A Tempestade Do Século

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Qua Maio 23, 2018 7:11 pm

Jim


Jim Jacobson está em um quarto em Nova Orléans, precisamente no número 1444 da Bourboun Street, o lugar era aconchegante, sombrio e bem discreto apesar do famoso endereço.




Ele estava no segundo andar do casarão que serve como hotel, ele percebe que é um hotel pois o emblema está em todo lugar, uma maça escura estilizada, provavelmente se referindo ao apelido da cidade:
Big easy.

Então Jim traça um plano para permanecer, fixar um local seguro e recuperar o arquivo denominado Morte Negra para parte do plano em Nova Orleáns, a primeira parte começa com a chave de seu quarto de hotel, ele tem chave, o lugar é bem discreto, boa parte do hotel é banhado na penumbra, parece ter sido pedido por encomenda, na recepção uma velha senhora creoulla, usando roupas brancas e ossos de galinhas e outros animais, parte da mistica da cidade mais assombrada do mundo.

O plano segue com ele andando pelo Quarter French debaixo de uma neblina fina, relâmpagos rasgam o céu noturno, enquanto a brisa traz uma ventania densa, uivando enquanto ele entrava no Uber, as nuvens negras parecem estar armando uma tempestade, o horizonte anseia por uma grandiosa tempestade.

Ao entrar no carro, o motorista uma jovem negra de cabelos cacheados, pele lisa usando camisa escura e luvas, no rádio uma reporter fala freneticamente sobre últimas notícias.

" Trump está cada vez mais enrolado após o diretor do FBI vazer informações que seu filho se reuniu com membros ligados a Vladimir Putin" No bater da porte e após a mulher cumprimentar Jim, a notícia vira um alerta sobre o tempo.

" Essa está sendo chamado de a Tempestade do século, fontes do governo estão dizendo que pode ser tão intensa quanto o Katrina"


Sua pesquisa revelou um bar de motoqueiros na I-10 W, a mesma onde está localizada a base, do ponto onde ele está até a base de Jacksonville a distância é de 115 miles.


O plano correu sem maiores problemas, ele localizou um bar a menos de 17 milhas da base, um típico bar de motoqueiros e viajantes, tem alguns caminhões e traillers estacionados e claro, dezenas de motocicletas.

O lugar esta abarrotado de gente, porém perguntando ele descobre que no subsolo tem um outro bar onde soldados costumam se divertir a noite, e para sorte de Jim era sexta a noite.

Na parte de baixo um grupos de 4 soldados e outras figuras, uma mulher vestida de mimica, um motoqueiro dead rocker, um punk e homem de jeans e chapéi de cowboy, quando Jim se aproxima dos soldados, a Mimica também se aproxima, e começa a fazer o papel do espelho invisível, um soldado sorrindo faz alguma piada sobre a mulher, em seguida da um tapa na bunda da garota que sorri sem emitir som.

O que se seguiu levou as coisas para um quase desastre, a mulher sem aviso da um golpe de navalha na garganta do soldado, deixando todos, inclusive Jim, perplexos e paralisados.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Samuka em Qui Maio 24, 2018 1:00 am

Jim se vê em um quarto

aconchegante, sombrio e bem discreto apesar do famoso endereço.

De Bourbon Street. Ora, ora, onde a puta da Ann me largou, pensava Jim. Foi em meio aquelas ruas abarrotadas de gente e aquele ar serenado impregnado com marijuana do icônico bairro tête de chevaux que mãe de Jim manteve o blues vivo. Pur nostalgie. Jim não estava ali pra reviver fantasmas. Ele era meio estoico, talvez por causa do Abraço. Engraçado… 1444 divido pelo raio de 2 mais alguma coisa e… look! 666. É um sinal? Uns encontram sinais até em disco da chucha ao contrário… Jim não.

Não era um lugar qualquer. Porra, era um casarão que talvez foi levantado antes da Louis & Anna battle? Quantos negroes morreram ali? Hey, 666… Maçan… A própria galinha preta com ossos e roupa branca… O outro bourbon que conheço é… É só falta ele, devil's cut. Começou com um sinalzinho e acabou virando quatro... E olha que Jim não é desses.

Mas, voltando

Jim traça um plano [e] fixar um local seguro [é] parte do plano [para] recuperar o arquivo denominado Morte Negra

Portanto

a primeira parte começa com a chave de seu quarto de hotel, ele tem chave

Good. Aliás

o lugar é bem discreto, boa parte do hotel é banhado na penumbra, parece ter sido pedido por encomenda

Morrer alguém aqui descobrem só... Perfeito, pensava Jim enquanto

ele [andava] pelo Quarter French debaixo de uma neblina fina, relâmpagos rasgam o céu noturno, enquanto a brisa traz uma ventania densa, uivando

Jim entrava rápido no carro quando este chegou, fugindo do caos dos elementos e das ruas. Porém, Jim via

as nuvens negras parecem estar armando uma tempestade, o horizonte anseia por uma grandiosa tempestade

E ao se sentar, engraçado,

[a] motorista uma jovem n-e-g-r-a de cabelos cacheados, pele lisa usando camisa escura e luvas

Se Jim não fosse tão seleto nem morto afinaria seu sangue com ela, com certeza. É rosinha também.

Breaking news, ih!, o Jr. está fudendo com tudo, diferentemente da sua irmã gostosa. Yellow duck-Potus your boy 've poop chicken in that fuck head!? Outra coisa, por que os piores furacões sempre tem nome de mulher? Poderia ser Ann, né, pensava Jim.

O plano correu sem maiores problemas

E como não correria? Se a verdadeira guerra acontece nos bordeis da vida. Foi na Segunda Guerra. Foi no Vietnam. Foi no Iraque, na tal Zayouna o bairro da luz vermelha de Baghdad. Por que não vai ser também em Louis & Anna? Não deu outra

ele localizou um bar a menos de 17 milhas da base

O carro para. Jim sai. Ajeita o terno e caminha em direção ao

típico bar de motoqueiros e viajantes, tem alguns caminhões e traillers estacionados e claro, dezenas de motocicletas.

Quem tem boca vai até Roma e apesar do contraste com os frequentadores locais, a galerinha é nota 10

perguntando [Jim] descobre que no subsolo tem um outro bar onde soldados costumam se divertir a noite, e para sorte de Jim era sexta a noite.

Oh, yeah, FREE-day, pensava Jim. Muito boom.

Jim descia as escadas. O ambiente, de repente, mudou completamente de ares. Se em cima tá cheio de figuras aqui…

uma mulher vestida de mimica

um motoqueiro dead rocker

um punk

um [...] cowboy

Figurantes do próximo trash de Hollywood. E

um grupo de 4 soldados

Opa. Achei o que queria, pensava Jim. Mas, ao se aproximar do grupo, buceta cabeluda, a garota também se aproxima com a única intenção de fuder com a porra toda. O babaca

da um tapa na bunda da garota que sorri

Tapa não, retardado, passa a mão que é mais suave. Mas, o que ninguem esperava que por detrás daquele sorrizinho da garota escondesse uma Madame Satan, caralho.

a mulher sem aviso da um golpe de navalha na garganta do soldado

Porra, também não era pra tanto, ele tava elogiando à nossa maneira. Ele não pôde fazer nada, ou poderia. A verdade é que se pudesse se antecipar e segurar o braço da garota, Jim não fez. Deixou a lâmina cortar o sangue escorrer. O que ele podia fazer era aproveitar da situação, quem sabe essa merda não feda. Primeiro, ele dará um tronco na garota afastando-a da mesa deles. Segundo, Jim pedirá calma a patotinha dizendo que é médico. Terceiro, caso o segundo falhe, ele usará poder de sangue para cativá-los (-1 de PdS => Presença 1). Quarto, ou terceiro, puxará o carinha pelos braços e pegando guardanapos de papel ou de panos, sei lá, levará o gargantinha para um canto escuro do bar, senão para o banheiro, onde limpará e lamberá a ferida. E com um sorriso cuspindo a merda daquele sangue dirá:

-É, meu camarada, sorte sua que estou aqui, né? Salvei tua vida, me deve essa.

Jim, então, fará um furo no pulso com as presas sem o carinha perceber e dará pra ele beber (½ de PdS) dizendo:

-É, uhum, pelo paladar seu sangue é O+. Chupa aqui... Vai ajudar na cicatrização. Tá com sorte mesmo, até nisso cara. Eu também sou, olha só.

Caso ele diga que não é:

-Shh, (-1 de PdS => Dominação 1) anda bebe logo isso. Vai por mim, vai ficar bom rapidinho. Se você for um bom garoto depois terá mais. Não se esqueça que me deve uma.

Depois, voltará com sujeito pra mesa e se sentará:

-Ele tá bem, a garota parece que não foi com a cara dele. Muito incisiva, literalmente. Que tal algumas rodadas pra esquecer essa merda? Eu pago! E dizendo isso faz um sinal pra algum funcionário ou vai pegar as cervejas no balcão puxando seu lacaio pra ajudar:

-Você vem me ajudar, o corte foi no pescoço não nos braços.

Então, fazendo questão de encher os copos quando estes esvaziassem diria

-Aproveita que é de graça, faço por prazer. Como queria estar no lugar de vocês, meu fígado tá na merda, só em ver vocês bebendo fico satisfeito, bebam por mim.

-Mas, sobre o que conversavam antes da irmã do Sweeney Todd chegar? Sobre a base? Waters é o commander de vocês (Off: Não era, era só uma isca pra fisgar eles)
avatar
Samuka

Data de inscrição : 22/12/2012
Localização : Rio de Janeiro/RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Zed em Sex Maio 25, 2018 1:22 am

Pontos de Sangue: 12/13
Força de Vontade: 7/7
Vitalidade: 7/7
Humanidade: 4


Talvez tivesse tocado alguma ferida. Ele parecia praguejar contra deus, pelo que parecia ele estava vivo a um bom tempo acumulando rancor contra a tal figura divina. – Sei... Então ele realmente existe? – Pensava alto. Talvez ele existisse, vampiros e lobisomens eram reais. Não fazia muita questão de me preocupar com isso agora. “Não planejo conhecer esse deus tão cedo. ” Mas algo interessante era o aspecto vivo do padre, até então até tinha pequenas dúvidas sobre ele ser ou não um de nós.

- Bom, eu não o estrondo... Eu não sei explicar muito bem, parecia uma risada bizarra... Meio distorcida, eu não sei explicar. Depois um grito e então eu simplesmente fiquei surdo e apaguei. Lá tinha uma marca de sangue na parede meio tribal, mas também não entendo muito do assunto. – A falta de conhecimento era uma enorme barreira na hora de dar informações precisas. Ao menos aquelas marcas em minha perna podiam ser de grande ajuda na hora de realmente entender o que estava acontecendo. Ainda assim ele parecia determinado em ajudar, ou no mínimo curioso a respeito como ele mesmo dizia.

- Ajuda de graça em pleno século 21? – Era engraçado. – Claro, eu não me importo em ajudar, contato que você não me peça nada completamente absurdo. Eu sou um cara um tanto quanto “limitado” – Fazia aspas com os dedos. – Só um detalhe. A Shelly também tinha marcas como essas. Acho que é uma boa ideia levar ela... – Apesar de a pouco ter demonstrado estar abalada e indisposta para interações. Com sorte Farris saberia lidar com a situação, de qualquer forma, ele devia saber o que estava fazendo, e já que estava sendo ajudado não iria criticar... Ao menos não por enquanto.

No caminho iria aproveitar para tentar ganhar mais informações a respeito do estranho benfeitor. – Então... Essa pele rosadinha e esse cheiro de vivo? Isso não é exatamente normal... Ou é? – Ao menos não nos meus antigos ciclos sócias... Que também eram bem limitados a inimigos homicidas. – E quanto a esse seu conhecido. Ele é o que? Um mago? Só um cara que manja de hieróglifos?
avatar
Zed

Data de inscrição : 08/04/2015
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Dom Maio 27, 2018 6:13 pm

O sangue quente desce pela garganta do soldado, é como se tudo estivesse em câmera lenta, ele cai no chão, Jim vê tudo, aquilo parecia um pesadelo.
Então ele resolve tomar em segundos uma ação, demove a garota de ua injusta agressão, desproporcional na verdade.
O empurrão funciona e a garota cai no chão, ela apenas abaixa a cabeça.
Ele sabe que precisa estacar o ferimento, pressão vai cair, hemorragia vai matar ele em poucos minutos, o ferimento parece bem feio, Jim nem precisa pedir calma, o soldado está em pânico.
Olhos estatelados, pele pálida, lábios ressecados, é uma visão comum em campo de batalha, feridos graves, mutilações costumaram deixar vitimas em choque.
Então ele estanca com guardanapos, sangue quente molha a mão de Jim, então ele percebe que ninguém faz nada, o cowboy sorri, a mulher agora falando com os outros soldados que ficam paralisados.
Droga, é uma armadilha.

- Oi Jim. Diz o Cowboy.

- Parece que você se meteu nunha tremenda fria. Diz ele soltando uma gargalhada.
- Mas acho que podemos resolver isso, você veio pegar algo e eu também quero algo de você, mas, eu acho injusto você se ferrar sem saber o por que.
O Punk e o deadrocker saem do ambiente, deixando a mimica, o cowboy, Jim e os dois soldados restantes, o soldado começa a se afogar em sangue, no seu próprio sangue.
A garota ainda conversando com os soldados parece dominar ambos, Jim só consegue pensar nisso, ela é uma Ventrue, Toreador ou Brujah, talvez uma Malkaviana, ou todos eles são Malkavianos pelas roupas.


- Sabe Jim, Clark tem causado problemas a alguns séculos ao Bispo L Blood, e agora ele vai ser enfim eliminado, temos seguido você e a garota, Anastazia Drukov. Aquele era o nome da Ann, de fato ela é soviética.

- Mas podemos salvar você, a um custo, claro. Diz ele, esperando uma reação de Jim Jacobson.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Dom Maio 27, 2018 6:39 pm

- É uma linguagem antiga essa, está misturada com bruxaria egípcia. Tenho visto isso a algum tempo, se minha teria estiver certa, talvez o seu povo e lobisomens andam fazendo acordos. Diz ele revelando um pouco de sua própria natureza.

O homem se levanta e vai em direção da porta.

Zed acompanhando o padre caminha pelos corredores da grande catedral, vai até um quarto, onde Shelly deveria estar, mas a garota não estava por lá.

- Shellu precia controlar esse gênio dela, mas não é nada que precisamos preocupar, ela desaparece por meses, embrenhada em matas como um animal. Diz o padre, e isso confirmar ainda mais o dangue Gangrel da garota.

Então ele sorri - nosso especialista, é um professor de história, egiptólogo
da Universidade de Nova Orleans, eu ajudei ele um tempo atrás, ele pertence a um deus negro do Egito, Set, ele aparentemente pertence a um grupo chamado de Seguidores de Set, ão cultistas e vampiros. O padre sorri ao dizer aquilo.
- Ele estava sendo perseguido por um caçador persistente, mas eu convenci o caçador a deixar Caliphas em paz.
- Boa parte disso eu consigo traduzir, mas não faço isso por filantropia, minha espécie abandonou isso a milênios, conhecimento é a chave para o que esta por vir, e você meu caro, parece ter alguma coisa haver com a tempestade que se aproxima.

Os dois partem, Shelly aparentemente se entregou aos impulsos Gangrel, mesmo ela não sabendo a cultura de seu povo, Jim sabia, mas não pertencia a nenhum clâ ou cultura dos vampiros.
" você é uma desgraça para nosso sangue, uma aberração do fim dos tempos" Essas palavras ainda ecoavam na mente de Zed, foi Zakary quem as proferiu.

O carro deslizou pela cidade, andando pelas ruas noturnas, enquanto trovões ecoavam pela noite, raios atravessavam o céu iluminando o interior do carro.
No caminho ele responde as perguntas de Zed.

- Pareço humano, mas não sou, sim Ele existe, infelizmente, mas vamos matar ele. Diz o homem com um olhar sombrio. - E não, não sou um vampiro.
O carro dirigido por Padre Farris estaciona em uma rua escura e solitária, a dupla atravessa a rua encoberta na neblina, e vão até um restaurante com poucos frequentadores, chamado Marrakesh Night, o Padre sse defronta com o segurança, um grandalhão negro de quase dois metros usando um terno vagabundo e cabeça raspada.

Então eles passam pelo restaurante entre mesas vazias e algumas poucas ocupadas, Zed vê algumas caras pálidas, ternos escuros, roupas de couro e jeans rasgados, vampiros.

Atravessam a cozinha e vão até os fundos, onde entram no que parece uma sala imitando o mercado de Marrakesh, iguarias em mesas de pano, ao invés de cadeiras, tapetes no chão, ele consegue ver um encantador de serpentes, carnes dependuradas em ganchos e em um quarto um vampiro se alimentando.
Então a dupla entra em uma sala que é um templo, uma imensa estatua de um homem viril com cabeça de chacal usando roupas egipcianas e um ankh na mão.

No centro um homem de terno branco, careca, brincos fumando charuto.

A seu lado uma mulher com símbolos mágicos conversa com ele, ela sai quando a dupla sai.

- Salamaleiko Armenohn. Diz o cultista.

- Salam, Caiphas. Responde o padre abraçando o vampiro setita.

- Esse é...Porém ele é interrompido pelo setita.

- Joeph Zedwards. Diz o anfitrião.- Temos muito o que falar.


_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Samuka em Dom Maio 27, 2018 9:12 pm

PdS: 9/10
FdV: 6/7
Humanidade: 7
Vitalidade: 7/7
÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷

Fuck, que porra está acontecendo aqui, pensava Jim. Dessa vez, as coisas não estavam correndo como ele havia premeditado. Situação drástica, medida drástica. Sem essa de ressentimentos, até porque a vadia foi macho pra caralho e mais macho do que muito macho pra descer a navalha no metido a pegador. Sangue. Muito sangue e quentinho. Hmm, ouro vermelho, infelizmente não posso, pensava Jim. Em meio aquela sangüeria, Jim de relance via a inércia geral e… O filho da puta tá rindo, é isso mesmo?

-Oi Jim. Diz o cowboy.

O filho da puta quer conversar agora, se perguntava.

- Parece que você se meteu nunha tremenda fria. Diz ele soltando uma gargalhada.

Me meti ou estão me metendo, se perguntava.

- Mas acho que podemos resolver isso, você veio pegar algo e eu também

Como esse desgraçado sabe que vim pra isso e o que ele quer, se perguntava Jim.

- [...] Você

Oi? Vai se fuder, ainda pensava Jim enquanto observava a típica movimentaçãozinha de “sai que o tempo aqui vai fechar”. Ele continua:

-Sabe Jim, Clark tem causado problemas a alguns séculos ao Bispo L Blood, e agora ele vai ser enfim eliminado, temos seguido você e a garota, Anastazia Drukov

Quem é Anast… Azia sei lá o que, folheava Jim sua agenda cerebral. Calma aí:

Aquele era o nome da Ann, de fato ela é soviética [de fato ela é vodka girl]

Então, uma proposta:

- Mas podemos salvar você, a um custo, claro

Jim rapidamente se colocava nas costas do soldado vermelho e sussurrava no ouvido dele:

-Me desculpa, camarada. Eu queria te ajudar, sabe. Mas, primeiro eu, segundo eu, terceiro eu, você é resto.

Então, sacando a magnum e fazendo o soldado de escudo humano, Jim fazia a contraproposta:

-Ô, salvador, não sei qual é sua treta com Clark. Não te conheço nem você me conhece. Mas, teu problema é com Clark, você disse isso. Não vou te atrapalhar, o que você quer ? O red soldier? A vadia da navalha tá contigo? Vamos fazer assim, ela vai ficar the acompanhando com os cabeça de papel e eu subo, ok?

Caso ele ouse dar um passo, (-1 de PdS => Destreza +1) Jim dará dois tiros na região da perna, mirando joelho ou fêmur. Jogará o soldado contra o cara subindo a escada buscando a saída do bar.

Caso a vadia ouse se mexer, (-1 de PdS => Destreza +1) Jim dará também dois tiros. O primeiro no peito, na região do coração, e o segundo, aproveitando o coice num intervalo de 1s, provavelmente atingirá a cabeça.Jogará o soldado contra o cara subindo a escada buscando a saída do bar.

Caso ele faça uma nova proposta, Jim ouvirá enquanto observa como é a disposição da parte debaixo do bar: saída, fire alarm, extintor, sprinkler etc.

Caso não haja nenhuma nova proposta e Jim perceba que os "termos serão os mesmos, então (-1 de PdS => Destreza +1) ele vai dar 2 tiros mirando o tronco, um no cara e o outro na garota. Jogará o soldado contra o cara subindo a escada buscando a saída do bar.
avatar
Samuka

Data de inscrição : 22/12/2012
Localização : Rio de Janeiro/RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Zed em Seg Maio 28, 2018 12:51 am

Pontos de Sangue: 12/13
Força de Vontade: 7/7
Vitalidade: 7/7
Humanidade: 4


Em meio as palavras do padre uma escolha de palavras deixava uma forte impressão. “ ‘Seu povo’? Ele não é um de nós? ”’ Guardei a pergunta para mais tarde enquanto íamos a procura da moça que não mais se encontrava na catedral. E pelo visto decidia agir como seus parentes desconhecidos eram famosos por agir. “Imagino se eu tenha alguma característica obvia que eu mesmo não consiga notar... Bom, se eu não sou feio igual aqueles ratos de esgoto eu já fico tranquilo. ”

Durante o caminho o padre aproveitava para contar um pouco sobre seu companheiro e também sobre si mesmo, ainda que não revelasse muito. – Matar um deus... No mínimo parece interessante, se for isso que sua “tempestade” se baseia me inclui. “Joseph Zedwards, Godslayer” soa maneiro pra caralho. – Claro, se eu não conseguia matar nem mesmo um vampiro milenar matar um deus que antecedia a criação da terra não seria simples. “Um plano a logo prazo... ” Divagava esquecendo de um ponto importante. – Mas o que exatamente é você? Obviamente não é humano e já disse não ser vampiro. Um carniçal? – Era meu primeiro pensamento. – Ou alguma coisa mais mística e diferenciada? – Apenas tinha conhecido vampiros. Sabia sobre os lupinos e tinha ouvido algumas histórias duvidosas sobre magia. Mas isso já era porta de entrada para uma infinidade de outras coisas saídas de literatura. Mas também não insistiria caso ele quisesse manter o mistério.

Chegando até uma rua escura passávamos por um restaurante que tinha um segurança e vampiros no interior. Mais adentro uma espécie de mercado de tapetes e outras tralhas e mais vampiros e finalmente um templo. “Que viagem de lugar é esse? ” Estranhava tudo ali dentro. Não era grotesco nem nada do gênero. Era apenas bizarra a mistura e transições de paisagens... Exceto o templo. Como de praxe não me sentia à vontade nesse tipo de lugar. “Por que vampiros ficam se juntando em templos e igrejas? Isso não é tipo o oposto do esperado... Ah! ” Agora caia a ficha do quão conveniente era.

O padre fazia os gracejos com o estranho de terno que interrompia minha apresentação já dizendo meu nome. “Shit... Se ele sabe meu nome ele sabe o que eu faço. Se ele sabe o que eu faço ele não deve gostar de mim. ” Era uma associação instantânea. Claro, isso levando em conta o padrão mais “civilizado” que tínhamos.

- É né. É pra isso que eu vim aqui, não acha? – Reviva os olhos enquanto levantava os ombros. – O padre ai falou que você era o melhor que ele conhecia quando o assunto é história egípcia. Um tatuador meio bêbado errou o pedido e colocou uma língua diferente, queria saber se é um xingamento ou algo do tipo. – Brincava levantando a calça e mostrando de relance as marcações. Tentava até incitar os outros a rir tomando a iniciativa. – Não? Droga.

- E o que temos a conversar?... Eu estou em problemas? – Levantava as mãos como se estivesse me rendendo. – Juro que eu não matei nenhum dos seus... Eu acho... – A última parte saia em sussurros. Mas não era muito bom no jogo de adivinhação. Era melhor deixa-lo falar e manter a boca fechada por um momento.
avatar
Zed

Data de inscrição : 08/04/2015
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Seg Maio 28, 2018 4:11 pm

Jim Jacobson

A parte de baixo do bar, era relativamente pequena, Jim consegue visualizar cerca de 20 metros quadrados, mas poderia errar em pouca coisa. O lugar inteiro é de madeira, inclusive o chão é de tábua corrida, poucas mesas dispostas, um bar na lateral onde o Cowboy estava sentado, Jim estava mais recuado, ele esta a poucos metros da escada que daria a parte superior do bar principal.
O corpo do soldado no chão engasga mais uma vez até perder a consciência, de certo morreria de asfixia ou devido a hemorragia.
Jim reage, era necessário, a garota parece encantar os soldados de alguma forma, ficam totalmente letárgicos e alheios a morte violenta de seu colega, ela fala palavras como se fosse uma oração. O Cowboy e mantém estático, agora Jim podia ver o rosto dele, pálido, liso sem marcas, exceto por um sorriso lânguido e sombrio, exibindo suas presas sujas de sangue.
De fato eram vampiros.

JIM escreveu:-Ô, salvador, não sei qual é sua treta com Clark. Não te conheço nem você me conhece. Mas, teu problema é com Clark, você disse isso. Não vou te atrapalhar, o que você quer ? O red soldier? A vadia da navalha tá contigo? Vamos fazer assim, ela vai ficar the acompanhando com os cabeça de papel e eu subo, ok?

- Oh não Jim, Anatazia será cercada em breve, plantamos uma pista falsa, ela vai atrás de Bendinne sozinha no pântano de Crown, ela será destruída, ela excede a serventia, já você, ah você temos um futuro para você do nosso lado.

Então Jim inicia sua ofensiva diante do avanço ainda que lento do Cowboy, ele pega o corpo moribundo do soldado, com sua arma em punhos ele atira, a garota alheia ao caos que vai se instalar não parece oferecer riscos a Jim.
Ações:
40144 28/05/2018 15:54:40 Dados:5, 2, 9
JIM rolou 3 dado(s) com dificuldade 6 para Jogar corpo do moribundo contra Cowboy e obteve 1 sucesso(s)
Re-rolar 10: sim
Ignorar 1: não
40143 28/05/2018 15:53:34 Dados:10, 8, 6, 9
Dados Extras:2
JIM rolou 4 dado(s) com dificuldade 6 para Atirar e obteve 4 sucesso(s)
Re-rolar 10: sim
Ignorar 1: não
40142 28/05/2018 15:52:22 Dados:10, 6, 10, 5, 2
Dados Extras:6, 7
JIM rolou 5 dado(s) com dificuldade 5 para Atirar e obteve 6 sucesso(s)
Re-rolar 10: sim
Ignorar 1: não

Jim flexiona sua vitae no intuito de se tornar mais rápido, assertivo com sua arma de fogo, era hora de virar o jogo, era óbvio que estavam juntos, o pun e o deadrocker estavam lá encima e isso ia causar uma grande dor de cabeça, a garota parecia perdida demais com seus jogos mentais, o cowboy, bom o cowboy resolveu avançar com recrutamento e isso tinha que ser freado.

Jim atira a primeira vez, atingindo o joelho da criatura que continua andando, a segunda vez, ele para dando uma gargalhada.
- Ah por favor Jim, assim você fere meus sentimentos.

Então ele joga o corpo do soldado contra o psicopata do cowboy. E corre em direção a escada, ele corre subindo correndo as escadas, um pequeno lance de escadas, a porta era vista, a luz e o som, ele em breve estaria livra.
Mas, algo o paralisa completamente.
Cowboy age:
Dados:6, 2, 9, 7, 2, 6, 3
COWBOY rolou 7 dado(s) com dificuldade 7 para Tenebrosidade: Braços do Abismo e obteve 2 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
Link: https://warleiramos.com/rolador/?q=40145

Algo aperta Jim, o segura, impedindo de atingir a porta, na parte de cima o deadrocker, aquele monstro usando jaqueta de couro, jeans dentes tortos, olhos negros e piercings surge na porta apenas urge como um animal mostrando as presas e garras.
Falha crítica:
Id Data Resultado
40149 28/05/2018 16:07:52 Dados:1, 4, 5
JIM rolou 3 dado(s) com dificuldade 6 para Se soltar dos tentaculos e obteve falha crítica
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
40148 28/05/2018 16:07:46 Dados:8, 10, 5
JIM rolou 3 dado(s) com dificuldade 6 para Se soltar dos tentaculos e obteve 2 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
40
- Alguma coisa começa a puxar Jim, são, pedaços negros de sombras o agarrando, puxando como um pesadelo, Jim instintivamente se debate buscando se desprender daquela monstruosidade de sombras que o agarra, ão dois tentáculos, um deles conseguiu agarrar Jim, mas ele empurra a coisa fria, pegajosa, aquele retalho demoníaco de sombras, mas ele vai um movimento busco e cai violentamente ao chão rolando escada abaixo, ao cair ele percebe o Cowboy e a garota um do lado do outro a menina com a navalha na mão e o cowboy ainda sorrindo agora com uma estaca.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Seg Maio 28, 2018 4:33 pm

Zed

Alguns minutos antes:

Dentro do carro escreveu:Mas o que exatamente é você? Obviamente não é humano e já disse não ser vampiro. Um carniçal? – Era meu primeiro pensamento. – Ou alguma coisa mais mística e diferenciada? – Apenas tinha conhecido vampiros. Sabia sobre os lupinos e tinha ouvido algumas histórias duvidosas sobre magia. Mas isso já era porta de entrada para uma infinidade de outras coisas saídas de literatura. Mas também não insistiria caso ele quisesse manter o mistério.

- Eu sou um caído. Revela o padre de forma rápida, embora isso cause ainda mais questionamentos na mente de Zed.
- Perdi uma guerra milênios atrás, e agora voltamos para o acerto de contas, e essa tempestade parece conectar um pouco as coisas.




No Templo Setita

Caliphas se aproxima de Jim caminhando de forma elegante.
- Posso Ele pede permissão para examinar mais de perto;
Porém antes que Zed pudesse dizer algo o vampiro começa a ler aquelas bizarrices.
- Clavícula de Salomão, Olhos de Apófis, magia de sangue e ....hum Serpentis. Como conseguiram arrancar seu coração com a lua cheia ausente, isso pode ser magia do mundo obscuro, mas eu entendi o que houve.
- Jim, eu tenho visto você e outros desgarrados, párias sendo usados como cobaias para rituais negros, vi você e outra multidão, eles querem invocar algo para esse mundo, e ninguém vai notar se os párias desaparecerem, enviei alguns espíritos, e eles não retornaram, mas eu pude ver a dor, o sofrimento, em breve você será usado para algo maior e mais profano. Diz o vampiro Seguidor de Set, deduzindo as bizarras escrituras negras no corpo de Zed.
- Clavícula de Salomão são rituais de invocação de caídos, demônios que estavam presos no Abismo, inferno na cultura cristâ, olhos de Apófis é como chamamos a grande serpente da destruição, da guerra, da corrupção, é o mal em um só lugar, chamamos também de Wyrm, talvez alguns lobisomens envolvidos, Serpenti é um dom negro de Set, usaram para retirar seu coração e amarrar sua besta, assim você entra em comunhão com a Mote Negra, ou Tempestade. O padre fica calado, apenas ouvindo tudo aquilo, Zed se horroriza com todo aquele misticismo.

- Mas tem alguém que pode ajudar, St John um Tremere aqui de Nova Orléans. Diz o Seguidor de Set.


_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Zed em Seg Maio 28, 2018 10:56 pm

Pontos de Sangue: 12/13
Força de Vontade: 7/7
Vitalidade: 7/7
Humanidade: 4


O padre revelava ser um “caído”. Associando a lendas e contos sobre anjos caídos era possível entender o porquê de tamanha revolta com a entidade divina. Parecia um assunto delicado, tipicamente faria uma piada de mal gosto a respeito. “O quão perigoso é um anjo? ” Ele poderia me vaporizar simplesmente por querer? Não sabia dizer, por hora escolhia ser prudente e evitava irritar a criatura.

Já no templo Setita via o estranho agarrando minha perna antes mesmo de esperar uma resposta apropriada. – Ah, sim. Claro. Sinta-se à vontade, você já está fazendo isso mesmo. – De braços cruzados esperava o sujeito terminar de ler as inscrições em minha perna. Eu obviamente sabia que não era nada bom ter aquelas tatuagens estranhas, e tinha certeza que havia um grande propósito por detrás de tudo, ou ao menos assim deveria ser. Só não esperava receber tantas informações de uma única vez a respeito de coisas que era completamente leigo. “Apófis?... Serpentis?... Inferno? Wyrm? lobisomens?.. Novamente essa bloody tempestade? ”STOP! – Minha cabeça girava já no final confusa com tantas duvidas.

- Easy mate... Eu não sou um membro da velha guarda que consegue entender de tudo que você tá falando. Eu mal entendi metade disso tudo. – Fiquei em silencio por um tempo fazendo uma matemática mental, tentando compreender cada coisa individualmente e então tentando juntar tudo em um contesto geral. – Okay, eu peguei a parte dos demônios. A tal serpente é algum especifico e presumidamente forte e maligno e eles vão usar meu coração como sacrifício? – Principalmente a parte do coração removido que me preocupava e confundia. - E alguma ideia de quem pode ter sido o responsável? Você mencionou o significado, mas quem poderia estar interessado em algo assim e com que proposito? – Claro, ele não necessariamente saberia responder aquilo, no máximo teria um palpite.


- A princípio eu não tenho grandes problemas com a falta do meu coração e tal, eu continuo bem sem ele. Mas a longo prazo? Eles vão usar meu coração pra alguma coisa?... E isso vai ter algum efeito no meu corpo? E qual é a da tal tempestade? Eu sinto que isso ta sendo repetido com muita frequência pro meu gosto... Shit, eu to em perigo né? – Claro também havia o tal Tremere que havia sido mencionado.

- E lá vamos nós encontrar outro cara pela cidade. Eu sinto que estou coletando muitas dívidas com pessoas diferentes em um período muito curto de tempo... – Suspirava longamente sentindo-me cansado antes mesmo de começar a parte difícil. “Por que não da pra pular logo pra parte divertida onde eu desço a porrada em todo mundo? ” A vida de fugitivo podia ter suas desvantagens, mas ela era definitivamente emocionante.

Terminando a conversa com o setita viraria ao padre. – Vai ir comigo até o tal Johny? Ou estou por minha própria conta? -
avatar
Zed

Data de inscrição : 08/04/2015
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Samuka em Ter Maio 29, 2018 2:30 am

PdS: 8/10
FdV: 6/7
Humanidade: 7
Vitalidade: 7/7
÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷
Jim passava os olhos rápidos pelo anexo do bar e nada que pudesse ajudá-lo. A iluminação fraca, porém, permitia ver as feições do sujeitinho, que mostrava os dentes como cavalo, e da garota, que falava alguma coisa para os soldadinhos de chumbo. É, vampiros, concluía Jim.

Anastazia [...] será destruída, já você[...]

O quê? Logo agora que ele estava criando até um sentimento pela puta ruiva. Preciso avisar Ann, preciso avisar Ann, meditava Jim.

Mas, antes,, claro, preciso meter o pé daqui, concluía ele sabiamente. Rapidamente, então, ele estudava a situação. A garota fora do jogo, logo take down o cowboy, pensou.

Então, ouve-se um tiro.

o cowboy resolveu avançar [...] e isso tinha que ser freado. [A bala atingiu em cheio] o joelho da criatura que continua andando

Então, outro tiro. Fuck, isso derrubaria um mortal, ah!, o que não somos, (re)concluía Jim agora com certeza.

Plano A falhou, falta o B. Tinha? Se não tinha, agora tem. Porra, é jogar army's man e dá no pé, pensava Jim. Assim fez, ele jogou o soldado contra o cowboy e subia rapidamente a escada.

ele em breve estaria livra

Por que está no preterito? Ah, sim, a porra de um kraken das sombras segurou ele. Verne ia ficar doido. Carvalhos, pensava Jim. E a saída que estava bem ali ficou longe e girava, girava,depois que aquela porra sinistra o bandou. Isn't too easy get out from the hell, não tenha dúvida, pensava Jim.

E no fim, urgh,

ao cair ele percebe o Cowboy e a garota um do lado do outro a menina com a navalha na mão e o cowboy ainda sorrindo agora com uma estaca.

Nadou, nadou… Merda, pensava Jim se ajeitando no chão vendo as, relativamente, enormes figuras. O que que ele vai fazer com essa porra? Não gosto de dildos na brincadeira, ah, talvez ele goste que enfie nele e vai ser isso o que vou fazer, Jim determinava (-1 de PdS => Força +1 | -1 de FdV) enquanto se levantava rapidamente tomando a estaca e a enfiando no peito do cowboy.

-Esse pau vai ser pra tu, cowboy filho da puta! Vociferava Jim.
avatar
Samuka

Data de inscrição : 22/12/2012
Localização : Rio de Janeiro/RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Qua Maio 30, 2018 1:07 pm

Jim


Jim cai estatelado ao chão, sabia que isso seria o fim dele, noites atrás Clark enquanto ainda tutelava Jim nos segredos da Noite falou sobre os arqui rivais romanceados do clã Ventrue, os letais Laombras, ou guardiões como costumavam ser chamados.
" E disse Caim para Deus " por acaso sou eu guardião de meu irmão:"


Eram rebeldes, ciumentos, letais e líderes de um culto ao demônio chamado de Sabá, eram os horrores que andavam pela noite, claro, Jim percebeu um pouco de romanceamento nesse conto, e agora aqui estava ele, presa de um maldito Lasombra e sua terrível disciplina.
A Tenebrosidade. Um obliterador da luz, um poder extraído das profundezas do abismo primordial.

Os tentáculos remexiam e chicoteavam o vento, alheios, como e tivessem vida própria, vontade própria, o sorriso lânguido estava lá no rosto do Cowboy.

- Oh Jim, sou um homem de bom gosto, permita me apresentar a você sou Alejandro Guarrón de Montillas, fiel escudeiro e ductus dos Estripadores. Diz o vampiro orgulhoso daqueles títulos que não fazem nenhum sentido para Jim, assim como a patente militar de Jim não servia para impor autoridade a nenhum vampiro.

A garota continuava estática a navalha banhada em sangue, agora ele percebera que os dois soldados sobreviventes estavam no chão, e suas sombras sufocavam eles, um espetáculo dantesco, Jim lutava internamente contra o medo de um inimigo além de formidável absolutamente insano.

Quando Jim avança para tomar a estaca o Alejandro gargalha em uma voz abafada, como se fosse um fumante terminal.
- ahahhahahahahaaha Pequeno Jim, tente de novo, de novo.......

Ele avança para tomar a estaca e empalar seu algoz Lasombra.
Tomar estaca:
Dados:8, 10, 4, 8, 9
JIM rolou 5 dado(s) com dificuldade 6 para Tomar estaca de Alejandro e obteve 4 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
Link: https://warleiramos.com/rolador/?q=40272

Mas o Lasombra resiste os dois vampiros seguram a arma juntos, Jim tem uma larga vantagem, mas...
Alejandro perde a Estaca:
Dados:9, 2, 4, 5
ALEJANDRO rolou 4 dado(s) com dificuldade 6 para Manter a estaca na mão e obteve 1 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
Link: https://warleiramos.com/rolador/?q=40273

E então com a arma em punhos Jim ataca violentamente o coração do morto vivo, aquilo iria empalar o monstro e se as orientações de Clark estivessem certas ele seria paralisado, e a garota não parece ser grandes coisas.

Ele ataca violentamente

Off considerei o sucesso automática da força de vontade para empalar que é bem mais difícil.



Jim tenta empalar o Ductus Lasombra:
Dados:3, 9, 3
ALEJANDRO rolou 3 dado(s) com dificuldade 7 para Manter a estaca na mão e obteve 1 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
Link: https://warleiramos.com/rolador/?q=40274

A estaca atinge Alejandro que gargalha ainda mais profundamente, acertou ele, mas não atingiu o coração.
Dano do ataque:


O sangue verte pelo ferimento imposto..
Mas....
Absorção:
Dados:10, 7, 4, 5, 8, 6
JIM rolou 6 dado(s) com dificuldade 6 para dano estaca e obteve 4 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
Link: https://warleiramos.com/rolador/?q=40275ados:4, 3, 10
ALEJANDRO rolou 3 dado(s) com dificuldade 6 para Absorver e obteve 1 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
Link: https://warleiramos.com/rolador/?q=40276

- Oh Jim, você quase feriu meu coração. Diz ele sorrindo, enquanto isso Jim percebe que os tentáculos se avultam sobre ele.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Samuka em Qua Maio 30, 2018 3:11 pm

PdS: 7/10
FdV: 5/7
Humanidade: 7
Vitalidade: 2 fine, thanks 8}
÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷

Puta que pariu, pensava Jim. Em meio aquela situação seu cerebro estúpido apertava algum play.

E disse [...] [E no princípio…]

E blá-blá-blá, porra Clark, pensava ele. Jim sempre foi daqueles que entre a bible ou the gun, ele preferia a arma, não porque fosse um descrente, mas porque a bible para ele não tinha efeitos… objetivos, concretos, ao menos que jogasse ela na cabeça de um filho da puta há uma altura de… uns 200m.? Ah, com certeza, nessa altura ela atingiria a cabeça com incriveis 250 kg. Mas, parece que a física não funciona nos Kindreds.

Quer mais romance do que atirar nesse motherfucker e ele dizer que feriu os sentimentos dele? Grandes tragédias sempre são romanticas. Os piores assassinos, psicopatas, serial killers, Hitlers da vida, toda essa porra são romanticos. E aqui está Jim numa situação... Romântica.

o sorriso lânguido estava lá no rosto do Cowboy.

- Oh Jim [...] permita me apresentar a você

Porra, convenhamos que apresentações naquela situação era, no mínimo, desnecessária. O que esse cara quer? Que aperte sua mão amigavelmente antes de virar purpurina? Fuck who are you, pensava Jim.

No primeiro plano, Jim via a garota, focava na navalha ensangüentada e no fundo os soldados em convulsão pela própria sombra. Que porra... romântica. Jim, então, chegava a conclusão de que estava diante

de um inimigo [...] absolutamente insano [não formidável, porque ele não é romantico, porra]

Então,

Jim avança para tomar a estaca [do] Alejandro [que] gargalha

Hey, só um segundo. Ele disse que se chama Alejandro? Filho da puta do imigrante tirando onda com minha cara, ele vai ver só quando o Big Boss levantar o muro e eu enfiar essa porra nele, pena que não funciona no cu, pensava Jim.

os dois vampiros seguram a arma juntos, Jim tem uma larga vantagem

Dois marmanjos brigando por um dildo de madeira, porra, é deprimente, see pelo menos fosse aqueles coloridos que fazem “ziiiiiiiii” e ficam girando.

Então,

Jim ataca violentamente o coração do morto vivo, aquilo iria empalar o monstro e se as orientações de Clark estivessem certas ele seria paralisado

E,

[Jim] ataca violentamente

Ele via o sangue verter pelo ferimento, mas pelo jeito não havia conseguido empalar o desgraçado, até porque ele gargalhava e fazia outra piadinha romântica.

Jim, então,

percebe que os tentáculos se avultam sobre ele

Plano C? D? Não importa, falhou também. E na situação que está, a última coisa que está pensando é em fazer planos. Fudeu, agora é street fight, pensava Jim (-1 de PdS => Destreza +1 | -1 de FdV) enquanto se agarrava no chicharito e o mordia com suas presas.
avatar
Samuka

Data de inscrição : 22/12/2012
Localização : Rio de Janeiro/RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Qui Maio 31, 2018 1:19 pm

ZED



A não vida de Joseph tem sido recheada de ironias, trapaças e um bocado de bizarrices, afinal ele era um vampiro, e no meio da insanidade de vampiros serem descendentes de um pastor psicopata fratricida, ele teve a "sorte" de não pertencer a nenhum dos grandes clâs, famílias disfuncionais, essas mesmas famílias se matavam aos montes pulando uns nos pescoços dos outros, enquanto apertavam as mãos nunha viadagem chamada Elísio, mas a grande ironia estava por vir, ele tem a mesma aparência de um pica grossa do velho mundo que não está nem um pouco feliz com Zed, então o que ele faz, envia suas gangues para esmagar Zed.
Ah e coisa ficou ainda mais bizarra, já que Zed em entrar em briga corporal com um grupo de policiais na porra do Lousiana ainda se mete em uma dessas brincadeiras em graça, se existe um deus no comando é o filho da puta com o senso de humor mais deturpado da porra toda.
Zed então reflete um pouco mais, pensando que a coisa não podia ficar ainda mais esquisita, então fica, ele acorda em coração, com uma Gangrel niilista que não sabe que é Gangrel, ela então desaparece, e Zed fica na companhia de figuras ainda mais freak show, mas que até parecem " pessoas descentes" isso claro se não fosse um vampiro que cultua um deus morto da escuridão e um anjo caída, que claro, anjos caídos são demônios.

" diga me com quem andas e direi quem tu és

- É eu sei informação demais. Diz o vampiro careca fitando Zed por mais alguns segundos.
- Isso é uma prática comum da minha linhagem. Revela Caiphas deixando Zed agora um pouco mais preocupado. - Mas não, por Set, eu não tenho nada que haver com isso. Diz ele com um sotaque horrível.

- Definitivamente foi um Setita quem fez isso em você, arrancou seu coração para atender algum ritual ainda mais nefasto, e sim, você está com problemas graves, e empalarem seu coração você é paralisado, se destruirem seu coração você morre de vez, o único problema que o ritual amarrou sua ...arh, 'Alma" diz ele fazendo sinais de aspas.
- Significa que se você for destruído você fica preso a esse mundo em algo que lhe mantém aqui, caso contrário será banido para tormento eterno no Abismo. Diz Caiphas olhando para Farris. O padre faz uma cara ruim, aquela palavra abismo lhe causou um incomodo.
- E provavelmente você será sugado para a Tempestade, um lugar ruim para se estar no mundo dos mortos, geralmente nós vampiros quando sofremos a morte final, deixamos de existir, você meu caro, ironicamente recebeu uma dádiva e uma maldição ao quebrar essa regra. Mas acredite não foi um Setita quem fez essa parte, por isso acredito que Lobisomens e talvez caídos estejam envolvidos. A boa notícia é que você está liga a mais alguém, se você for destruído, você fica preso a ela, e vice e versa, a não ser que ela seja destruída, aí você terá ela em loucura total te perseguindo, imagino que a alma a qual você está conectado seja o bom padre Farris? Indaga o Feiticeiro Setita satisfeito, sem saber que a contra parte do voodo está desaparecido. Ou melhor desaparecida.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Krauzer em Qui Maio 31, 2018 1:58 pm


Dev se deixa levar pelos estranhos, ele não tinha muito o que fazer afinal de contas. O Malkaviano é levado a uma estranha sala cheia de televisores, símbolos arcanos e... uma cabeça decepada, enquanto seu anfitrião brincava de Gandalf.

- Daqui Dev eu assim como você vigio o mund, porém diferente de você sei o que procuro. Diz o Anfitrião.

- Mas permita me como prometido, lhe mostrar algo.

Repentinamente a cabeça decepada abre os olhos e um brilho azul emite daquilo, quase metade das tv entra um chiado, quando entra som de cinema, alto, então imagens das ruas de Bangladesh, fotos de crateras nas montanhas da cidade na India datada de 1999, Em seguida ele vê imagens de um furacão vampiros se atacando ou correndo do nada, depois uma grande luz branca consumindo todos os vampiros.

- Isso foi a morte do Zaraphatuza o fundador da linhagem Ravnos, e você notou que outros atores interviram, a luz branca foi uma explosão ahhh por falta de uma palavra melhor magico nuclear. Diz ele sem ter muita certeza.

Ele nem mesmo precisava mencionar tal fato. A semana dos pesadelos ainda causava calafrios em Dev. Ele lembrava bem daquela época, uma semana de sonhos macabros, uma presença terrível, ódio, dor, e por fim... tudo acabou. Mais tarde, ao monitorar seus inimigos, e com uma ajudinha da rede de loucura, acabou descobrindo que um dos 13 havia sido destruído pelos mesmos que causaram muitos problemas a Dev, os senhores do mundo, os illuminatti, os tecnocratas. Ao lembrar deste ocorrido, Hazzel, o feiticeiro surgia de um dos cantos mais fantasiosos da mente de Dev para mostrar sua face, mas Dev se esforça para mantê-lo sob controle. (Se for necessário, gastando 1FDV)

- Temos muitos nomes, mas Escolhidos de Caim ou Tal Mahe são os mais conhecidos. Junte se a nós e não sofrerá a fúria dos antigos.

Ao ouvir a palavra "Tal'Mahe'Ra" as pupilas de Dev se dilatam e ele sente um calafrio em sua espinha morta. Em suas navegações da dark web e monitorando sistemas de membros da Mão Negra, ouviu sussurros sobre uma "Verdadeira Mão Negra" uma espécie de sub-seita dentro da sub-seita, mas tudo parecia mais como uma teoria da conspiração, os próprios membros da mão negra não pareciam saber de sua existência.

- Então a mão-sem-sol existe mesmo? Pensei que fosse apenas uma lenda urbana dentro do Sabá! Bom, desculpe se for atrevimento demais de minha parte, mas antes de fazer parte de qualquer clube eu preciso saber como ele funciona. Desculpe minha ignorância, mas quem ou oque exatamente são vocês? De onde vocês surgiram? Que profecia é esta que diz que vocês serão poupados? E principalmente, por que vocês me escolheram?
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 48

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Zed em Qui Maio 31, 2018 6:28 pm

Pontos de Sangue: 12/13
Força de Vontade: 7/7
Vitalidade: 7/7
Humanidade: 4


Ao lado de um demônio ouvia um vampire cultista falar sobre meu coração removido. Eis uma frase que não se escuta todo dia, mas para um imortal aquilo... Bom, ainda era bizarro, mas em um nível tolerável. Agora com aquela maldição ou benção, minha não vida parecia ganhar novas regras, condições e restrições. O que me forçava a pesar os pontos positivos e negativos de uma forma reflexiva e ainda tentando compreender os mínimos detalhes de forma paranoica, afinal quando sua vida está em jogo um pouco de paranoia não é necessariamente ruim.

- Então... De certa forma é bom que eu posso tomar golpes de peito aberto sem me preocupar, mas tem o lado negativo que eu tenho agora um ponto fraco exposto, sei lá, dentro e uma caixa ou tubo e se ele for destruído ou morro. Mas mesmo que eu morra eu não desapareço ... – Essa era justamente a parte mais intrigante e chamativa do esquema inteiro.

- Eu vou ficar existindo como uma “alma” – Retribuía as aspas. – Seguindo a pessoa com quem eu estou linkado? E se ela já tiver morrido eu vou para o novo escritório do nosso amiguinho? – Apontava pro padre/anjo caído/demônio, me referência ao inferno. – Ou meu corpo de alguma forma vai sobreviver? – Talvez fosse otimismo demais simplesmente imaginar esse cenário.

- De qualquer forma não é necessariamente ruim... Mas eu ainda assim preciso recuperar meu coração, senão eu vou ter um ponto fraco perdido no mundo. Se eu deixar escondido pode até ser valido manter esse estado, mas ainda é arriscado... – Mas isso ficava pra outra hora. Primeiro tinha que encontrar os responsáveis e recuperá-lo para garantir minha segurança. E claro, também havia a outra parte que simplesmente havia desaparecido sem saber de nada.

- Se fosse o tal padre acho que eu até me sentiria mais tranquilo... – Ou seria justamente pior? - ... Mas não, outra pessoa, uma garota... a very cute “pussy”actually ... Que eu vou ter que ir encontrar também... De preferência hoje... – Suspirava com pesar. – Cara... Hoje a noite vai ser cheia... – O padre tinha dito que ela costumava se retirar para as matas. Seria um local interessante para se procurar... “Lobisomens... Natureza... ” Levantava rapidamente a mão estapeando a própria face. “A filha da puta vai se matar na primeira noite pra um grupo de poodles e eu vou ter que aturar um espirito na minhas costas... Eu já to até vendo. ” A teoria veio assim que lembrei sobre a possível ligação de lupinos com a maldição. Claro, era apenas um palpite pessimista.

- Alguma ideia de como desfazer essa maldição...? Ritual? Qual o termo mais correto? – Não que a última parte realmente importasse. – Então... Pela ajuda te devo alguma coisa? – Batia em todos os bolsos que tinha naquele conjunto “novo”. – Eu meio que acordei sem nada hoje à noite. Então dinheiro vai ser meio complicado... Mas ficarei feliz em pagar dia 30 de Fevereiro. – Abria um sorrisinho e escondia-o imediatamente. Repetindo o ato involuntariamente por três vezes.
avatar
Zed

Data de inscrição : 08/04/2015
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Seg Jun 04, 2018 5:52 pm

Dev

Dev sentia uma pontada de curiosidade, mas ao mesmo tempo temia internamente que aquilo pudesse ser um subterfúgio, uma mentira deslavada no intuito de controlar Dev e seus recursos, claro aquilo era uma desconfiança natural, porém Dev sente como se estivesse conectado com Xanandu, assim como Dev é um observador de mistérios ocultos da visão das massas.

Estão conectados

" Dev" uma voz baixa ecoa na cabeça do vampiro Malkavian.

" Dev" Siga -o, ele pode salvar você. A voz assusta Dev, é tão real.

- Eu sei, você também pode ouvir ele. Diz o Vampiro da Mão Negra sorrindo.
- Ele está tentando conectar na sua mente através da rede de loucura de nosso clã; Muitos se perdem nessa jornada, mas os verdadeiros sábios das profundezas do desespero ressurgem para algo maior.
As imagens nos monitores mostram os horrores da semana do pesadelo, Ravnos canibalizando Ravnos, ecos de dor e desespero, aquilo realmente foi horrível.

- Somos algo muito antigo, nossa honrosa e gloriosa herança antecedente a Camarilla e o Sabá, somos um antigo culto á morte, que rapidamente se desenvolveu a um culto a Gehena, isso pode parecer óbvio, visto que o Sabá é por definição um grupo escatológico.Somos sombras mortas na noite, buscando salvação nas noites finais. Mas antes de lhe contar eu posso Dev, lhe mostrar, se estiver disposto a me acompanhar até o outro mundo.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Seg Jun 04, 2018 6:12 pm

Joseph Zedwards

- Basicamente é isso. Concorda Caiphas dando de ombros.
- Pareceu resumir bem. Completa Padre Farris sorrindo.

- A grande questão é, nós três temos algo que pode e vai trazer frutos positivos, Zed, você precisa salvar sua pele, ou vai ser destruído e sofrerá o tormento eterno. Começa a refletir Caiphas. - Farris você pode ter acesso ao ritual para completar sua vingança, e eu, bom eu posso aprender mais sobre esse ritual para buscar a verdade sobre o grande pai Sombrio.

- Vamos nos preparar e saímos, podemos começar pelo local onde tudo aconteceu, St John podemos deixar para outra hora. Planeja Caiphas.
e me permitem, vou me preparar e avisar de minha ausência.

Caiphas então sai deixando Farris e Joseph no templo. Ao passar por Zed, o Seguidor de Set dá dois tapinhas no ombro do Caitiff.
- Noite difícil! E continua andando em direção á saída.

- Só posso contar com doações da igreja, mas Caiphas é um filho da puta rico .Diz ele em tom de brincadeira se referindo ao Setita.

- Uma coisa que aprendi, que tudo que é criado pode ser destruído, essa maldição foi criada pela união de místicos poderosos, mas acredito que podemos desfazer.

O grupo sai quase vinte minutos depois, preparam um carro, o grandalhão na entrada, Zedwards descobriu que ele era o motorista e segurança de Caiphas, um dos na verdade. Joe Harris.

O carro sai em disparada com os 4 ocupantes, aquela que pode ser eleita como a trupe mais improvável do ano.

- Farris me diz como raios você conseguiu fugir. Indaga Caiphas olhando para o bando de trás onde Zed e Farris estão sentados. Joe dirige e Caiphas está no banco do carona.

- Chegamos interrompe Joe ao papo de seu chefe morto vivo e do "Caído"

Zed vê a casa onde tudo começou, uma mansão antiga, jardim na frente, dois andares abandonada, em uma área afastada da cidade, poderia ser facilmente identificada como o casarão mal assombrado da cidade.

- é Aqui. Indaga retoricamente o padre Farris

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Ter Jun 05, 2018 10:30 am

Apesar do bando Sabá ser em 4, apenas dois ficaram na parte subterrânea do bar de beira de estrada, dos dois apenas Alejandro estava disposto a infligir sofrimento a Jim, e claro, tinha aquelas coisas escuras e fria chicoteando o ar, aqueles tentáculos invocado do abismo a qual os Lasombra parecem cultuar.]

Jim então percebe que tem alguns problemas, estava cercado por um bando Sabá em um bar de beira da estrada, Alejandro e a mimica já mostravam que dariam bastante trabalho, internamente Jim estava segurando a onda, com a perspectiva de enfrentar um bando inteiro antes de conseguir fugir, estava cercado e acuado, precisava fugir, a questão toda é como.

Claro ele poderia vencer os dois de baixo e fugir sem ser percebido..ah não, o deadrocker estava na porta, afinal ele a fechou quando Jim estava quase fugindo do subterrâneo, teria que passar por ele lá encima, droga, se pudesse chamar por ajuda, se Ann estivesse com ele.
Então ele está disposto a testar sua imortalidade e a de seu formidável rival, ele tenta o agarrar para em seguida morder, mas é interrompido pelos tentáculos, dois monstros de pura escuridão serpenteando no ar, a postos para segurar Jim com sua substância fria, amorfa e doentia, e aquilo começa a romper o dique do auto controle de Jim, a besta interior começa a se sentir acuada, e uma fera acuada e presa costuma perder o controle.

Jim sente o toque frio dos tentaculos, o horror de ser preso começa a chegar a sua superfície.
Ação dos tentaculos:
Id Data Resultado
40818 05/06/2018 10:12:28 Dados:7, 1, 10
TENTACULO rolou 3 dado(s) com dificuldade 6 para agarrar e obteve 1 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
40817 05/06/2018 10:12:19 Dados:1, 1, 2, 1
TENTACULO rolou 4 dado(s) com dificuldade 6 para agarrar e obteve falha crítica
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não

O primeiro tentáculo simplesmente desaparece ao atacar Jim, como se alguém no abismo estivesse ajudando, aquilo foi surpreendente demais, Jim sente uma ponta de esperança em meio ao caos daquela batalha.
Então ele resiste ao agarramento daquela coisa restante, a coisa o agarra mas ele se desvencilha facilmente da coisa indo em direção ao controlador Lasombra para lhe agarrar, devolvendo o favor de suas criações sombrias.

Jim agarra Alejandro:
Dados:4, 10, 8, 9, 6
JIM rolou 5 dado(s) com dificuldade 6 para agarrar e obteve 4 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
Link: https://warleiramos.com/rolador/?q=40820

Jim Agarra facilmente o Lasombra, anos de treinamento o deixaram perito mesmo em situações onde o terreno era de seu inimigo, foi assim quando foi enviado para lutar no oriente médio, resistindo as intemperes de terreno saiu vitorioso de muitas batalhas.

- Jim, somos irmãos. Brada o Lasombra gargalhando.

Mas Jim tem outros planos e desfere um golpe usando suas presas.
Mordida:
Dados:1, 10, 2, 4
JIM rolou 4 dado(s) com dificuldade 4 para Morder e obteve 1 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
o sangue do Lasombra jorra na boca de Jim, o sangue era doce, e tinha um sabor muito mais forte e delicioso que o melhor sangue mortal a qual Jim havia experimentado, e mais impressionante, não tinha aquele sabor amargo de restrição, era maravilho, mas Jim tem outros planos, o sangue foi apenas consequência, ele queria ele aniquilar aquele monstro do Sabá.
Dano da mordida:
Dados:5, 7, 7, 3, 4
JIM rolou 5 dado(s) com dificuldade 6 para dano da mordida e obteve 2 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
Link: https://warleiramos.com/rolador/?q=40822

A criatura grita quando sua carne é dilacerada pela mordida, enquanto Jim ganha uma vantagem inesperada, mas novamente ele percebe que o tentáculo se aproxima dele, ainda agarrado ao Sabá, e parece que a garota resolveu entrar na briga vindo em sua direção com uma navalha em punhos cantando uma cantiga de ninar antiga.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Samuka em Ter Jun 05, 2018 6:32 pm

PdS: 6/10
FdV: 4/7
Humanidade: 7
Vitalidade: 7/7
÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷

Eram apenas dois, quer dizer, era apenas um na realidade. O eterno guardião… E alguns fatos inerentes ao imbecil do Jim… Keepers from what? A verdade é que muitos deles nem sabem realmente. Para eles servem o ditado de quanto mais velho melhor. Antes? Pfft, só se Jim fosse um funky mortal ainda com medo da escuridão, ou do bicho papão. Mesmo Jim não ter visto, ainda,um sol sair dum orifício na testa, fogo conjurado num estalar dos dedos ou vindos diretamente do Hades infernal. Era só shadows, as mesmas que todos cainitas se abrigam para salvarem seu cu de… De que, mesmo? O problema é que, infelizmente, pegaram ele cedo demais para vingar o Abelito, ou… Habent imperium de obumbratio cum uno verbo. Ops! Stitched lips, no flies.

Então, um daqueles braços da mesma forma como surgiu, desapareceu. Revelando a… Bem, parece que

abismo [está] ajudando, Jim sente uma ponta de esperança em meio ao caos daquela batalha [...], ele resiste ao agarramento [de uma] daquela coisa [que restou], se desvencilha facilmente indo em direção ao Lasombra

Três palavras resumem bem. Grappling. Presas. Sangue. Uma quarta, essa para el chulo, dor.

Então

o sangue do Lasombra jorra na boca de Jim, o sangue era doce, e tinha um sabor muito mais forte e delicioso que o melhor sangue mortal a qual Jim havia experimentado, e mais impressionante, não tinha aquele sabor amargo de restrição, [poderia até descrever suas características: é mestiço, maturado em um século ou quase, potente por ter acrescido “algo” em si, além de outros tons revelando alguma “mistura” que o equilibrava], mas Jim tem outros planos [por enquanto, só por enquanto]

Todavia, contudo, porém

novamente ele percebe que o tentáculo se aproxima dele, ainda agarrado ao Sabá, e parece que a garota resolveu entrar na briga vindo em sua direção com uma navalha em punhos cantando uma cantiga de ninar antiga

Opa, um ménage, só não vale dedo lá. Ao perceber, Jim rapidamente arranca a estaca do peito do chicharito pulsando seu sangue (-1 de PdS -> Força +1 | -1 de FdV). Ele queria ver aquela vadia tentar cantar com aquela porra no peito. Se não consegui empalar ele, talvez ela sim, pensava. Porém, essa manobra arriscada, por oferecer suas costas ao principal inimigo, deixou Jim apreensivo em receber um contra-golpe e preparava seu morto corpo para isso (-1 de PdS -> Vigor +1). Afinal, esse combate desleal, numericamente falando, colocava sua linhagem em xeque, logo a bloodline acostumada ao mate, e exauria suas forças pela sobrevivência. Contudo, era o que sua Besta anseava.
avatar
Samuka

Data de inscrição : 22/12/2012
Localização : Rio de Janeiro/RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Krauzer em Qua Jun 06, 2018 2:23 pm

Uma voz na cabeça de Dev o impelia a seguir Xanadu. Essa voz o assustava, não se parecia com as outras vozes que estava acostumado a ouvir.

- Eu sei, você também pode ouvir ele. Diz o Vampiro da Mão Negra sorrindo.
- Ele está tentando conectar na sua mente através da rede de loucura de nosso clã; Muitos se perdem nessa jornada, mas os verdadeiros sábios das profundezas do desespero ressurgem para algo maior.
As imagens nos monitores mostram os horrores da semana do pesadelo, Ravnos canibalizando Ravnos, ecos de dor e desespero, aquilo realmente foi horrível.

"Ele"? Quem seria ele? Por acaso...

- Somos algo muito antigo, nossa honrosa e gloriosa herança antecedente a Camarilla e o Sabá, somos um antigo culto á morte, que rapidamente se desenvolveu a um culto a Gehena, isso pode parecer óbvio, visto que o Sabá é por definição um grupo escatológico.Somos sombras mortas na noite, buscando salvação nas noites finais. Mas antes de lhe contar eu posso Dev, lhe mostrar, se estiver disposto a me acompanhar até o outro mundo.

Tudo era muito assustador, mas talvez fizesse algum sentido. Os tecnocratas eram seus inimigos, eles destruíram um dos 13. O inimigo do seu inimigo era seu amigo?! Poderiam os senhores do sangue poupa-lo da dizimação? Tudo isso parecia loucura, até mesmo para seu clã, mas Dev costumava apostar alto, além do mais, que escolhas ele tinha no momento?

Acompanhá-lo até outro mundo? Estaria ele falando sério?! Dev não ouvia este tipo de coisa desde seu tempo como desperto.

- Acompanhá-lo ao outro mundo? Só se for agora!
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 48

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Zed em Qua Jun 06, 2018 9:02 pm

Pontos de Sangue: 12/13
Força de Vontade: 7/7
Vitalidade: 7/7
Humanidade: 4


Depois de analisar por complete a situação a dupla assentia com o fato. Estava ferrado, mas ao menos teria ajuda. Os dois ali presentes pareciam ter seus motivos para me ajudar a quebrar a maldição e como consequência salvar minha pele. Não recusaria a ajuda gratuita, mesmo que isso significasse ter que seguir os planos de outra pessoa sem certeza alguma dos resultados. Caiphas se retirava. – E como... – Respondia na passada. – Ao menos vocês têm algum dinheiro. Eu fui roubado e amaldiçoado. Sempre pode ser pior. – Dava de ombros para o padre.

Não muito depois partíamos em um carro dirigido pelo segurança do Setita. Farris em especial parecia bem certo de que era possível me livrar daquela situação, o que servia para me tranquilizar. Observava a janela calado durante a maior parte do tempo, mas observando com mais atenção o grupo chegava a uma conclusão. – Estamos a uma câmera e uma garota do filme pornô mais bizarro de todos... Ou talvez sem a garota fosse ainda mais bizarro... – Olhava com suspeita em volta – Algum homo por aqui?... – Se sim – Ops... Sorry mate. -

Não demorou muito para que chegássemos, justamente quebrando uma história que no mínimo me interessava. “Preso por quem? Fugiu de onde? ” Isso ficaria sem resposta provavelmente. – Então esse é o local... – Tentava entrar na onda dos entendidos da situação. – Mas pro coitado do motorista ai que não sabe da situação... Alguém se importa em explicar que local é esse? – Estava confiando que ali havia algo essencial para quebrar a tal maldição, mas não fazia realmente ideia do que estava procurando ou o que poderia acabar encontrando no interior daquela mansão.

- Os donos parecem prontos para dar uma festa, o que estamos esperando? – Brincava com a aparência do local enquanto me aproximava, dependendo do que fosse dito, de forma mais cuidadosa e atenta. Do contrário entraria despreocupado, as mãos nos bolsos do casaco enquanto apenas observaria o local procurando por qualquer coisa anormal ou chamativa a princípio. Em seguida estendo minha atenção para decorações caso houvesse alguma, talvez houvesse algo de valor que pudesse encontrar. Com sorte até uma arma em potencial esquecida, em caso de problemas mesmo um mexedor de lareira já seria uma ajuda.

Na presença de estranhos instintivamente procuraria me esconder antes de ser notado, e caso estivesse na frente também avisar aos mais atrás com um gesto silencioso para manter posição.(Ofuscação 1)
avatar
Zed

Data de inscrição : 08/04/2015
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Dom Jun 10, 2018 8:54 pm

[quote="Samuka"]PdS: 6/10
FdV: 4/7
Humanidade: 7
Vitalidade: 7/7
Destreza e força ampliados
÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷÷



Havia sangue no peitoral de Jim, era o sangue de Alejandro, por algum motivo a luz do lugar se tornou cinza, como tudo tivesse sido queimado, aquilo perturba um pouco a mente acuada de Jim, prestes a qualquer momento ceder a fúria sanguinária do Frenesi, aquilo o levaria inexoravelmente até as profundezas do desespero, a besta uma entidade encrustada na alma amaldiçoada de Jim urge, ele quase pode ouvir ela, gritando, batendo na jaula querendo sair, talvez o gosto de sangue lubrificou  as engrenagens da loucura. O fato é que Jim lutava contra um bando sabá e contra ele próprio.
E claro tem essa coisa toda a qual foi envolvido, Clark era sim seu senhor, mas a relação não era assim tão próxima, e agora ele foi tragado para uma conspiração que envolvia espionagem industrial, a casa branca e o pentágono.
E isso chamou a atenção de um ancião inimigo de Clark, que não se fez de rogado e enviou um bando sabá para surrar Jim.
A luta estava desenrolando.
Jim retira a estaca do peito de Alejandro, a garota iria experimentar uma dose de torpor, ele fica com a retaguarda aberta, desfere um golpe contra a garota.
Empalar:
10/06/2018 20:48:00 Dados:6, 5, 4, 6, 2, 5
JIM rolou 6 dado(s) com dificuldade 9 para Empalar mimica malkaviana e obteve 0 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não

A garota sorri enquanto Jim falha miseravelmente o golpe, ela ataca com sua navalha.
Ataque com navalha:
1155 10/06/2018 20:49:24 Dados:2, 2, 3, 5, 1, 8
MIMICA MALKAVIANA rolou 6 dado(s) com dificuldade 4 para Atacar com navalha e obteve 1 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não

Ela acerta rasgando a carne na altura do peito de Jim que sente uma dor lancinante, e uma pontada de desespero vir de seu estômago até sua garganta como um grito contido.
Dano:
Dados:4, 9, 3, 1, 4
MIMICA MALKAVIANA rolou 5 dado(s) com dificuldade 6 para Dano com navalha e obteve 0 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não

A carne rasgada apesar da dor, foi apenas um arranhão, porém Jim sente seu corpo novamente ser agarrado por um toque frio e pegajoso, o braço de piche nascido do abismo.
[spoiler="Tentaculo agarrando"]10/06/2018 20:53:53 Dados:6, 4, 1, 7, 8
TENTACULO rolou 5 dado(s) com dificuldade 6 para agarrar e obteve 2 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não[spoiler="Resistir agarramento"] se desvencilha do braço do abismo.
Resistir agarramento:
Dados:7, 7, 8, 3, 8, 10, 9
JIM rolou 7 dado(s) com dificuldade 6 para Resistir ao agarramento do tentáculo e obteve 6 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não

Jim sente sua cabeça ser acertada por algo, um baque forte e violento.

Ataque com taco de baseball com espinhos:
10/06/2018 21:02:20 Dados:7, 1, 7, 3, 6, 8, 5, 2
ALEJANDRO rolou 8 dado(s) com dificuldade 4 para Ataque com taco de baseball e obteve 4 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não

Da
Dano:
41162 10/06/2018 21:04:07 Dados:7, 4, 6, 9, 8, 9, 2
ALEJANDRO rolou 7 dado(s) com dificuldade 6 para Dano com taco e obteve 5 sucesso(s) 2 automáticos de potência
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não

Absorver dano:
10/06/2018 21:06:59 Dados:4, 6, 9, 8
JIM rolou 4 dado(s) com dificuldade 6 para Absorver e obteve 3 sucesso(s) /06/2018 21:46:56 Dados:9, 9
JIM rolou 2 dado(s) com dificuldade 6 para Absorver Fortitude e obteve 2 sucesso(s)
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não
Re-rolar 10: não
Ignorar 1: não

Dano total 2 letal.
O golpe derruba Jim de uma só vez, o golpe na cabeça deixa Jim um pouco atordoado, no chão ele vê a dupla avançando novamente.


Última edição por @nonimous em Dom Jun 10, 2018 9:47 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Dom Jun 10, 2018 9:32 pm

Aquilo tudo era alto demais, Jim já ouviu falar em conspirações dentro de conspirações dentro de conspirações ad infinitun eternum.

Mas aquilo, era como se um americano fosse caçar e achasse o pé grande dentro de um Ovni, era algo grandioso demais, Jim estava ao mesmo tempo perplexo e excitado com a ideia de ter esbarrado em um dos mais infames cultos da Gehenna, um mito escatológico de horror e mistério.

- Venha, algo maior lhe aguarda. Diz uma voz sussurrante em sua cabeça. Ele sente uma pontada na cabeça e um flash lhe trás uma imagem de uma pedra sangrando.

- É eu sei. Diz Xanadu olhando fixamente para Dev. Somos poucos, mas contribuímos como ativamente como óraculos para os Grandes. Agora chega de suspense barato e venha comigo.

Os dois vampiros andam pela mansão, descendo para o subterrâneo da mansão, um imenso corredor com aspecto antigo, o que é confirmado por Xanandu.
- Essa construção é do século XIX, mas esses corredores datam a revolução americana, eu era apenas um Observador nessa terra selvagem.

Os corredores eram como se fossem um castelo medieval, com tochas iluminando o lugar, havia desenhos e escritos por todas as paredes.
- Em tempos de solidão eu escrevi nossa história nesse corredor. Diz Xanandu com uma tocha na mão.

- Estamos indo para o salão da travessia, Enoque, a primeira cidade, encontramos ela além da Terra das sombras. Diz Xanandu causando ainda mais perplexidade.

Por fim, a dupla adentra uma sala com um imenso altar, mesmo diante da grandiosidade do momento Dev ainda se lembra de Anoun, Sam e outros aliados, teóricos da conspiração como ele.
No altar havia sangue fresco, e uma imensa parede com um portal desenhado, e simbolos arcanos antigos, das sombras emerge uma mulher vestindo uma túnica negra rasgada, sua pele é pálida em rigor mortis, lábios ressecados, mão longas com garras negras, rosto com ossos apertando a pele, um verdadeiro cada ver em rigor mortis, seu cabelos negros ensebados lhe caem pelos ombros curvados.

Então aquela cadáver andam graciosamente até Dev, lhe beija na testa carinhosamente, o beijo frio com hálito de formol e morte repercute na alma de Dev.
Ele vê uma grande montanha, vampiros se atacando em um fetsival de diablerie e loucura.

- Filho de Malkav diz a criatura.
- Você pode ver a morte e a destruição, o caos e a entropia corrente, eu sinto sua alma negra. Diz ela com uma voz rouca.
- Precisamos nos preparar.
A preparação envolve pintar o corpo nu de Dev, orações negras a Caim, votos a Mãe sombria, uma criança é trazida, a mulher cadavérica sobre a supervisão de Xanandu abençoa a pequena criança que é abatida com um machado diante dos olhos incrédulos de Dev.Era como viver um conto horripilante da Dark Web.
Então a parede se torna translúcida, a dupla estende se dá as mãos e as estende para Dev, para que assim fechem o círculo, Dev sente um pouco de dúvida, talvez seja o pouco de sanidade lutando contra aquele horror.
- Vamos? Diz os dois, em uníssono.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por @nonimous em Dom Jun 10, 2018 9:45 pm

Zed escreveu:
Pontos de Sangue: 12/13
Força de Vontade: 7/7
Vitalidade: 7/7
Humanidade: 4


Depois de analisar por complete a situação a dupla assentia com o fato. Estava ferrado, mas ao menos teria ajuda. Os dois ali presentes pareciam ter seus motivos para me ajudar a quebrar a maldição e como consequência salvar minha pele. Não recusaria a ajuda gratuita, mesmo que isso significasse ter que seguir os planos de outra pessoa sem certeza alguma dos resultados. Caiphas se retirava. – E como... – Respondia na passada. – Ao menos vocês têm algum dinheiro. Eu fui roubado e amaldiçoado. Sempre pode ser pior. – Dava de ombros para o padre.

- Espirituoso como sempre. Diz Caiphas em um tom como se conhecesse Josepj a algum tempo.
- Sim sempre pode ser pior. Concorda o padre olhando para o nada dentro do carro.

Não muito depois partíamos em um carro dirigido pelo segurança do Setita. Farris em especial parecia bem certo de que era possível me livrar daquela situação, o que servia para me tranquilizar. Observava a janela calado durante a maior parte do tempo, mas observando com mais atenção o grupo chegava a uma conclusão. – Estamos a uma câmera e uma garota do filme pornô mais bizarro de todos... Ou talvez sem a garota fosse ainda mais bizarro... – Olhava com suspeita em volta – Algum homo por aqui?... – Se sim – Ops... Sorry mate. -

Não demorou muito para que chegássemos, justamente quebrando uma história que no mínimo me interessava. “Preso por quem? Fugiu de onde? ” Isso ficaria sem resposta provavelmente. – Então esse é o local... – Tentava entrar na onda dos entendidos da situação. – Mas pro coitado do motorista ai que não sabe da situação... Alguém se importa em explicar que local é esse? – Estava confiando que ali havia algo essencial para quebrar a tal maldição, mas não fazia realmente ideia do que estava procurando ou o que poderia acabar encontrando no interior daquela mansão.

- Eu posso sentir os resquicios da magia usada para fazer esse ritual, chamamos isso de Lore, Entropia pura, a arte da decadência e reconstrução, talhando em algo corrupto, provavelmente algum adorador de Lúcifer, chamamos eles de Luciferanos, pouco criativo o nome. Diz Padre Farris dando de ombros.

- Se começou aqui, podemos achar alguma pista, St Jonh é um Tremere, e não vai ajudar sem termos algo para ele, e pelo oq ue você falou, você é pobre. Brinca o demônio olhando para Joseph.

- Os donos parecem prontos para dar uma festa, o que estamos esperando? – Brincava com a aparência do local enquanto me aproximava, dependendo do que fosse dito, de forma mais cuidadosa e atenta. Do contrário entraria despreocupado, as mãos nos bolsos do casaco enquanto apenas observaria o local procurando por qualquer coisa anormal ou chamativa a princípio. Em seguida estendo minha atenção para decorações caso houvesse alguma, talvez houvesse algo de valor que pudesse encontrar. Com sorte até uma arma em potencial esquecida, em caso de problemas mesmo um mexedor de lareira já seria uma ajuda.

Na presença de estranhos instintivamente procuraria me esconder antes de ser notado, e caso estivesse na frente também avisar aos mais atrás com um gesto silencioso para manter posição.(Ofuscação 1)

O segurança estaciona o carro na rua vazia, escura e aparentemente mal assombrada, Joseph teve a impressão de ter ouvido risadas de crianças, e sente um cheiro de terra molhada e cerveja, como na sua casa quando ainda era mortal.

- O inferno é um lugar escuro preenchido com repetição de nossos horrores. Diz o demônio, ele parecer saber do que está falando.

Joe desce e abre a porta para Caipas, que usa uma valise e bengala, coloca um chapéu e casaco pesado, o padre desde fazendo o sinal do pai e do filho e esprito santo invertido, uma zombaria a santidade.

As feridas de Joseph começam a formigar e ele ouve pequenas riadinhas e algo dentro dele parece esta furioso e com medo ao mesmo tempo.

Joe o segurança pega uma espada do porta malas;
- Nunca se sabe. Diz o guarda costas para Joseph. - Talvez precisaremos de uma faca para manteiga. Diz se referindo a espada, quebrando o clima tenso.

- Entramos todos juntos ou nos separamos? Indaga o padre com um certo receio no olhar.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Tempestade Do Século

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum