Lobos entre Ovelhas

Ir em baixo

Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Ter Dez 19, 2017 10:23 pm

10 de Dezembro de 2017
Los Angeles, EUA


Relatos chegam à Espada de Cain de que os Anarquistas em Los Angeles foram dizimados. As mesmas informações são colhidas por um enviado da Justicar Ventrue Lucinde. Informações e contra-informações dos dois lados atestam que não foram nenhuma das duas seitas que dominou a cidade.

12 de Dezembro de 2017

Alguns enviados dos dois lados para checar o que aconteceu em Los Angeles desaparecem sem dar notícias.

21 de Dezembro de 2017
Austin, Texas, EUA


A Espada de Cain é completamente destruída em Austin. Sabendo que não foi um ataque da Bastarda, o círculo interno da Camarilla convoca uma reunião de emergência.

25 de Dezembro de 2017
Philadelphia, EUA


A Camarilla é varrida de Philadelfia. Sobreviventes de Los Angeles, Austin e Philadelphia contam que os ataques foram feitos durante o dia, por humanos. Corre informações de boca a boca de que uma agência secreta independente do Governo, criada para agir fora da coleira de Washigton, descobriu a existência das criaturas das trevas após uma infração à Máscara de anarquistas de Los Angeles.


Tema: Ação/ investigação/ suspense
Fichas: Neófito (até 75 exp) ou Ancilae. Deverão ser enviadas por MP.
Condições: Você é um sobrevivente de uma das cidades acima (de acordo com sua seita).
Vagas: 3
- Undead Freak
- Romullus
- Johnathan (ficha sob avaliação)


Última edição por Rian em Dom Dez 31, 2017 9:18 pm, editado 5 vez(es)

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Dom Dez 31, 2017 8:37 pm

Henrique Serqueira; PdS: 07/10; FV: 05/05; Vitalidade: Ok

Philadelphia - EUA
19h32min


O clã Nosferatu havia requisitado a presença de Henrique na cidade de Filadelfia para auxiliar em uma investigação ultra-secreta do clã nosferatu sobre ataque a vampiros. Os nosferatus encontraram indícios de que a cidade poderia ser alvo de ataques após Los Angeles e Austin e que a ninhada de Filadelfia poderia obter informações em campo, embora o risco da missão era alto.

Henrique estava a serviço do primógeno Nosferatu de Filadelfia, em um QG que eles montaram nos esgotos da cidade para colher informações de que federais estavam investigando atividade vampírica na cidade. Foram três longas noites de atividade e nenhuma informação nova surgia na rede de espionagem dos ratos.

Henrique tem que deixar a base de operação a pedido dos ratos para fazer um trabalho de campo. Acaba sendo obrigado a dormir fora, em um porão improvisado, pois não conseguiu voltar a tempo. No entanto foi o que salvara sua miserável não vida. Na noite seguinte Henrique não consegue contato com seu clã. Jornais davam a notícia de uma explosão acidental nos esgotos da cidade e um incêndio acidental no que seria o elisium da cidade. Ao tentar fazer contato com todos os membros que conhecia até então, o nosferatu suspeita que seja o único Membro vivo e não faz ideia do que matou a sociedade vampírica na cidade.

OFF: Você está em frente a uma banca de jornal que abre no período noturno no centro da cidade.


Henrique rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 1 para pds que resultou 7 - Total: 1 Sucessos


Última edição por Rian em Dom Dez 31, 2017 9:17 pm, editado 1 vez(es)

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Dom Dez 31, 2017 9:15 pm

Leoníd Kozlov; Pds: 09/15; Fdv: 06/06; Vitalidade: ok

Austin, Texas
19h00


Leonid teve que passar o dia fora de seu refúgio naquele 21 de dezembro. Um congestionamento, algumas coincidências, uma pequena sequência de "azar" e o universo conspirara para que ele não conseguisse chegar antes da alvorada na mansão de Helena. Acabou se escondendo em uma fábrica de parafusos abandonada no subúrbio de Austin e continuaria o trajeto na noite seguinte. Por sorte, ele havia trazido um pouco da terra ancestral, algo que fez sem pensar. Assim que acordou, na noite posterior, Leonid teve a sensação que estava mais sozinho do que na noite anterior. Essa sensação persistiu até se tornar uma cruel realidade quando ele chegou ao endereço de Helena e se deparou com o local isolado pelo corpo de Bombeiros. Houve um incêndio na mansão durante o dia e a estrutura não resistiu, ruindo completamente. Não havia relato de sobreviventes. Apenas uma faixa zebrada, amarelo e preto, com os dizeres: "Não ultrapasse".


Leoníd kozlov rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 1 para pds que resultou 4 - Total: 1 Sucessos

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Undead Freak em Seg Jan 01, 2018 8:23 pm

Quando abri meus olhos mais uma vez, naquele porão decadente, cujas paredes sujas tinham buracos, uma pintura suja que descascava e outros sinais de decadência orquestradas pelo tempo, não demorou muito para que eu me acostumasse com a escuridão. Meus ouvidos também se acostumavam mais uma vez com o silêncio absoluto e sepulcral mas, por sorte, não precisava mais respirar. Aquele lugar ainda conservava um cheiro forte de graxa e outras químicas semelhantes que, misturados a um cheiro de bolor, geravam ao meu olfato um odor realmente nauseante.

O pequeno saco de terra que eu mal podia sentir sobre meu peito e que estava preso ao redor do meu pescoço foi o que me salvou de um início de noite agoniante por uma ausência de um descanso realmente apropriado em solo natal. Quando emiti o primeiro espasmo do despertar, este fez um som tão alto quanto uma pancada, tamanho o silêncio que me rodeava ali. De fato, se não fosse por parafusos, alguns potes contendo químicos e pequenas ferramentas de metal, aquele lugar não iria ser diferente em nada de uma cripta.

Outro espasmo. Dessa vez interno, seguido de uma pontada de dor no ventre. Graças a um movimento precavido, pude evitar o inconveniente do clã influenciando minha mente e corpo, mas nem toda prudência ou paranoia pode livrar qualquer cainita da necessidade primordial de um predador. Estava com fome. Precisava de vitae.

Um sentimento de vazio me acompanhou desde o momento que subi as escadas barulhentas de metal para sair do porão até o momento em que deixei aquele refúgio improvisado por completo, caminhando pelas ruas em direção a residência de minha serva. Quando cheguei de fato na mansão de Helena que me servia de refúgio nas horas diurnas, entendi a razão da sensação estranha que me acompanhava desde o despertar.

"Não Ultrapasse"

Era isso que a faixa dizia na entrada da mansão... Estava completamente arruinada. A mansão de Helena havia sido incendiada. Muito provavelmente o incêndio fora provocado por alguma marionete da Camarilla momentos depois do ataque fracassado. De alguma forma eles rastrearam o meu refúgio.

"Onde está o seu deus agora, Helena?"

Obviamente eu preciso investigar. Preciso entrar na mansão e ver o que restou. No entanto, eu preciso resolver um problema de cada vez. Ainda sinto fome. Preciso manter a calma e analisar o melhor ponto para caçar de forma discreta. Talvez algum mortal nos arredores possa me fornecer informações sobre o que aconteceu durante o meu sono.

Off: Quero iniciar com uma jogada de caça. Procuro alguém dando bobeira em algum lugar discreto para eu me alimentar. Antes de sugar o sangue de fato, eu irei me aproximar do mortal e abordá-lo da seguinte forma:

-- Boa noite. Me perdoe te incomodar, mas poderia me dizer qual foi exatamente a causa do incêndio daquela residência?

_________________
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Seg Jan 01, 2018 11:47 pm

Leoníd Kozlov; Pds: 09/15; Fdv: 06/06; Vitalidade: Espancado (/) (-2 dados)


Uma coisa de cada vez. Experiente, o ancilae não tinha sobrevivido por mais de um século ao acaso. Ele sabia que cortejar a fome não era sábio. Sendo assim, o Tzmisce buscava primeiro saciar sua sede, para depois investigar o que havia ocorrido de fato com a mansão de Helena. Ele já considerava uma perda quase certa, no entanto ele ainda não tinha a confirmação de sua suposição. Portanto talvez fosse possível, também, que ela estivesse viva. Ou não. Quem sabe...

O clima estava fresco naquela noite, nem frio demais nem calor. Ainda era primavera e embora ele fosse um vampiro e não sentisse tão intensa a variação do clima como os humanos, aquela época do ano era um período bonito e até as pessoas pareciam mais alegres. A rua estava parcialmente deserta, afinal era um bairro residencial e seja lá o que tivesse acontecido ali naquela casa foi durante o dia. Os curiosos já haviam saciado sua curiosidade e agora tudo não passava apenas de concreto empilhado. Havia uma ou outra pessoa perambulando pela rua, pouco movimento, certamente as famílias estariam reunidas para o jantar. Não seria difícil encontrar um saco de sangue. Tanto é que não longe dali uma mulher parecia desinteressada do mundo à sua volta. Estava parada na porta de uma residência, com a cabeça encostada na mesma como se estivesse pensando se entrava ou se saía. O cainita decidia abordá-la.

mulher:

- Boa noite. Me perdoe te incomodar, mas poderia me dizer qual foi exatamente a causa do incêndio daquela residência?

Ela demorou um pouco perceber que alguém falava com ela. Descolava sua cabeça da porta. Parecia estar com os olhos lacrimejando. Ela os limpava com a manga da blusa de frio e um tanto sem jeito dizia:
- Ah, oi! Boa noite! Ah, todos só falam nisso, não sei como você não ficou sabendo. Foi um incêndio. Bom... ela parecia incomodada com o que dizia. - Pelo menos foi o que disseram... Ela limpava os olhos novamente e pigarreava. - Mas eu não acho que foi incêndio, sabe... Ela abaixava a cabeça olhando para o chão, fazendo uma pausa antes de continuar.

Nesse momento o Tzmisce sentia alguém se aproximando por trás. Mas já era tarde.
alguém:

Um homem de terno e óculos escuros com um ponto eletrônico no ouvido disparava uma arma com silenciador contra a cabeça do vampiro, à queima roupa. O projétil causava um grande estrago em Leonid, que sentia como se uma marreta tivesse o acertado. Seu corpo pendia para o lado e ele cambaleava para não cair. Nisso, a mulher com quem ele conversava também sacava uma pistola, também com silenciador, de dentro do casaco.


Spoiler:
Leoníd kozlov rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para percepção + prontidão que resultou 1, 9, 1, 5, 9 - Total: 0 Sucessos
Alguém rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 8 para atirar que resultou 8, 8, 10, 4, 3, 2, 7, 2 - Total: 3 Sucessos
Alguém rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 4, 8, 9, 9, 4, 6, 10 - Total: 5 Sucessos
Leoníd kozlov rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 6 para vigor que resultou 4, 1, 4, 6 - Total: 0 Sucessos

-5 vitalidade

+2 dados extras por ataque pela retaguarda

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Romullus em Ter Jan 02, 2018 1:35 am

O clã Nosferatu havia requisitado a presença de Henrique na cidade de Filadelfia para auxiliar em uma investigação ultra-secreta do clã nosferatu sobre ataque a vampiros. Os nosferatus encontraram indícios de que a cidade poderia ser alvo de ataques após Los Angeles e Austin e que a ninhada de Filadelfia poderia obter informações em campo, embora o risco da missão era alto.

Henrique estava a serviço do primógeno Nosferatu de Filadelfia, em um QG que eles montaram nos esgotos da cidade para colher informações de que federais estavam investigando atividade vampírica na cidade. Foram três longas noites de atividade e nenhuma informação nova surgia na rede de espionagem dos ratos.

Henrique tem que deixar a base de operação a pedido dos ratos para fazer um trabalho de campo. Acaba sendo obrigado a dormir fora, em um porão improvisado, pois não conseguiu voltar a tempo. No entanto foi o que salvara sua miserável não vida. Na noite seguinte Henrique não consegue contato com seu clã. Jornais davam a notícia de uma explosão acidental nos esgotos da cidade e um incêndio acidental no que seria o elisium da cidade. Ao tentar fazer contato com todos os membros que conhecia até então, o nosferatu suspeita que seja o único Membro vivo e não faz ideia do que matou a sociedade vampírica na cidade.

OFF: Você está em frente a uma banca de jornal que abre no período noturno no centro da cidade.

Henrique rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 1 para pds que resultou 7 - Total: 1 Sucessos


       
On: Henrique se mantém, devidamente, ofuscado, antes de deixar a sua residência improvisada, e aproveita que está em frente à banca de jornal para procurar notícias estampadas nas capas de jornais penduradas sobre a explosão dos esgotos ou outras notícias sobre o que se destacou na cidade. Ele faz isso, apenas olhando mesmo.
avatar
Romullus

Data de inscrição : 07/12/2017
Idade : 37
Localização : Ainda no planeta.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Ter Jan 02, 2018 8:01 pm

Henrique Serqueira; PdS: 07/10; FV: 05/05; Vitalidade: Ok


De onde estava, ofuscado, e apenas contando com os olhos para obter notícias, o nosferatu podia apenas ler a capa de um grande jornal:

Philadelphia News


Explosões danificam sistema de esgotos de Philadelphia. A causa seria vazamento de gás metano. [Pág. 02]


Incêndio destrói hotel de luxo de Philadelphia. Ainda não há informações sobre identidade de vítimas [Pág. 04]

Outros jornais traziam as mesmas notícias, apenas com manchetes e dizeres diferentes.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Undead Freak em Qua Jan 03, 2018 12:24 am

-- Interessante essa atitude --dizia eu, com um sorriso simpático, enquanto me curava -- Mas se você queria ficar sozinha era só ter me dito.

Off: -3 pds para me curar.


Um combate no meio da rua não é a melhor das ideias. Eu teria mais chances atraindo esses dois para dentro das ruínas da mansão, mas isso seria ainda mais arriscado. Minha única esperança é atrasar esses vermes até que eu possa fugir. Quem sabe algum dos meus guarda-costas tenha sobrevivido e esteja espreitando por perto, aguardando meu retorno?

-- Achei que vocês, vermes, já estavam cientes de que a punição por atirar na cabeça de alguém como eu é...morte!

Off: Minha primeira ação vai ser usar Moldar a Carne na cabeça do primeiro que eu agarrar. Minha intenção é grudar a carne de forma que ela tape completamente os olhos, narriz e boca, cegando e sufocando o adversário. Isso será o suficiente para deixá-lo em pânico e incapaz de combater de forma apropriada (1 FDV)



Na segunda ação, ainda agarrando o(a) cegueta, vou usar ela de escudo humano enquanto dreno seu sangue. (1 FDV)

_________________
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Romullus em Qua Jan 03, 2018 2:12 am

Rian escreveu:Henrique Serqueira; PdS: 07/10; FV: 05/05; Vitalidade: Ok


De onde estava, ofuscado, e apenas contando com os olhos para obter notícias, o nosferatu podia apenas ler a capa de um grande jornal:

Philadelphia News


Explosões danificam sistema de esgotos de Philadelphia. A causa seria vazamento de gás metano. [Pág. 02]


Incêndio destrói hotel de luxo de Philadelphia. Ainda não há informações sobre identidade de vítimas [Pág. 04]

Outros jornais traziam as mesmas notícias, apenas com manchetes e dizeres diferentes.

Ao mesmo tempo que olha as notícias, já pensa em alguns movimentos a fazer. Ele pensa, primeiro, em sua família, imaginando se a família sabia desse acontecimento., então, reflete em fazer contato com eles, para dizer que está bem, mas ele sente um receio, imaginando que eles não iriam querer acreditar, já que eles viram a sua verdadeira imagem.... Logo, em seguida, ele descarta essa possibilidade e pensa em obter informações com seus Contatos e pensa entrar em contato com seus Aliados.
Off: MP
avatar
Romullus

Data de inscrição : 07/12/2017
Idade : 37
Localização : Ainda no planeta.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Qua Jan 03, 2018 3:32 pm

Leoníd Kozlov; Pds: 06/15; Fdv: 05/06; Vitalidade: Machucado (/) (-2 dados)

-- Interessante essa atitude -- Mas se você queria ficar sozinha era só ter me dito.
A mulher nada respondia, apenas apontava a arma para o vampiro. Ela parecia determinada e focada apenas em disparar contra Leonid. Sua face era implacável. O atirador, por sua vez, estava mais próximo do cainita. Leonid reagia e enquanto se curava rapidamente agarrava o sujeito, em um movimento rápido. Ele modificava seu rosto tapando sua boca, e criando remendos de pele sobre o nariz e cegando seus olhos ao mesmo tempo em que usava o indivíduo como escudo contra a mulher que agora lhe apontava uma pistola para a cabeça.

- Achei que vocês, vermes, já estavam cientes de que a punição por atirar na cabeça de alguém como eu é...morte!

- Vocês sanguessugas serão todos destruídos!
A mulher puxava a gola da blusa de frio em um movimento rápido e exclamava:
- Preciso de reforço aqui, rápido! O alvo neutralizou o agente 16! Ela pedia por reforço sem fitar Leonid e, após solicitar o reforço, rapidamente colocava um óculos escuro nos olhos para só depois então fitar Leonid. Ao que parecia, aqueles sujeitos estavam parcialmente cientes de com que eles estavam lidando, pois evitavam olhar diretamente nos olhos do Tzimisce, temendo alguma coisa.




Leonid rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 7 para moldar a carne que resultou 10, 7, 4, 6, 6, 6, 8, 8 - Total: 4 Sucessos
+1 FdV

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Qua Jan 03, 2018 4:27 pm

Cedrico Belling; PdS: 05/14; FV: 07/07; Vitalidade: Ok


Cedrico tinha sido enviado pelo Regente da Capela de Philadelphia para colher ingredientes para um ritual que os feiticeiros fariam na noite seguinte. Cedrico tem dificuldade em encontrar um dos ingredientes e acaba ultrapassando o horário de voltar para a capela. Ele se vê obrigado a dormir em uma garagem de um prédio abandonado, evitando dar na cara de que estava invadindo o território de outro vampiro. Na noite seguinte, Cedrico volta para a Capela Tremere, mas tudo que ele encontra é um amontoado de tijolos e concreto. O prédio tinha sofrido um incêndio durante o dia e se Cedrico estivesse lá, certamente estaria morto, apenas uma pilha de cinzas embaixo dos escombros.

São 20h00min, a noite está apenas começando. Uma fina chuva cai e uma faixa amarela e preto com os dizeres "não ultrapasse" o separa da capela de onde está, na calçada. Ninguém entrou em contato com o feiticeiro até o momento, aparentemente, todos os feiticeiros morreram. E agora?



Cedrico rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 1 para pds que resultou 1 - Total: 1 Sucessos
+4 geração = 5

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Qua Jan 03, 2018 4:38 pm

Henrique Serqueira; PdS: 07/10; FV: 05/05; Vitalidade: Ok


O vampiro ficava parado em frente àquela banca de jornais da grande cidade. Ele pensava na família, pensava em voltar para o Brasil. Mas logo esse pensamento era afastado e o Rato pensava em um plano de ação. Contudo apenas pensar não iria mudar as coisas. Enquanto isto, o tempo passava. Uma multidão de pessoas ainda transitavam de um lado para o outro, a maioria voltando do trabalho para casa.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Undead Freak em Qua Jan 03, 2018 5:40 pm

Aquele verme estúpido se debatia buscando oxigênio enquanto eu o agarrava de forma a usá-lo como escudo humano. Em poucos minutos ele perderá a consciência, vindo a morrer eventualmente. Logo, eu só precisava me preocupar com a mulher que estava na minha frente, me apontando a arma.

Mulher escreveu:- Vocês sanguessugas serão todos destruídos!

-- "Sanguessugas"? Que fofinho... Você até que é uma mulher bonita, sabia? Vai ser uma pena fazer com você... o que eu pretendo fazer.

As palavras dela eram o bastante para me dar algum esclarecimento. A sentença pronunciada por ela foi o bastante para deixar claro que eu lidava com mortais, não com os malditos da Camarilla. Afinal, nem mesmo o mais patético caitiff dessa seita usaria um termo tão estúpido como "sanguessuga". É evidente que eles estão vinculados de alguma forma com os meus problemas passados, envolvendo os caçadores.

Mulher escreveu:- Preciso de reforço aqui, rápido! O alvo neutralizou o agente 16! Ela pedia por reforço sem fitar Leonid e, após solicitar o reforço, rapidamente colocava um óculos escuro nos olhos para só depois então fitar Leonid. Ao que parecia, aqueles sujeitos estavam parcialmente cientes de com que eles estavam lidando, pois evitavam olhar diretamente nos olhos do Tzimisce, temendo alguma coisa.

Assim que ela voltou a me encarar, eu me posicionei o melhor que pude atrás do escudo-humano e dei um impulso na direção dela, na intenção de me chocar com ela, derrubando-a. Talvez ela até perca a arma com o impacto, o que me dará uma vantagem a mais.

Off:
Se eu conseguir derrubá-la, ela vai estar por baixo do corpo do agente e do meu, o que eu acredito que seja o suficiente para imobilizá-la. Sendo assim, no próximo turno eu quero usar Moldar os Ossos, agarrando a cabeça dela. Minha intenção é quebrar o maxilar em dois e moldar como dois espetos de ossos, levantando-os para dentro da câmara craniana, perfurando o cérebro. No próximo turno depois desse, vou usar o aspecto maleável em mim para imitar a voz dela e dizer no ponto como se fosse ela algo como:

-- O alvo fugiu para a rua x, estou indo atrás dele agora!

Sendo x o endereço de alguma rua bem distante da mansão. Por fim, se tudo der certo, eu me alimento de um dos corpos até o máximo de pontos de sangue que eu posso comportar, curo o resto da minha vitalidade e sigo para investigar a mansão.

_________________
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Romullus em Qua Jan 03, 2018 7:20 pm

O vampiro ficava parado em frente àquela banca de jornais da grande cidade. Ele pensava na família, pensava em voltar para o Brasil. Mas logo esse pensamento era afastado e o Rato pensava em um plano de ação. Contudo apenas pensar não iria mudar as coisas. Enquanto isto, o tempo passava. Uma multidão de pessoas ainda transitavam de um lado para o outro, a maioria voltando do trabalho para casa.

On: Henrique decide voltar aos esgotos, aonde ele se abrigava, afim de tentar fazer uma nova investigação, à procura de membros. Ele faz uma varredura de um diâmetro de 60 graus em todas as entradas de esgoto encontradas, à partir do ponto que ele saiu, a fim de se assegurar que não há homens trabalhando na área, nem no lado de fora, nem de dentro.
avatar
Romullus

Data de inscrição : 07/12/2017
Idade : 37
Localização : Ainda no planeta.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Qui Jan 11, 2018 1:56 pm

Leoníd Kozlov; Pds: 06/15; Fdv: 05/06; Vitalidade: Machucado (/) (-2 dados)

O Tzmisce usava o homem como escudo humano. Ele começava a se debater desesperadamente, provavelmente porque estava sufocando e percebeu que se continuasse assim logo morreria. Desesperado por obter oxigênio ele fazia força para sair da pegada do vampiro. Com as mãos em seu rosto ele procurava o seu nariz e a sua boca, sem sucesso.

Leonid lançava-se contra a mulher tentando derrubá-la com seu próprio corpo. Ele conseguia acertá-la, mas por se preocupar em se manter atrás do escudo humano, o ancilae não pôde potencializar o seu ataque, mas fora o suficiente para dar um esbarrão em seu alvo. A mulher, que estava concentrada fazendo a mira para acertar a cabeça de Leonid, fazia um disparo. No entanto, ao ser atingida ela acabava perdendo a mira e o disparo não acertava ninguém.

E agora?

Spoiler:

Leonid rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 1 para esportes que resultou 10, 5, 4, 3, 1, 10 - Total: 5 Sucessos
Leonid rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 7 para encontrão que resultou 2, 3, 4, 9, 1, 8, 9 - Total: 2 Sucessos
Mulher rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 1 para esportes que resultou 5, 2, 1, 9, 9, 9 - Total: 5 Sucessos
Leonid rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 2, 1, 5, 9, 6, 2 - Total: 1 Sucessos
Mulher rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para vigor que resultou 8, 4, 3 - Total: 1 Sucessos
Mulher rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 9 para atirar que resultou 3, 8, 6, 8, 3, 1, 9 - Total: 0 Sucessos


_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Qui Jan 11, 2018 2:01 pm

Henrique Serqueira; PdS: 07/10; FV: 05/05; Vitalidade: Ok


O nosferatu resolve voltar para os esgotos. A primeira entrada que ele encontrava, descia ao subsolo e em seguida prosseguia para o ponto onde ele havia se reunido com a ninhada na noite anterior. Chegando ao lugar tudo que ele encontrava era destroços. Vários caminhos dos esgotos estavam obstruídos. Na superfície havia placas e sinalizações de que o lugar estava em obras, certamente a prefeitura já estava fazendo os devidos reparos no lugar.

Havia vestígios de cinza e carvão, e um cheiro de queimado impregnava o ambiente. Estava claro que havia tido uma explosão forte ali e certamente as vias dos esgotos havia sido incineradas. O nosferatu então percebe que teve sorte em dormir na superfície naquela noite. Se estivesse ali ele certamente havia morrido. Não havia sinal de sobrevivente. O lugar escuro, silencioso e em escombros indicava que toda a ninhada nosferatu havia sido incinerada e que ele poderia ser o único sobrevivente. E agora?

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Romullus em Qui Jan 11, 2018 3:04 pm

Henrique sente uma sensação de alívio, ao observar e confirmar que o clã estava acabado mesmo. Pensou: "foda-se, vou ligar para o pessoal e vê o que eles podem fazer. A gente se fudeu mesmo....." Então, ele volta à superfície e se encaminha a sua residência, e, lá, decide fazer uma ligação ao seu clã original, a fim de saber se eles já estão à par da situação e como ele poderia proceder, dali em diante.
avatar
Romullus

Data de inscrição : 07/12/2017
Idade : 37
Localização : Ainda no planeta.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Undead Freak em Qui Jan 11, 2018 6:02 pm

Embora a investida não tenha saído como eu planejei, o resultado fora o suficiente para facilitar o meu próximo movimento. Ao chocar-me contra a agente, utilizando o seu parceiro como escudo humano, o golpe fez com que ela errasse o tiro. Apesar de ela não cair ou perder a arma no ato, isso foi o suficiente para deixá-la desestabilizada e confusa por um momento – um momento que pode custar a vida dela.

Sem pensar duas vezes, larguei seu parceiro e avancei contra ela, tocando o seu rosto. Era tudo o que eu precisava.

– Adeus, verme!

Off: Minha intenção é usar Moldar os Ossos, agarrando a cabeça dela. Minha intenção é quebrar o maxilar em dois e moldar como dois espetos de ossos, levantando-os para dentro da câmara craniana, perfurando o cérebro.

Se tudo der certo, eu mantenho o seguinte plano para o próximo turno:

“Vou usar o aspecto maleável em mim para imitar a voz dela e dizer no ponto como se fosse ela algo como:

-- O alvo fugiu para a rua x, estou indo atrás dele agora!

Sendo x o endereço de alguma rua bem distante da mansão. Por fim, se tudo der certo, eu me alimento de um dos corpos até o máximo de pontos de sangue que eu posso comportar, curo o resto da minha vitalidade e sigo para investigar a mansão.”

_________________
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Jonathan em Sex Jan 19, 2018 8:14 am

Vespera de natal, era uma noite aparentemente normal.
Fui enviado pelo Regente da Capela para uma tarefa fácil; procurar itens para o ritual que aconteceria na noite seguinte. Quase todos os itens já estavam em minha mochila, faltava apenas um: sangue de cordeiro.

Eu conhecia uma fazenda próxima de onde estava, algo que demoraria em torno de duas horas para ir e voltar, se tudo desse certo.
Correndo pela mata, ao atravessar algumas arvores me deparo com a fazenda, as luzes da casa estavam apagadas, provável que estariam todos dormindo, o celeiro fechado, ninguém a vista. De longe vejo os cordeiros, dou a volta na casa, passo pelo celeiro e vou em direção aos cordeiros, eles me fitam assustados, acho que estavam sentindo que boa coisa não era.
Passei pelo cercado e mirei no alvo, um cordeiro forte e gordo, ele nem me viu, fui direto com minhas presas em uma veia do pescoço do animal indefeso. Abri um corte e o sangue logo jorrou, esperei um pouco e o liquido começou apenas a vazar, pequei o frasco e coloquei de modo que o sangue escorresse para dentro do mesmo. Os animais começaram a se agitar.
Após o ato, missão cumprida. Ou quase.
Ao guardar o frasco na mochila, peguei meu celular, eram 4:47 da manhã. Pasmo me perdi no tempo, escuto ruídos, a porta da casa próximo a mim se abre. Coloquei meu celular no bolso, e sai em disparada para as arvores.

Eram 05h40 da manhã, já na cidade, corria sem parar em direção a Capela. Sabia que não daria tempo de chegar. O sol nasceria a menos de 20 minutos. Coloquei em praticar minhas habilidades de sobrevivência, passando por um prédio, pude ver o muro baixinho que daria acesso a garagem.
Em um pulo cruzei o murinho e adentrei a garagem, ativando meus sentidos não captei a presença de ninguém, o prédio estava em um estado depredado. Provável que não tivessem muitos ou quase nem um residente. Em uma parte afastada, sem janelas e escuro. Deitei-me em uma pilha de papelão. Apaguei no sono ali mesmo.

Após o dia de descanso, não acordei com o frescor da noite, eram 19:30, o sol recém tinha se posto. Ao terminar de arrumar minhas coisas para partir, escuto ruídos. Duas ou três pessoas vinham, me escondi na escuridão, eles passaram por mim e não me notaram. Pelas vestes eram mendigos, e ali onde eu estava era o lugar onde dormiam. Tudo pronto para partir, sai da garagem e deixei o prédio.
Estava perto da capela, meia hora de caminhada aproximadamente. Fui bem tranquilo, a noite estava com ar estranho.
Andando pelas calçadas, luzes enfeitavam a cidade. Distraído, esbarrei-me em uma mulher. A mesma me pediu desculpas e me desejou feliz natal. A correira para encontrar os itens para o ritual tinham me consumido muita energia. Ter que dormir em um local não seguro, contribuiu igual. Estava meio perdido entre no tempo e espaço. Naquele momento me dei conta que hoje era natal.

Após a caminhada, quase chegando no meu destino e ao atravessar a esquina que da em direção a Capela, me deparo com algo no mínimo assustador e intrigante: a Capela estava destroçada.
Chocado, fico em desespero. Não sei como algo dessa magnitude poderia ter acontecido em um lugar altamente protegido e bem guardado.
Ao me aproximar da entrada, vejo uma fita zebrada com um enunciado. Tirei meus óculos e limpei as lentes em minha veste, ao recoloca-los, pude ler: “Não ultrapasse”.
Parado na calcada em frente a fita que me separava da capela, começa a cair uma fina chuva. A água cai em meu cabelo e escorre pelo meu rosto, pinga no meu óculos, estupefato, então eu desperto e acordo pra vida.

Fome e desespero, preciso me controlar e agir de forma racional.
Respiro fundo, preciso resolver este problema. Vou me alimentar e depois eu vejo se consigo algo com meus contatos através de uma ligação, ainda na mesma noite pretendo voltar a capela para procurar pistas também. Mas por enquanto, uma coisa de cada vez.

Off: Entro em modo de caça, saiu a procura de alguma vitima para me alimentar, procuro um beco ou viela próximos, uso auspícios como auxilio.

Enviado pelo Topic'it

Jonathan

Data de inscrição : 21/12/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Rian em Ter Jan 30, 2018 10:27 am

Perdoem a demora. Estou dando prioridade para os jogos oficiais, mas assim que possível faço os posts e farei também o possível para agilizar as ações, como por exemplo ignorando rolagens "desnecessárias" para avançar o máximo possível dentro de cada postagem.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 34
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lobos entre Ovelhas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum