New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Fev 19, 2018 9:41 am

Vallek Morton
- PDS 8/14
- FDV 7/7  
- Vitalidade Ok

A mente poderia pregar peças e Vallek não acreditou em seus olhos ao ver Elizie, poderia ser uma miragem devido o cansaço de muito tempo longe dela, a abstinência, a falta de Elizie poderia esta fazendo o vampiro delirar, mas então porque Allen também pareceu ter visto. 

Allen : - Parece que temos reforço...

Allen disse apenas isso enquanto pegou uma faca na cozinha e um cabo de madeira para preparar uma estaca enquanto fumava um cigarro. 

As palavras de Allen foram ao mesmo tempo vagas, mas deixaram uma dúvida na mente de Vallek. Mesmo assim o malkaviano já estava ciente de que iria verificar o que o Bando Insight estava fazendo, Vallek se lembrava deste bando e sua principal função era angariar informações, espiões valiosos com a Nosferatu Tin Can infiltrada no sabá entre outros vários contatos espalhados em New Jersey. O vampiro avançou para fora e percebeu que o bando estava amontoado no celeiro, pareciam conversar algo, Allen veio atrás mas não parecia ter pressa, já havia afiado duas pequenas estacas usando a madeira dos talheres da cozinha que mais pareciam flechas agora. Vallek caminhou rapido pois havia um grau de instabilidade em suas ações, a jovem Elizie se ergueu da cerca e sorriu com o seu olhar enigmático e seu jeito místico que envolvia a sua volta, era como se ela emanasse uma aura negra bem peculiar, da aura, se materealizou nada menos do que o magi da manta azul marinho do qual Vallek por tanto tempo foi perseguido, essa obsessão de Adonnis por Vallek um dia iria acabar ?

Adonnis : - Eu só vim para traze-la até você, eu senti que você sentia falta dela. Ela será mais util do seu lado. Sua missão é importante, não se esqueça de que meus Asseclas estarão auxiliando vocês de longe, o inimigo é bem mais poderoso do que um kilo de C4 pode impedir, mas eu sei que se você foi poderoso o suficiente para me vencer, será mentalmene capaz de resistir a ELE. 

A imagem de uma criatura gigantesca se formou na mente de Vallek, um trovão rasgou os céus e a imagem que estava na mente refletiu no relampago para que todos pudessem ver. Allen adimirado acabou deixando as estacas caírem no chão. Elizie esbravejou "O que é isso" com olhos interrogativos, mas Vallek e Adonnis sabiam que esta era a entidade que seria destruída por meros kilos de C4 ? 


Talvez Adonnis estivesse apenas amedontando Vallek ou quem sabe ele realmente acreditasse no potencial tenebroso de Vallek uma vez que todas as investidas de controle mental de Adonnis sobre o malkaviano fracassaram. Ainda assim Vallek poderia se perguntar como seria realmente possivel que Malkav tivesse dado a esses 13 vampiros a míssão de derrubar um ser desse nível.


Última edição por Beaumont em Seg Fev 19, 2018 4:03 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Fev 19, 2018 10:19 am

Herick Draven
- PDS 11/15 
- FDV 4/7  
- Vitalidade Ok

Herick apenas acentiu com a cabeça o pedido de Elisha, dificilmente o Caitiff negaria uma ordem de sua mentora, senhora e amada Elisha. A Malkaviana tinha um nível de controle sobre o vampiro que beirava o absoluto. Ele subiu no caminhão enquanto C2, o cabeludo e incredulo Malkaviano de vestes de granola deu partida no caminhão enquanto gingava em um som baixo de murmuro que saí ade sua boca. O objetivo da dupla era escoltar Herick até a entrada da floresta, isso não levou mais que 30 minutos em uma viagem rapida de 60 km e a dupla finalmente estava em seu objetivo. A entrada da floresta. C2 então apenas esperou que Herick saísse do veiculo, não houve dialogo entre os dois, Herick observou a estrada vazia da área rural e a entrada da foresta, a floresta foi a mesma que Herick apredendou com o espirito de Kull a relembrar a sua verdadeira herança gangrel esquecida, apesar de Herick ser um Caitiff por escolha ele sabe qual é sua herança miséravel que provinha do maldito Viper, ele era um gangrel que negava sua linhagem. Herick ainda assim conseguiu desenvolver sua metamorfose enquanto desbravou sua herança com o espirito em questão, naquela mesma floresta Herick teve um dos seus maiores confrontos com Viper, que levou a quase morte dos dois e a captura de Herick pelo Sabá. Herick tinha muitas lembranças das florestas do Apalache. 

Ele avançou e adentrou a floresta silenciosa com bastante velocidade, ele conseguiu ganhar tempo devido ao poder da sua disciplina. Percorreu muitos metros até finalmente avistar os primeiros indicios de que estava se aproximando do refugio de Elisha, uma mansão no meio da floresta. Pelo ar não era dificil identificar uma mansão no meio da floresta mas seguindo por terra era um pouco mais complicado, porem para Herick que conhecia bem aquelas terras não foi nada dificil achar a mansão de Elisha. 

O local podia ser abandonado, mas Elisha tinha um grupo de carniçais modificados por Vicissitude de Kane que cuidaram da mansão em sua ausencia. 



Essas criaturas receberam Herick de forma amistosa e submissa, as criaturas serviam tanto a Herick quanto a sua senhora devido a próximidade que Herick possuía com o sangue de Elisha, ele entrou na grande mansão e se lembrou do tempo em que passou com a ancião logo após o incidente da invesão da seita sabá e o quanto ele a ajudou no despertar de Malkav e na criação do Culto a Gehenna. A mansão possuía vários quartos (um total de 10) e muitos comodos que se dividiam em dois andares e mais o subsolo onde Kane realizava suas experiencias. No topo do andar 2F estava o helicoptero de combate Russo comprado pelo Príncipe Russo de New York Sergei Mikas. O helicoptero tinha capacidade para comportar 2 mísseis e duas turretas com munição de 5.56mm própria para derrubar veiculos e estruturas blindadas. 




Herick Teste de Percepção + Sobrevivencia Diff 5. = 3 Sucessos

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Undead Freak em Seg Fev 19, 2018 9:49 pm

— Parece que temos reforço...

Esse comentário de Allen descarta totalmente a possibilidade de ser uma miragem, uma ilusão ou uma manifestão visual de alguma “mensagem” direcionada unicamente a mim. Por alguma razão, a visão de Elizie naquele momento é algo que começa a me incomodar. Sinceramente não sei como a presença dela poderia ser algo ruim para mim, mas algo ali parecia não estar certo.

—É... Veremos.

Allen foi até a cozinha e, com um cabo de vassoura e uma faca comum, começou a providenciar algumas estacas. Sinceramente não reparei muito porque a visão da janela me tomava toda a atenção. Seria algo dos Sabás? Alguma brincadeira de mau gosto?

Esses filhos da puta não param de conspirar um minuto?!

Conforme caminhava eu senti uma alteração na forma que eu me movia e falava. Era ira, sem dúvidas. Eu estava instável, fazendo um grande esforço para não fazer nenhuma merda. Lembranças sobre o bando e seus membros vinham a minha mente. Eram bons em espionar e coletar informações. Me lembrava de Tin Can e outros contatos... Isso só tornava o bando um perigo ainda maior para se ter ao lado. Tudo isso me deixava ainda mais desconfortável.

Porra...

Quando estava prestes a alcançar o grupo que estava no celeiro, ninguém menos do Elizie pulou a cerca e sorriu para mim, de uma forma enigmática, típica dela. Não retribuí o sorriso, tampouco esbocei qualquer sentimento positivo. Havia uma névoa negra ali com ela. Algo não me deixava à vontade, e logo vi o motivo. Adonnis era a aura negra, que agora tomava a sua típica forma humana – o mago azul.

— Eu só vim para traze-la até você, eu senti que você sentia falta dela. Ela será mais util do seu lado. Sua missão é importante, não se esqueça de que meus Asseclas estarão auxiliando vocês de longe, o inimigo é bem mais poderoso do que um kilo de C4 pode impedir, mas eu sei que se você foi poderoso o suficiente para me vencer, será mentalmene capaz de resistir a ELE.

— Poxa! Obrigado, amigão! – respondi sem sorrir ou tampouco acrescentar nenhum sentimento. A resposta foi uma ironia catatônica.

Isso foi imprudente ao extremo. Trazer uma criança a um grupo destinado a caçar e destruir alguém como Dagon? Claro, Adonnis agora é amiguinho de Malkav, e então ele e seus asseclas não fariam nada para me prejudicar – não de forma aberta e declarada, pelo menos. E que diabos foi essa tentativa de piada com o C4? Ele realmente me acha tão estúpido assim?

— Não se preocupe com o C4. Acho que podemos tentar algo mais sábio, como um traidor infiltrado? – Eu sorri dessa vez e de um jeito bem amarelo. Não mentia, pois falava de Sanders; ao mesmo tempo, me perguntava se Adonnis realmente tinha alguma boa ação em me trazer Elizie. Confesso que agora me perguntava duas coisas: Será que foi uma boa ideia abraça-la? O que ela andou conversando com esse mago cretino na ilha?

— Venha... criança – olhava Elizie nos olhos, de um jeito frio e até mesmo hostil — É hora de irmos.

Me virei e saí de perto do mago. Era terrível para mim manter essa frieza, pois a verdade é que eu amava Elizie e, vê-la do meu lado, naquele momento, me trazia uma paz de espírito indescritível, mas também era um momento inoportuno e perigoso. Tratar de uma criança naquele momento?

Será que eu sou algo para ela?

Uma voz me dizia em minha mente “Destrua ela. Se a ama, guarde-a dentro de ti... para sempre!”. Tive de lutar contra essa voz e acredito que terei de lutar contra muitas outras. A noite está longe de acabar.

– Eles merecem morrer. Eles todos merecem morrer...


_________________
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por mitzrael em Ter Fev 20, 2018 12:31 am

Herick chegava ate a mansao , no caminho muitas lembranças vinha em sua mente mas isso so dava mas força para ele não desistir seus planos .

Herick olhava para grande porta da mansao ainda nos degraos e aos poucos vinha tomando sua forma e assim ele abria a porta e via os carniçais de sua mentora .

pensando : Eles sao o reflexo da mente doentia de sua mentora , se pode se rolaria uma lagrima , será que sera esse o futuro da humanidade ? vou fazer de tudo pra nao aconter isso , quem diria escorpiao de prata dando uma de heroi , preocupada com o mundo quem diria , mas nesse mundo de loucos so um maniaco pra ajudar .

Esse seres ate poderia de ser de ajuda .


Herick : carniçais quero que seis de vcs venham comigo temos de ajudar sua senhora , temos uma guerra pra travar .

Herick ia pro helicoptero e pegava 6 caixas de municoes de 5.56mm e 2 mísseis se sentava , ageitava os comandos e esperava seus passageiros e depois ia buscar seu parceiro no caminhao e pegava as bolças com a C4 .

Preparado pra iniciar uma guerra contra quem ai e um misterio .

Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bad em Ter Fev 20, 2018 5:19 pm


- Eu não sabia que você era um homem tão talenteoso ! 

- Há muitas coisas que você não sabe ainda moça, mas tenho certeza que sabe muito mais de mim do que sei de você.


Tom sabia manter o charme idependente da situação, não tinha porque ficar nervoso, pelo contrario isso era uma nova situação, e tom amava situações e novos eniguimas.

Condado : - A muito tempo eu não te via Halley. Espero que tenha sentido a minha falta, vive esse mundo sozinho foi cruel demais para mim. Você já fez a mudança então...

Tom olha para Condado enquanto ele pega na mão da moça que automaticamente se sente triste, tom não se segura e acabar por falar algo talvez não propicio, de forma como um bom bohemio que é não pode evitar de pensar, enquanto olhava pra moça desferia uma frase rapida em meio aquela cena

- Pelo que vejo não estava tão sozinho, e muito menos o mundo foi cruel não é mesmo? hahahha. Desculpe não quis atrapalhar o raciocínio, pode prosseguir
 
- Condado passou por muita coisa. Mas ele está bem agora. Como vocês se conheceram ? Foi antes ou depois de você ter você ter sido traido por Antony e ser levado para a cort
e da Camarilla ?

- Condado não lhe contou ? Fui um escravo dele por muito tempo, admito que gostava daquilo, mas sim, foi bem antes de eu mesmo ter meu proprio poder, e como assim traido por Antony, não foi bem essa a historia que foi contada todos esses anos, afinal, como você esta vivo Condado ?


Tom apesar de estar em uma situação extremamente adversa do que imaginou, ainda tinha seu espirito, ele falava toda essa frase enquanto olhava o salão atraz de uma das outras moças que estavam ali até então somente voltando o olhar para condado na questão final de sua fala.

- A corte da camarilla é algo que eu não me importo, eu me identifico, e dai posso bem me divertir na cidades... Mas por que esta aqui depois de tanto anos Condado, e agora eu me pergunto, aonde é o "aqui?" 

Tom nesse momento estava encostado na cadeira, olhando para o Rosto de Condado esperando sua resposta.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 26
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Fuuma Monou em Qui Fev 22, 2018 9:16 pm

Keyla ouvia o que eu tinha a dizer, mas não me respondia. Certamente havia um motivo para tudo aquilo, disso eu não tinha dúvida, mas somente a Ductus poderia me dizer. Assim, seu silêncio me é insuportável, em especial naquele momento, quando que acabei de ser ridicularizado por Elisha. Meu sangue "ferve" a cada passo que damos em total silêncio. Me permito ter uma ação mortal, inspiro fundo tentando de todas as formas acalmar-me e manter minha mente alinhada para o que virá. O vento bate em meu corpo, jogando minha roupa de encontro a pele. Não há mais a Líder Malkaviano para entorpecer meus sentidos com o ódio, portanto a dor retorna. Os músculos de minha face se contorcem em resposta à fisgada sentida após todos os nervos do meu corpo serem tocados pelo tecido.

Neste momento percebo que Keyla diminui o passo. "- Finalmente você dirá algo..." - Sem muitos detalhes a Cainita me conta sobre o que levou-a a trazer Madson para o nosso lado. Ela precisava de uma protetora. Aquelas palavras me pegam de surpresa. Embora eu tenha visto perfeitamente como a Ductus está debilitada, saber que ela precisou de um segurança e usou uma mortal - que só tem algo 'a mais' porque eu permiti - em tal função é mais do que prova da limitação de seus poderes atuais. "- Você está mesmo lascada, não?" Alias, quem sou eu para pensar algo do gênero? Estou todo ferrado, meu corpo dói com o menor movimento, sentir que um vento pouco mais forte baterá no meu rosto já leva meu corpo a contrair com a ideia de sentir dor... "- Estamos todos lascados..." Apesar disso, não vejo Keyla dando um passo sem sentido... há algo mais que a Ductus não está me contando. Isso é uma certeza.

A Espada está se desfazendo por toda a América. Samus sumido, o que não é novidade, mas Altobello não ter dado nenhuma notícia só me joga numa fossa ainda maior. Nossa tentativa de ida à New York foi um desastre sem sentido. Mais uma falha para o meu currículo como Ductus. Na verdade, mais uma nota para colocar em meu caderno mental. Tudo aquilo foi um desgaste que nos levou para um buraco mais e mais profundo.... até o ponto em que estamos. O silêncio toma conta do lugar novamente assim que nos aproximamos do celeiro. O tal de Herick está se fartando com os animais, que foram empilhados em um dos cantos. Tendo a certeza de que Keyla não falará mais nada na presença de um dos soldados de Elisha, me ponho a alimentar-me com tudo o que for possível. Nihrrtak parece ter separado alguns animais para mim, usando de seus poderes para moldar seus corpos de forma a facilitar a alimentação.

Ainda não confio no Tzmisce, mas qualquer coisa para não sentir dor. Procuro na face do Vampiro qualquer sinal de que ele possa estar tentando algo contra mim ao separar aqueles animais. Embora seja complicado ver qualquer sentimento no Tzmisce, me concentro em seu rosto e gestos corporais a procura de algo suspeito (Empatia). Se ele me olhar, esboço um sorriso, levanto um dos corpos como em agradecimento e bebo o interior, se eu não perceber algo suspeito. O vitae escorre docemente por meu interior, passando por minha língua e escorrendo pela garganta. Sinto-me menos cansado. O mundo é esquecido por completo, só existe o sangue que agora nutre meu corpo debilitado.

Herick sai do lugar e Keyla volta a falar. Seu plano é algo que daria certo para Darko fazer. Sumir da vista dos Malkavianos à primeira oportunidade e procurar uma Inquisidora em Detroid. Faz sentido para a situação do Bando, com a Ductus e Eu completamente ferrados. Não seria difícil acreditar se um de nós morresse durante o combate, ainda mais sabendo que eles nos usarão como linha de frente.

- Acredito que esta seja a melhor estratégia, vendo nosso estado. Havendo a possibilidade não hesitarei em cumprir a missão, mas não sei quem se sairia melhor entre nós para fazê-lo, então acredito que o destino decidirá no final quem seguirá atrás de Lady Lucy. - Me lembrava da inquisidora durante meu primeiro momento no território de Samus. O Nosferatus SM havia a apresentado para mim. - Não creio que eles prestarão atenção em como nós morreremos, desde que morramos. Contudo, você disse que estão atrás deles... então não demorará muito para os demais encontrarem esses Loucos, e certamente a Inquisição estará entre eles. Você entende o que quero dizer? - Espero pelas palavras da Cainita. - Diga-me, você faz alguma ideia de como encontrar esta Lucy e algo que possa ser usado para convencê-la de quem sou? Ademais, o que você calcula que ocorrerá com aqueles que ficarem? - Minha preocupação é exatamente com Lars... não estou gostando da ideia de me separar da Gangrel novamente, principalmente por ter ideia do que Elisha reserva para nós.

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 29
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Fev 26, 2018 7:53 pm

Rugall Salles
- PDS 8/10 
- FDV 6/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)


Concentrada no raciocinio de Rugall a moça manteve o seu semblante uniforme, é claro que isso não duraria muito tempo considerando o fato do ambiente estar agradável e isso ser um ponto extremamente positivo para a conversa que seguia, toreadores eram famosos por não deixarem de admirar a beleza e seu significado nas mais diferentes formas, Rugall por exemplo agradava bastante a toreador pelo visto. 

Meg : - Eu aceito seu acordo "sócio". 30% , mas com a condição de que eu envestirei de forma a obter 100% de lucro em um triênio. Se isso não acontecer eu estarei fora. Não que eu duvide de suas habilidades financeiras mas... Estou a fim de lhe dar um bom desafio ! 

Nada melhor do que ter uma linda modelo, esperta o suficiente para saber lidar com dinheiro. A modelo tinha mais de dois séculos de vida e era uma das aliadas mais bem sucedidas de Elisha Hurley, as duas sabiam muito sobre negócios, dinheiro e o ramo do entretenimento. O que levou a conversa a outro nível mas sem perder muito o foco. 

Meg : - Sim, na verdade Newark era uma cidade da Elite. Jersey City, Newark e Elizabeth eram as 3 cidades mais badaladas de New Jersey até 2010. Muito antes de toda a loucura do desaparecimento de meu Sire, Julius Strauss e antigo príncipe de New Jersey. nós tinhamos clubes, casa de jogos, prostibulos da elite e outras casas high society que faziam pareo com grandes estruturas de New York. Hoje, Newark é uma cidade fantasma, as industrias ainda existem assim como as grandes corporações, mas todos vivem com medo de uma nova atividade da Raiva Rubra. Centro de Controle de Doenças nas ruas, nada disso parece ajudar New Jersey a voltar a ser o que era antes. 

O rumo da conversa mudava um pouco, Meg não podia deixar de demonstrar uma certa tristeza que cortava o coração do vampiro Tzmisce. 

Meg: - Por enquanto, quando eu quero ter uma noite de folga, eu pego um Táxi aéreo para New York, há muita coisa interessante lá, você deveria experimentar as vezes, ou os Tzmisce são tão recluso em suas cavernas a ponto de nunca deixarem a sua cidade natal como o "Drácula" ahahaha ! 

Meg era espontanea, ainda que de maneira educada, ela nunca falava alto e até mesmo sua risada era bem sutil. Os dois aproveitavam para admirar o resto da noite, na sacada do hotel drake. 




Rugal escreveu:Rugall teste de Manipulação + Labia Diff 6. = 2 Sucessos

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Fev 26, 2018 8:41 pm

Vallek Morton
- PDS 8/14
- FDV 7/7  
- Vitalidade Ok

A visão de Elizie ali a sua frente era uma tortura e uma benção ao mesmo tempo mesmo. O coração de Morton voltava a funcionar mesmo que simbolicamente toda vez que o objeto de sua obsessão estava perto, era ela. Ele tinha certeza no exato momento em que estava com ela, se fosse uma cópia ou uma ilusão ele perceberia, ninguém o enganaria nem mesmo o tão habilidoso e ardiloso Magi de capa roxa e cicatriz azulada. 

Morton nunca teve a chance de ver Adonis de frente sem que ele estivesse tentando manipular sua mente com alguma magia ou tentando rasga-lo com outra. Era a primeira conversa civilizada que teriam em muito tempo e pelo visto tudo iria muito bem. 

Antes que Vallek percebesse, Allen estava com aquele seu sorriso psicopata segurando a estaca na mão e limpando a unha cheia de sangue seco com a pontiaguda e afiada ponta de madeira, ele tinha certeza que no mais breve vacilo de Adonnis ele certamente usaria a rapidez para vingar a fúria que ele tinha pela morte de Annabelle, Nathaniel e quem sabe de William se de alguma forma Adonis fosse culpado. Adonis percebia o clima e se mantinha distante o possivel, uma aura negra exalava do corpo do Mago. Algo que seria melhor explicado como uma força que pressionava o corpo de todos para baixo de maneira sutll. 

Vallek escreveu:— Não se preocupe com o C4. Acho que podemos tentar algo mais sábio, como um traidor infiltrado?

Adonnis : - Me diga você...Seus planos quase destruíram os meus no passado. Você é bom em estragar as coisas dos outros. 

Apesar da rixa entre os dois, ambos estavam na defensiva. Elizie caminhou sem hesitar com um pouco de empolgação até Vallek e abraçou o seu flanco, ela já não tinha mais o calor de uma humana, ela era de fato uma criança da noite outra vez. Pouco antes dos dois se dispedirem Adonis fala antes de seu corpo se esvaecer outra vez em uma grande massa no meio da terra enquanto sua capa purpura caía ao chão. 

Adonnis : - Você pode não acreditar, mas Malkav põe mais crença na sua inteligencia do que na própria Anciã. Eu sei que sua mente é impressionante, não a disperdisse morrendo. 

A habilidade de Adonnis em desapaeces era impressionante, não se podia mais sentir sua presença. Ele parecia ter mesmo se fundido a terra no chão. Allen demonstrou um pouco de ódio, mas se conteve em se virar enquanto tomou a iniciativa de caminhar em direção ao comboio onde o motorista malkaviano do cabelo Black Power buzinava para reunir o grupo. 

off: Continua no post seguinte




Danio Benneti 
- PDS 7/14 
- FDV 1/7  
- Vitalidade -2 Ferido Gravemente Agravado

A ductus havia dado as intruções para a nova ação de Danio e o restante do grupo, aquela era a única forma de se ter alguma esperança, já que Danio não tinha tanta convicção de que o grupo dos malkavianos de fato estavam preocupados com os membros do Sabá. Enquanto conversavam, o La Sombra ainda desconfiado observou  trabalho do Tzmisce, ele havia costurado os animais de forma que bolsões de sangue ficassem localizados no corpo dos animais ao ponto de que ao se rasgarem ou sugarem, uma grande concentração de sangue pudesse ser aproveitada uma forma eficaz de se armazenas sangue de uma fonte, é claro que feito em um mortal faria com que o ser humano parecesse ter várias bolhas ao longo do corpo mas isso permitiria que o mortal pudesse se parecer com um deposito de sangue ambulante extremamente eficiente. Os bolsões ajudaram Danio a aumentar o nivel de sangue em seu corpo, Danio não achou estranho uma vez que a maioria dos Tzmisce eram completamente doentes com o fato da eficiênciar vir em primeiro lugar, não importando o quão doente uma coisa possa parecer. Enquanto isso Keyla dava continuidade ao plano. 

Keyla : - Você precisará encontrar algum Oasis ou quem sabe o Templo de Stonage, localizado no suburbio da cidade, Não é dificil de encontrar Stonage. Uma vez que você encontrar, alguém poderá te dar a localização de Lady Lucy. 

Nesse momento Lars e Madson, armadas com um fuzis e pistola respectivamente acenam para o celeiro onde eles estão, cortando assim a fala de Keyla. 

Keyla : -  Você já sabe o que fazer. O resto é com vocês, como você disse, talvez Nirhtak também tenha que tentar. 

Keyla dizia enquanto se dirigia ao local apontado por Lars...

off: Continua no post seguinte

Danio escreveu:Danio teste de Percepção+Empatia Diff 6. = 4 Sucessos
Danio teste de Percepção + Prontidão Diff 8. = 1 Sucesso

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Fev 26, 2018 8:57 pm

Vallek Morton
- PDS 8/14
- FDV 7/7  
- Vitalidade Ok


Danio Benneti 
- PDS 7/14 
- FDV 1/7  
- Vitalidade -2 Ferido Gravemente Agravado


Carl 2 finalmente voltava com o comboio, aparentemente ele havia saído com o guardião de Elisha Herick Draven para pegar o helicoptero de guerra como parte do plano de Vallek Morton. Elisha, Lars, Madson foram as primeiras a se aproximar do caminhão. Madson e Lars estavam armadas e usavam o uniforme camuflado azul dos marines. Não demoraria muito para Vallek, Allen, Elizie e Purple também se reunissem em volta do comboio, Hamlim estava amordaçado e amarrado no fundo do comboio, havia também uma jaula com uma estranha e gigantesca criatura a hibernar no fundo do caminhão. 

Elisha : - Mais alguma coisa ? Estão prontos ? Herick fará nossa cobertura por ar, eu tenho um plano para inibir a percepção de nossos inimigos enquanto estivermos no comboio, assim que saírmos posso manter 4 de vocês a minha ofuscação, quem tiver essa disciplina faça útil agora. Os que não se juntem a mim quando eu sair. Vallek, você liderará o caminho que o piloto fará, fique de co-piloto do comboio. você nos levará até Dagan. Se estiverem prontos, partiremos. 

Elisha dizia usando a roupa militar e sua versão negra de disfarce. 


_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Fev 26, 2018 9:41 pm

Herick Draven
- PDS 11/15 
- FDV 4/7  
- Vitalidade Ok

O vampiro estava preparando todo o equipamento necessario para o combate. Encontrou algumas caixas de munição para as metralhadoras 5.56mm, o total levaria mais de 3 mil balas em rolos que serviam para compor o estoque da metralhadora em questão. O vampiro ainda conseguiu levar consigo mais dois misseis apesar que para recarregar o helicoptero, o processo deveria ser manual e necessitaria de um pouso antes que os novos misseis fossem re alocados. Depois de preparar tudo Herick subiu a bordo, o helicoptero mesmo pesado ainda conseguiu comportar alguns carniçais que se acomodaram em uma grande roda na parte de trás do helicoptero, não sobrando muito espaço ou peso para mais alguém em adicional. 

Herick então levantava voo seguindo para o sítio em Sussex para poder seguir o grupo em direção ao local designado da missão, já fazia um tempo que o vampiro não pilotava um helicoptero, suas habilidades porem ainda estavam em alta, o vampiro tinha visibilidade do céu naquela noite de céu limpo. Ele abriu o comunicador e entrou em contato com o piloto do comboio, o estranho C2. 

Carl 2 : - Diga aeh, escorpião ! Nós vamos entrar na floresta do Piomont, você perderá nosso contato visual em alguns minutos devido o poder da ofuscação de Elisha mas não se preocupe , fique nas redondezas que nós arrumaremos um jeito de dar um sinal ! 

Como havia sido dito, não demorou muito para que o caminhão que levaria o grupo desaparecesse misteriosamente no meio do nada, Herick tinha uma visão quase completa da floresta e do sítio, mas o que mais lhe chamou a atenção foi um bip no mapa de bordo do helicoptero. 3 pontos vermelhos sinalizavam que algum veiculo aéreo vinha das direções, norte, leste e oeste. A velocidade com as quais esses pontos seguiam mostravam que não pareciam ser helicopteros e sim aeronaves. 

Herick escreveu:Raciocinio + Condução Diff 8. = 2 Sucessos

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Fev 26, 2018 10:29 pm

Tom Halley
- PDS 14/14
- FDV 4/5
- Vitalidade OK

Halley aproveitou o momento para se aproximar mais da moça e de Condado. A moça de longos cabelos negros, usava um vestido extremamente curvilineo em seu corpo. ela não parecia americana a uma vista mais analitica. A mulher era madura mas era extremamente bonita e de uma incrivel etiqueta. 

Tom escreveu:Pelo que vejo não estava tão sozinho, e muito menos o mundo foi cruel não é mesmo? hahahha. Desculpe não quis atrapalhar o raciocínio, pode prosseguir

A moça nada diz mas seu sorriso revela que ela estava gostando das palavras de Tom Halley da mesma forma do que antes. Os três se sentavam a mesa, Condado parecia até o momento tranquilo com o rumo da conversa da mesma forma que Tom e a moça que se apresentou como Anette Yank. 


Conforme Tom revelava um pouco mais sobre o que aconteceu com sua vida pós abraçado as coisas foram tomando um rumo, Tom ainda olhava para o salão onde via a moça japonesa e a loira dançarem com outros homens, um par de velhos de cabelos brancos e com jeito de que não viveriam muito tempo. 

Tom escreveu:
- Condado não lhe contou ? Fui um escravo dele por muito tempo, admito que gostava daquilo, mas sim, foi bem antes de eu mesmo ter meu proprio poder, e como assim traido por Antony, não foi bem essa a historia que foi contada todos esses anos, afinal, como você esta vivo Condado ?

Condado : - Pelo visto Anthony nunca te contou a história completa. Esse pode ser mais uma letra de Jazz na sua pós vida. 

Condado parecia empolgado com o que iria dizer. 

Condado : - Anthony e eu já fizemos parte do mesmo circulo, tinhamos objetivos semelhantes, Harpias. As harpias detem todo o conhecimento do que acontece dentro do Elisio de uma cidade. Se os nosferatus são bons com informações alheias, as harpias são boas com as informações do que acontece nos bartidores da corte noturna em uma cidade. Mas Anthony queria todo o merito pra ele. Ele tinha de querer, acabou com a minha reputação, me fez parecer um traidor, me tirou tudo, inclusive você...

Anette : - Tadinhooo ! - A moça aproveitava o momento para consolar o vampiro, ela tinha a pele quente, talvez não fosse um vampiro como eles, se fosse saia muito bem esconder sua natureza morta viva. 

Condado : - Você viveu uma mentira Tom ! Você Não era o meu escravo, eu estava te fazendo carniçal para um dia você ser um vampiro com conhecimento de eras. Eu precisava da permição do príncipe para te abraçar, ele te roubou de mim e agora ele vai pagar... Como vai ! 

Condado era mais frio e meticuloso do que impulsivo, suas palavras refletiam sua vingança pessoal velada. Mas misteriosamente, ele não responder a ultima pergunta de Tom. Onde Tom estava ?

Teste de Aparencia + empatia Diff. 7 = 1 Sucesso

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Undead Freak em Ter Fev 27, 2018 4:38 pm

- Me diga você...Seus planos quase destruíram os meus no passado. Você é bom em estragar as coisas dos outros.

Era estranho. Por alguma razão Adonnis demonstrava uma vontade legítima de me ajudar, e algo além disso... Posso estar enganado, mas o mago que, pela primeira vez, estava ali na minha frente em sua forma humana, demonstrava uma certa admiração por mim. Talvez eu tenha julgado as intenções dele cedo demais – dessa vez.

Nesse momento Elizie correu até mim, demonstrando uma euforia que ela não fazia questão alguma de esconder, terminando por “grudar” em mim, abraçando meu braço de forma carinhosa e cheia de dengo. Não posso descrever em palavras o êxtase que esse ato me provocou.Tê-la ao meu lado me trazia paz e alegria, em uma proporção que um ser humano jamais poderia imaginar. Ainda assim, fazendo um esforço terrível, me mantive totalmente neutro em relação a ela e Adonnis.

- Você pode não acreditar, mas Malkav põe mais crença na sua inteligencia do que na própria Anciã. Eu sei que sua mente é impressionante, não a disperdisse morrendo.

Aquelas palavras confirmaram o que eu suspeitava. De alguma forma, Adonnis alimentou por mim uma certa admiração – ou algo similar. Claro que isso não o absolve de suas outras afrontas a nós. Quando ele se foi, desaparecendo com a mesma facilidade que surgiu, me foquei em Allen. Era a primeira vez que eu o via com ódio, alimentando um sentimento de vingança.

– Eu sei. Eu te entendo. – disse a ele, colocando a mão no seu ombro – Tudo ao seu tempo, meu camarada.

Aquela reação de Allen me fez refletir e, por um momento, me espantei em como eu mudei. Allen não havia esquecido de Annabelle e os outros irmãos que se foram, como Mantus e Nathaniel. Eu amei Annabelle como nunca amei ninguém antes de conhecer Elizie. Desde os dias em que eu era um tolo e ingênuo mortal, amei aquela vampira maravilhosa que me fez seu carniçal e, posteriormente,  sua criança. No entanto, nas noites atuais, os dias de Annabelle me soam incrivelmente distantes, quase como um sonho que na verdade não aconteceu.  Allen era a evidência de realidade daquelas noites. Allen foi tudo o que sobrou daquela época.  Ele ainda alimenta um desejo de vingança contra Adonnis pela morte final de Annabelle e dos outros, enquanto eu fui capaz de conversar com o assassino da minha criadora de forma fria e indiferente.  Como eu mudei tanto assim?

Uma buzinada de outro dos nossos chamou a nossa atenção. Era o sinal de que Elisha nos reunir.

– Fique próximo de mim, Elizie. Vamos enfrentar algo muito pior que uma gárgula dessa vez.

Enquanto caminhávamos, me vi perdido nos pensamentos do passado mais uma vez. Primeiro foi Annabelle, depois Lucy e agora minha criança, Elizie, que me afetou mais do que todas as outras. Que merda acontece comigo, afinal?
Ao lado do comboio que retornava, estava Elisha, Lars e Madson. Carl 2 estava no volante. Aparentemente eles haviam pego um helicóptero, como sugeri.  Percebi que o tal Hamlin estava amarrado e amordaçado ao lado de uma criatura desconhecida que compartilhava com ele o fundo da carroceria do caminhão. A criatura parecia um monstro criado pela arte dos Tzimisce. Fiz uma rápida nota mental sobre isso e me virei para Elisha quando ela começou a falar.

- Mais alguma coisa ? Estão prontos ? Herick fará nossa cobertura por ar, eu tenho um plano para inibir a percepção de nossos inimigos enquanto estivermos no comboio, assim que saírmos posso manter 4 de vocês a minha ofuscação, quem tiver essa disciplina faça útil agora. Os que não se juntem a mim quando eu sair. Vallek, você liderará o caminho que o piloto fará, fique de co-piloto do comboio. você nos levará até Dagan. Se estiverem prontos, partiremos.

Liderar? Ah, que ótimo...

Eu não gostei da ideia de liderar. Nunca tinha feito isso antes. Eu sou bom em fazer o trabalho sujo. Sempre foi assim. Enfim, sempre tem uma primeira vez para tudo, não é? Apesar de  não gostar da tarefa, não disse nada. Farei o que tiver de fazer.

– Por mim estou pronto.  Quem tiver de fazer algo, faça rápido. Vou esperar cinco minutos para que todos possam se preparar,e então partiremos.

Fui até Elisha com um olhar interrogativo e, então lhe disse em um tom mais informal:

– É estranho te ver assim... Nada mal, na verdade, mas sinto falta das asas.

Nessa voltei a olhar para Elizie e comecei a acariciar os seus cabelos. Estava preocupado com ela.

_________________
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por mitzrael em Ter Fev 27, 2018 7:45 pm

Herick via que ainda estava afiado em qualquer tipo de veiculo e ficava mas feliz que seu plano estava dando inicio .

Carl 2 : - Diga aeh, escorpião ! Nós vamos entrar na floresta do Piomont, você perderá nosso contato visual em alguns minutos devido o poder da ofuscação de Elisha mas não se preocupe , fique nas redondezas que nós arrumaremos um jeito de dar um sinal !


Ok estarei esperando o seu sinal , fiquem atentos a qualquer emprevisto .

Herick seguia com seu plano e tudo ficava ainda melhor agora que se encontra sem sinal de seus supostos aliados , poderia ser uma oportunidade de agir melhor ? mas algo chamava atenção de Herick uma luz piscava logo ele via a rasao .

Entao estao me seguindo , que droga ja começou a complicar , ja no inicio , mas vamos sair dessa .

Herick manobrava para ir mas baixo pra sair do radar de seus perceguidores , ficando assim um pouco perto das arvores em uma distancia favoravel .

Vamos ver se eles sao bons , se nao vou ter de ir pro blano "B"

Herick olhava para os caniçais

se caso eles ainda viecem em meu encalço vou ter de emprovisar , ei quero dois de vcs prontos pra atrar os avioes detruem eles e voltem pra ca , nao podem falhar nossa mestra precisa de vcs vivos entenderam ? fiquem atentos ao meu comando .

Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bad em Qua Fev 28, 2018 5:34 pm

- Anette é um belo nome, Uma coisa eu tenho que assumir Condado, você sempre teve um ótimo gosto, talvez não tanto quando escolheu o parceiro para seus planos.

Tom se inclina pra traz, demostrando-se já relaxado com a situação, apesar de não ser algo bom, na mente de bom parecia algo simples. **uma traição aqui, uma mentira ali, algo comum, agora eu me envolvo aqui ou volto a ir tentar entender o que malkav estava querendo me mostrar? Vou ver até aonde Condado esta disposto a me contar.**

Condado : - Você viveu uma mentira Tom ! Você Não era o meu escravo, eu estava te fazendo carniçal para um dia você ser um vampiro com conhecimento de eras. Eu precisava da permição do príncipe para te abraçar, ele te roubou de mim e agora ele vai pagar... Como vai !


-Pelo jeito ainda tem algo que você não me contou, como pode ver, não estou em nenhuma coleira regida por antony, então não há como pensar que esse roubou foi a única coisa que lhe irrita e faz querer cobrar uma vingança dele.


Tom estava ali para obter informações, não precisava se envolver naquele jogo mas também não queria estar sem informações caso o jogo o envolvesse.

-Olha temos duas coisas ruim acontecendo aqui, primeiro pelo jeito você não que me contar aonde estamos, da mesma forma que eu nem sei aonde estou eu também não sei aonde Antony se encontra, muito menos acho que ele me responderia, até porque já tentei contato com ele sem sucesso. Então temo que não poderei te ajudar.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 26
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Qua Fev 28, 2018 7:15 pm



Another head hangs lowly
Child is slowly taken
And the violence caused such silence
Who are we mistaking?
But, you see it's not me
It's not my family
In your head, in your head
They are fighting


With their tanks and their bombs
And their bombs and their guns
In your head in your head they are crying
In your head
In your head
Zombie, zombie, zombie, ei, ei
What's in your head?
In your head
Zombie, zombie, zombie 


Another mother's breaking 
Heart is taking over 
When the violence causes silence
We must be mistaken


It's the same old thing since 1916
In your head, in your head
They're still fighting
With their tanks and their bombs
And their bombs and their guns
In your head, in your head they are dying



avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bahamut em Qui Mar 01, 2018 1:55 am

Rugall gosta do que escuta. Meg aceita a sua proposta e o sorriso no rosto de Rugall é nítido. Com uma reverência Rugall se coloca à disposição da bela vampira

Rugall: - Minha bela dama, será uma honra ter a ti como sócia e espero estar a altura de tão distinta e experiente mulher de negócios.

Rugall presta muita atenção quando Meg fala sobre como eram as três maiores cidades do estado de New Jersey e sente o pesar em sua voz ao saudar os momentos de outrora. Levado pelo momento e procurando evitar que a beldade fique com memórias dolorosas em sua mente, Rugall toma a mão de Meg e ajoelha em sua frente.

Não posso deixar de sentir o pesar em sua voz Meg e não poderia suportar deixar que tais memórias entristeçam esse lindo rosto branco, o que seria uma lástima em uma noite tão agradável. Permita-me ser franco em dizer que tenho interesses em abrir casas noturnas em todas estas três cidades. Casas com ambientes para o rebanho e para cainitas. Sei que o momento é difícil, mas com o incentivo certo e com movimentos precisos, poderemos revitalizar a vida noturna de Jersey.

Rugall mantém seus olhos fixos nos olhos de Meg. Suas intenções são boas e sinceras, mas também são calculadas. A tempos ele não tem uma noite tão agradável e com uma presença tão ilustre. De quebra consegue melhorar o relacionamento com uma possível aliada. Sem soltar a mão de Meg, Rugall suavemente a beija e então se ergue, para soltar a mão dela apenas após terminar a sua sentença.

Rugall: - Espero que goste do que tenho em mente. Talvez eu deva aceitar o seu convite e visitar New York para quem sabe introduzir alguns detalhes de lá.

Rugall então muda de expressão e convida Meg para uma celebração.

Rugall: - Minha cara, a noite está maravilhosa. Tudo está perfeito e estou muito contente em você estar aqui. Assim sendo, convido você a celebrarmos esta bela noite, a ti que sois uma companhia deveras agradável e a nossa sociedade. Houvi dizer que o serviço de quarto deste hotel é inequiparável e ainda estou te devendo um drink. Então diga-me bela, como prefere o seu drink? Masculino? Feminino? Casual? Sensual?
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Fuuma Monou em Sex Mar 02, 2018 5:26 pm

"- Mais uma vez os dados havia sido lançados e está nas mãos do destino mostrar quem será aquele a "salvar" o dia... ou quem sabe o mundo." - Esse pensamento me pega desprevenido. O que nós estamos a fazer aqui, afinal? Keyla diz suas últimas palavras assim que Lars e Madson chegam. Olhar para aquelas duas é algo muito estranho e certamente demoraria para me acostumar com aquilo. Lars é uma guerreira, sempre foi e sempre será, disso não há dúvidas. Mas Madson era somente uma criança que trabalhava como prostituta em um bordel ruim no fim de uma cidade esquecida. Seu jeito 'doce' chama a atenção, mas nunca a conseguiria ver como uma guerreira... somente como a bolsa de sangue que é.. ou era...

- Então vamos fazer o que precisa ser feito. - Digo me aproximando de Lars. Minha mão vai ao seu rosto e o acaricia. - Onde arrumo uma dessas? - Pergunto à Gangrel. Sei que eu meu rosto está estampado a preocupação com Lars, e naquele ínfimo momento não me importo em mostrar minha dor em deixá-la... se é que serei eu o escolhido pelos Deuses para ir atras de Lady Lucy. Rapidamente retiro estes sentimentos de minha mente, mas não minha mão do rosto da Gangrel.

Seguimos até o local indicado por Lars e Madson. Os demais já estavam reunidos no lugar. Procuro algum armamento que eu possa pegar, enquanto Madson e Lars seguiam para perto de Elisha. Aquele parecia ser meu último momento com Keyla.

- Onde ficaremos? - Perguntava para a Ductus.

Elisha escreveu:
- Mais alguma coisa ? Estão prontos ? Herick fará nossa cobertura por ar, eu tenho um plano para inibir a percepção de nossos inimigos enquanto estivermos no comboio, assim que saírmos posso manter 4 de vocês a minha ofuscação, quem tiver essa disciplina faça útil agora. Os que não se juntem a mim quando eu sair. Vallek, você liderará o caminho que o piloto fará, fique de co-piloto do comboio. você nos levará até Dagan. Se estiverem prontos, partiremos.

Esta Vampira Anciã certamente pagará pelo que nos fez naquela noite, mas naquele momento nós dependemos dela. Minha maior preocupação naquele momento é aprender o que for possível sobre ela, pois certamente usarei isso a meu favor para destruí-la no momento oportuno. Eu tenho a certeza de que ela está sendo manipulada por alguém.. descobrir quem é este alguém seria de grande valia.

Valek é posto no comando do comboio. Hamlin era jogado como prisioneiro no fundo...

"- Este imbecil.. ele poderia ter ficado quieto.. ser somente meu bicho de estimação..." - Não havia tempo para pensar nessas futilidades. Vamos partir em pouco, e minha mente tem de estar pronta para seguir a missão dada por Keyla. Agora que já sei onde encontrar a Inquisidora, meu trabalho pode ser mais fácil... mas preciso de toda minha concentração para evitar chamar a atenção dos Malkaviano.

Assim que todos estiverem prontos, me aproximo da Anciã.

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 29
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Ter Mar 06, 2018 12:09 pm

Tom Halley

- PDS 14/14

- FDV 4/5

- Vitalidade OK

Condado : - É uma pena que você não pode me ajudar, seriamos uma ótima dupla outra vez ! Não é mesmo senhorita Yank ?

Yank : - Ou um trio hahaha ! você e essa sua mania de me desconsiderar.

Condado: - Eu, creio que esteja falando a verdade sr. Halley .Não há motivos para não estar. Eu estou tentando te alertar sobre Anthony e Hercules, principalmente sua contra parte Hércules, eu poderia dizer que Anthony é uma harpia e um algoz no mesmo corpo. Grave minhas palavras, Hercules será um problema para você !

E com um piscar de olhos de Tom, Condado desaparece sem deixar rastros . Sua cadeira caiu, talvez ele tenha usado rapidez ou até mesmo o discreto poder da ofuscação para se livrar do campo de visão de Tom. Mas a mensagem foi dada, e implicitamente Tom se lembrou de Dave. Alguns vampiros poderiam ser realmente violentos e a fama de Hercules era bem notável in NY.

Sra. Yank : - Não se preocupe, ohhh Condado você sempre é tão enigmático ! Já que estamos aqui, por que não me conta um pouco mais sobre a senhorita Aislin ?  Por acaso você queria "foder" com ela ?

O sorriso da moça mostrou o quão estranho foi aquele comentário. Anette era o tipo de mulher segura e até então educada, aquele tipo de comentário não parecia muito o perfil dela, além do que, como ela sabia sobre o envolvimento dele com a Ancillae Malkaviana ? Telepatia talvez ? Ou Condado estava vigiando ele a mais tempo do que ele poderia imaginar ...

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Ter Mar 06, 2018 12:35 pm

Rugall Salles
- PDS 8/10 
- FDV 6/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)


Meg : - Sim, faça isso ! Visite, o Asylum em NY ou até mesmo a Masquered, você poderá conhecer os gerentes de lá. Ótimas pessoas e certamente eles possuem uma atenção toda voltada para "nós". 


Enquanto conversavam, Rugall se ergueu para que pudesse trazer alguma coisa para a moça, contudo subitamente ele percebeu um ar de desconfiança da moça quando ele propor um brinde. Ela se ergueu muito rápido e se preparou como se precisasse ir embora.

Meg : - Sinto muito Salles mas acho melhor deixarmos nosso brinde para uma outra noite. Nossa eternidade é longa, mas a noite é curta demais e eu ainda preciso estar em NY amanhã, tenho uma audiência com Breadley esta noite...Nossa quanta coisa ! Mesmo assim, foi muito bom passar algum tempo com você, poderíamos repetir isso alguma outra hora.

O sentimento que Rugall estava sentindo por ela o fazia ter vontade de não deixa-la ir. Os toreadores tinham essa capacidade de ser extremamente agradáveis de se estar. Meg tinha olhos azuis hipnotizantes e um jeito sensual de falar e se portar. Ela se dirigiu até a porta mas não sem antes flertar com os olhos para o vampiro Tzmisce uma vez mais antes de deixar o local.




Rugall Teste de Manipulação(convincente)+ Labia diff. 8 =  1 sucessos
Rugall Teste de Percepção + Labia Diff. 6 = 2 sucessos

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Ter Mar 06, 2018 9:31 pm

Vallek Morton
- PDS 8/14
- FDV 7/7  
- Vitalidade Ok


Danio Benneti 
- PDS 7/14 
- FDV 1/7  
- Vitalidade -2 Ferido Gravemente Agravado

Vallek não possuía o costume de ser líder, mas já faz algum tempo que o Culto a Gehenna está depositando responsabilidades nas mãos do vampiro, aparentemente ele era o único que de fato saberia conduzir o comboio em direção ao abrigo escondido no meio da floresta. Então ele precisava estar na frente liderando o caminho. No alto o helicoptero russo de guerra sobrevoava o local, a primeira vista o veiculo aéreo tinha um bom arsenal de guerra e parecia poder comportar algumas pessoas, estava em bom estado mas era muito difícil saber onde Elisha e Herick haviam arrumado um helicoptero Russo de guerra com tanta facilidade. 

Passados alguns minutos todos se prepararam, Lars e Danio pareciam estar conversando algo mais intimamente. A vampira demonstrava sua afeição arranhando com suas longas garras da besta o couro da mão de Danio e em seguida bebericando o sangue que escorria de seu ante braço, ela estava suprindo seu vicio por ele, mas apenas de leve, aquilo não era o suficiente para alimentar o seu vício de fato. Ela entregou a M4A1, um rifle  de mira automática e precisão firmes, uma ótima arma nas mãos de Danio. 

Danio escreveu: Onde arrumo uma dessas?

Lars: - Fique com esta, ela tá travada e na opção de cadencia de 3 tiros, sabe usar uma dessas ? Neste ponto ela muda para disparo automatico e manual. Acho que você pode com isso ! 

O sorriso da gangrel era ao mesmo tempo assustador e excitante. Keyla se junta a eles com Madson, Keyla assim como sua prole carregam uma pistola .50 mas Lars reluta afirmando que Keyla não usará essa arma outra vez. O Bando Insight segue praticamente junto, menos Nihrrtak que já estava no caminhão sentado, ele tinha apenas seus dedos ponti agudos em forma de navalhas como arma, nada mais e estava sentado no piso do caminhão a espera dos outros. Vallek estava seguindo com Elizie e Allen, mas a dupla parou quando se depararam com Elisha em sua forma alternativa. Allen usou os seus 6 braços para preparar todas as suas armas, uma visão esquesita e ao mesmo tempo empolgante de um cowboy com a capacidade de disparar 6 armas em uma unica vez.  

Vallek escreveu:
– É estranho te ver assim... Nada mal, na verdade, mas sinto falta das asas.

Elisha parecia ter levado aquilo como um elogio, não demonstrou ter gostado, mas refletiu de maneira positiva. 

Elisha : - Enganar os humanos é fácil, só precisamos fingir sermos fracos igual eles. Vá na frente, eu estarei me concentrando em manter o comboio discreto. 

Purple também não demorou a chegar no caminhão. Se sentou em um banco portando consigo um metralhadora com o cano apontado para o chão. Era silencioso e não conversou muito, foi praticamente o ultimo a entrar. 

Vallek foi na frente juntamente com Elizie, a parte da frente do caminhão ficou um pouco apertada mas os 3 , C2 Vallek e Elizie foram na frente, a garota não levou nenhuma arma consigo, aparentemente deixou tudo o que tinha de armamento na parte de trás do comboio, seus olhos eram fixos no que vinha a frente, ela parecia em transe. Seus olhos ficaram brancos e transparentes. 

Elizie : - Como eu senti falta disso ! Posso ver a várias jardas com a nítidez de um cristal !

Tudo estava indo de acordo com o que Vallek poderia esperar, o camiho de terra acabou e C2 precisou invadir a floresta se quisesse chegar até o abrigo. Subtamente Elizie disse. 

Elizie : - Nós temos companhia !

No fundo do comboio, o grupo sentia o terredo difícil de dirigir que C2 estava passando, todos se tremiam com as pedras quando passavam, Hamlim era o pior, pois como estava no chão sua cabeça baria as vezes, a criatura na jaula não acordava de jeito nenhum, elisha então comentou que a criatura estava cedada para ser liberta em ultimo caso. 

Danio ainda esperava uma resposta de Keyla, mas a vampira não o respondeu, mas Danio sabia que alguém precisava fugir o quanto antes, o futuro do Insight era uma incognita. 

Allen se levantou rapidamente com Elisha e eles quase falaram na mesma hora. 


Allen & Elisha : - Ofuscação ! Precisamos manter a Ofuscação. 

Elisha : - Quem precisa de ofuscação me avise, posso conter 4 de vocês. 

Keyla : - Não se preocupe comigo, cuide deles. Danio e Nihrrtak podem se virar sozinhos. 

Keyla aponta para Madson & Lars. Ela olha para Danio e Nihrrtak como se esperasse que eles entendessem a deixa. 

Vallek que estava no banco da frente viu quando alguns pontos circularam o helicoptero e em seguida o cana do radio abri mais uma vez. 

Herick comunicador escreveu:Então, estão me seguindo , que droga já começou a complicar , já no inicio , mas vamos sair dessa .

Por acaso a localização deles foi descoberta antes mesmo de chegarem ao abrigo ??? Vallek manteve a interrogativa.

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Ter Mar 06, 2018 10:11 pm

Herick Draven
- PDS 11/15 
- FDV 4/7  
- Vitalidade Ok


Herick notou 3 pontos no inicio, mas esses pontos no radar dobraram em questão de alguns segundos. Em uma medida de evasão herick levou o helicoptero mais para baixo, ao olhar para os lados o Caitiff teve uma visão primária dos objetos não identificados, eles pareciam com aviões, mas a forma com a quais eles planavam eram bem mais dinamica do que um avião. 

Herick desceu mas assim que desceu para perto das arvores, descobriu que 2 deles estavam justamente em cima do helicoptero. Um estranho som poderia ser ouvido na parte de cima como uma especie de tiro. 

O computador de bordo do helicoptero avaliou que a blindagem do veiculo aéreo estava 89% efetiva ainda. 

Foi então que o helicoptero mostrou que estava mais pesado e Herick viu de ambos os lados, estranhas luzes ou objetos metalicos que mais pareciam humanos com trajes de combate de metal. No lugar de seus rostos eles apenas tinham uma grande lanterna que praticamente ofuscavam a visão de Herick. 


Eles tentaram atravessar a blindagem do Helicoptero e naquele momento o helicoptero acusou 81% da blindagem ainda operante. 

Herick percebeu que havia desses soldados dos dois lados do helicoptero e no computador de bordo ainda haviam aqueles 6 pontos. Aqueles soldados pareciam ter altados daquelas estranhas aeronaves diretamente para o helicoptero certamente não eram homen comuns, mas quem estaria apto a impedi-los ? Seriam os tecnocratas ?

Herick olhava para os carniçais, as criaturas se mantiveram uniforme mesmo depois das ordens dadas por ele. Herick podia abrir as portas do helicoptero mas poderia arriscar ter aqueles "soldados" dentro do helicoptero, ele poderia arriscar que os carniçai conseguiriam saltar de tamanha altitude em direção dos aviões inimigos ???

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 30
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Undead Freak em Ter Mar 06, 2018 10:52 pm

- Enganar os humanos é fácil, só precisamos fingir sermos fracos igual eles. Vá na frente, eu estarei me concentrando em manter o comboio discreto.

– Pode deixar.

Então era isso... Um líder de comboio com uma criança da noite ao lado indo caçar um demônio. Bem, Elizie não era uma vampira novata, mas uma malkaviana novata. Isso nunca tinha acontecido antes. Para ser honesto, eu ainda não entendo completamente como isso foi possível. Enfim, não era hora de refletir sobre isso. Faremos o que tiver de ser feito.

A “gangue” se reunia por completo. Purple foi o último a entrar no caminhão. O cara não falava muito, mas se ele for habilidoso com a .50 que ele leva consigo, o cara pode ser um completo mudo se ele quiser. Nesse momento eu não preciso de alguém bom em matracar, preciso de alguém bom em matar, e ele parece ser o tipo que tem essa habilidade.

Na frente, liderando o comboio, estavam C2, que dirigia o caminhão, Elizie, minha criança e eu. Ficamos um pouco apertados, mas no final tudo deu certo.

- Como eu senti falta disso ! Posso ver a várias jardas com a nítidez de um cristal !

– Procure ficar perto de mim, sim? Não estou te subestimando, mas não posso deixar de preocupar com a sua segurança.

Elizie estava animada e empolgada por ter retornado dos mortos – pela segunda vez. Ela me aparentava uma ingenuidade preocupante em relação a situação. Eu espero que essa ingenuidade seja apenas uma impressão.

Apesar de tudo, as coisas ocorriam como eu esperava. Até o presente momento, não havia nada que não estivesse de acordo com o plano.

- Nós temos companhia !

Quando Elizie disse isso, tomos entraram em um estado de prontidão subita.

Alen/Elisha escreveu:- Ofuscação ! Precisamos manter a Ofuscação.

Elisha escreveu:- Quem precisa de ofuscação me avise, posso conter 4 de vocês.

Keyla escreveu:- Não se preocupe comigo, cuide deles. Danio e Nihrrtak podem se virar sozinhos.

– Não se preocupem comigo. Dê prioridade aos outros. Eu estou bem.

O terreno era irregular, muito acidentado. O caminhão chacoalhava constantemente, afundando os pneus em troncos, buracos, pedras e mais uma infinita gama de porcarias que dificultavam o trajeto. Hamlin, que estava no chão, batia a cabeça a cada pulo, mas parecia que ninguém dava a mínima para ele. Notei que a estranha criatura que Elisha levava consigo não acordava, apesar da situação. A anciã aparentemente notou minha curiosidade e se adiantou a explicar que o ser estava sedado, aguardando para ser libertado em um momento específico.

Merda...

Devido ao meu ângulo privilegiado de visão no banco da frente, notei que círculos estavam ao redor do helicóptero. Antes que eu pudesse dizer algo, o canal com comunicador foi aberto e a voz do aliado de Elisha soou alto e clara para todos.

- Então, estão me seguindo , que droga já começou a complicar , já no inicio , mas vamos sair dessa.

Aquilo me deu um mau pressentimento. Algo me dizia que o elemento surpresa corria grande risco de não estar ao nosso lado.

– Não quero ser pessimista, mas é possível que já tenham nos detectado. Mantenham a ofuscação, mas se preparem para o pior, assim não serão surpreendidos com nada. Eu particularmente não acredito que teremos o elemento surpresa ao nosso lado contra esse demônio.

– Off: Se eu não estiver com ofuscação 3 já ativa, agora é a hora para ativá-la.

_________________
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por mitzrael em Ter Mar 06, 2018 11:19 pm

herick via algo que o animava sera que é os humanos loucos que estao efetuando o cerco?

Prensando : preciso fazer alguma coisa pra entar em contato com eles , eles precisam saber que sou eu que estou aqui .

Herick piscava com as luzes do Helicoptero efetuando um codigo morse :

... --- ..- / . ..- / .... . .-. .. -.-. -.- / --.- ..- . .-. --- / ..-. .- --.. . .-. / -.-. --- -. - .- - --- /
(sou eu herick quero fazer contato )


Pensado :  será que isso é um ponto favoravel pra mim ? isso me ajudaria muito ao meu plano .

pensando : Será que o Doutor Brow conceguiu fazer o povo voar ? tambem quero esse upgrade
, se bem que vao querer por um chip em mim , espero que de tudo certo assim vou poder parar essa loucura .


gasto 1 pfd pra acerta o codigo .

Twisted Evil  Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bahamut em Qua Mar 07, 2018 2:06 am

Rugall escuta as palavras da Toreador e fica inerte quando ela fala que precisa partir. Ele a quer ali mas sabe que não pode e nem conseguirá interrompê-la. Ele a reverencia discretamente enquanto ela passa por ele com uma ligeireza típica de alguém com pressa. Os olhos de Rugall seguem Meg por todo o caminho e ele quase sente uma tristeza ao vê-la partir. Por fim Meg para próxima à porta e olha nos olhos dele. É como se os olhos dela falassem. Ela o convida para se unir a ela ao mesmo tempo que o deseja ali mesmo no chão frio. Ela anseia pelo sangue dele como um predador anseia a sua presa e o admira como um artista e sua obra prima a terminar. Isso pelo menos é o que se passa na cabeça de Rugall quando ela olha para ele. A força de sua mente o convence de que isso é apenas uma especulação calorosa de uma noite única juntamente com uma presença inigualável, mas ainda assim, seu "eu" mais baixo consegue ter forças o suficiente para deixar sua boca entreaberta por uns instantes.

Rugall se tornou um jovem tolo naquele instante e sabia disso. Estava transtornado ante uma bela e sedutora mulher e rezava para que seus esforços em não exteriorizar isso fossem bem sucedidos. Mas mesmo assim ele foi ao encontro dela, com passos rápidos e determinados. Sua mão alcançou a dela mais uma vez e com a outra mão, fechou a delicada mão de Meg entre suas palmas, sem tirar os olhos das duas safiras que o hipnotizavam.

Rugall: - Espero poder tornar a vê-la em breve.

Rugall não diz tudo o que quer dizer, mas resume bem em uma única frase. Ele espera enquanto ela se vai, observando o movimento de seu corpo. O balanço de seus braços e quadris, o caminhar dançante de suas pernas, a suavidade das mãos e pescoço ao se virarem para longe e o vôo de seus cabelos, alçando o último adeus em um doce aceno de despedida. Rugall fica sem ação mais uma vez, parado diante da porta com a imagem de Meg em sua mente. Demora pouco para sair do transe e voltar para a realidade aonde ela não mais está presente. Rugall então volta para a cadeira de área, próxima à piscina e se senta, pensativo, enquanto desliza seus dedos em torno da superfície da taça em que outrora sorveu o vitae de sua adega particular e deixa sua mente repetindo a mesma frase.

"Preciso encontrar uma nova Diana"
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Fuuma Monou em Dom Mar 11, 2018 9:59 pm

Estar com Lars é sempre uma coisa estranha, há um emaranhado de emoções conflitantes. Enquanto acaricio seu rosto ela mostra sua afeição criando pequenas rupturas em minha pele, o que gera uma dor incalculável neste corpo já maculado pelas queimaduras. Se qualquer outro ser que fizesse tal coisa comigo eu já teria o socado no rosto, mas com ela é diferente. Puxo-a mais para perto e lhe beijo a boca, mordendo seu lábio inferior e lambendo o local da ferida. Nosso sangue está unido.

A Gangrel me entrega sua arma. À sua pergunta respondo puxando o pente da arma para ver se está completamente carregado, coloco-o novamente e mudo a trava para tiro único. Keyla e Madson se aproximam e nós seguimos. Um grupo com certeza muito estranho é este que segue até o comboio, onde encontramos com o 'mais novo membro', um Tzmisce louco.

Ao que parece, está tudo pronto para seguirmos até a base onde está escondida esta Mente que controla os mortais. Seguimos viagem. O percurso é acidentado, o que faz meus músculos contraírem a cada balançar com a dor pelo movimento. Procuro me manter o mais afastado possível do grupo de Malkavianos, me preocupando em não dar brechas para que algo posa ser usado para começar uma guerra interna. Afinal, nós não nos 'batemos', como já ficou comprovado. Olho para o Caitiff, ele está todo ferrado.

"- Você poderia só ter ficado quieto, meu bicho de estimação... agora estaria aqui, sentado, e não amarrado e batendo a cabeça no piso do veículo a cada chacoalhada..." - Esse pensamento some de minha mente quando ouço as palavras de Elisha.

Elisha escreveu:- Quem precisa de ofuscação me avise, posso conter 4 de vocês.

"- Começou" - Penso. Não tenho a certeza se entendi o que a Serpente quis dizer, pois é notável que não tenho nenhum dom para transformar-me. Contudo, de uma coisa eu tenho certeza: está chegando a hora. "- Ela não nos quer sob os poderes de Elisha, o que tornará mais fácil nossa fuga." - Aproximo-me do Tzmisce. Logo teremos nossa oportunidade de seguir para longe do comboio. Faço um sinal positivo para os demais, mas faço um leve olhar inquisidor para Keyla. Ademais, me preparo para utilizar as sombras para nos esconder se algo ocorrer e a oportunidade de fuga surgir.

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 29
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum