto posteriormente. Até que finalmente, algo mais... Diferenciado...

Guilherme se aproxima do bloco de estalactite, um bloco muito bem ocultado. O Tremere se anima com a possibilidade de ter achado algo altamente relevante e secreto. Ele pegava um espanador de artefatos e cuidadosamente limpa o local da poeira que atrapalha a visão. Então, cuidadosamente ele dá umas batidas no bloco com seu tato aguçado a fim de sentir ou ouvir uma prévia do que teria ali. Ele então tirava a foto da cena do bloco e cuidadosamente, com todos seus sentidos aguçados ele move o bloco.

OFF:
Auspicios 1 ainda ativado o tempo inteiro
Black Thief
Black Thief

Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qua Nov 28, 2018 12:11 pm

Alex Troy; PdS.: 15/15; FdV: 10/10; Vitalidade: ok


Após fugir do pub Troy estava reunido com seu bando novamente. O vampiro se interessava logo em colher os resultados de seus irmãos e ligava a TV.
Porém, nenhum jornal relatava o ocorrido em Castlerock.

-Todos tiveram sucesso em se desincumbir de suas atribuições?
As respostas eram afirmativas por parte de todos.
- Vanessa não está aqui. Então presumo que ela tenha conseguido seduzir algum barril da polícia. Afirmava Mike.

-Sebastian, infelizmente nessa ocasião preciso de você longe do front. Preciso que você desapareça com os 2 corpos que estão no carro com que eu e Boris viemos para cá e depois torne nosso novo refúgio "B" funcional. Pretendo levar para lá nosso prisioneiro para interrogatório. providencie algumas cadeiras, correntes, um alicate, uma churrasqueira portátil, carvão, álcool e alguns espetos grandes de churrasqueiro.
- Sim senhor! Respondia Sebastian fazendo posição de sentido.

Nesse momento alguém entrava pela porta. Era Vanessa. A firmeza em seus olhos já dava a resposta para Troy. Certamente ela havia conseguido seu intento.
- Perdi alguma coisa? Perguntava a vampira. - Ao que parece nossa noite foi produtiva... Melhor nos prepararmos, o sol já está quase a nascer..

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Rian em Qua Nov 28, 2018 12:20 pm

Guilherme Vianna; PdS: 15/15; FdV: 7/7; Vit. Ok

Ao limpar o bloco fica um pouco mais evidente uma cor levemente diferenciada. E ao tocá-lo o vampiro escutava um timbre diferente no som, indicando que havia algo oco ali dentro. Em seguida o bloco não se movia para lado nenhum mas ao pressioná-lo o vampiro sentia uma leve oscilação no sentido parede a dentro. Ao colocar um pouco mais de força o bloco afundava. Uma espécie de gatilho era disparado, emitido um som igual ao de um estalo e algum sistema era acionado. A parede começava a tremer e uma enorme rocha, quase no formato de uma porta se movia na parede perto dali, abrindo uma passagem secreta. O lugar era escuro e não era possível enxergar alguns metros à frente. Mas o sentido aguçado do Auspícius fazia com que o vampiro escutasse uma leve corrente de ar, indicando que ele passagem poderia levar a algum lugar dezenas de metros à frente.

_________________
Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 1427kuf               Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_ouro            Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Rian_prata
Rian
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 35
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por satan666jsg em Qua Nov 28, 2018 1:37 pm

Amino, tenta se acalmar, a segurança de sua irmã, é muito importante para ele! Ao passo que os seguranças não parecem ser de muita valia...
Ele observa a fachada do flat, procurando algo errado, na fachada, como, se a fachada refletisse algo de errado que há com a sua irmã!
Ele vai até a portaria, e tenta alguma informação recente, com os porteiros,...
Ele pergunta por Johnson...

satan666jsg

Data de inscrição : 15/01/2011
Localização : Belo Horizonte MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard - Página 3 Empty Re: Sangue Ruim - A Reerguida de Troy e as Desconfianças de Gerrard

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum