Natalia - Annelise Van Dijk (Requiem) - Malkaviana

Ir em baixo

Natalia - Annelise Van Dijk (Requiem) - Malkaviana Empty Natalia - Annelise Van Dijk (Requiem) - Malkaviana

Mensagem por Beaumont em Qua Mar 17, 2010 10:39 am

Nome: Natalia
Personagem: Annelise Van Dijk (Requiem)
Clã: Malkavian
Seita: Camarilla
Natureza: Carente
Comportamento: Conformista
Geração: 9a
Refúgio: Apartamento de Luxo
Conceito: Suicida
Perturbação: Psicose Maníaco-Depressiva

Experiência:


ATRIBUTOS

Físicos 3
- Força: 2
- Destreza: 2
- Vigor: 3

Sociais 5
- Carisma: 2
- Manipulação: 2
- Aparência: 4 (Encantadora)

Mentais 7
- Percepção: 4 (Introspectiva)
- Inteligência: 3
- Raciocínio: 3


HABILIDADES

Talentos 13
- Prontidão: 2
- Esportes: 1
- Briga:
- Esquiva: 4 (Esquivar-se)
- Empatia: 3
- Expressão: 4 (Música)
- Intimidação:
- Liderança:
- Manha: 1
- Lábia:

Perícias 9
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios: 1
- Condução:
- Etiqueta: 2
- Armas de Fogo:
- Armas Brancas: 3
- Performance: 4 (Baixista)
- Segurança:
- Furtividade:
- Sobrevivência:

Conhecimentos 5
- Acadêmicos:
- Computador:
- Finanças: 1
- Investigação:
- Direito:
- Lingüística: 2 (Língua materna: Holandês + Inglês e Alemão)
- Medicina:
- Ocultismo: 2
- Política:
- Ciências:


VANTAGENS

Antecedentes (5)
---------------
Geração: 4
Fama: 1
Recursos: 5
Aliados: 1 (Player Gam)
Lacaios : 1
Spoiler:
Personagem: Domenik Jaansen
Natureza: Filantropo
Comportamento: Tradicionalista
Lar: Apartamento de sua Mestra
Conceito: Tutor


Experiência:


ATRIBUTOS (6 - 4 - 3)

Físicos
- Força: 2
- Destreza: 2
- Vigor: 2

Sociais
- Carisma: 1
- Manipulação: 1
- Aparência: 1

Mentais
- Percepção: 1
- Inteligência: 2
- Raciocínio: 1


HABILIDADES (11 - 7 - 4)

Talentos
- Prontidão: 2
- Esportes: 2
- Briga: 3
- Esquiva: 2
- Empatia: 1
- Expressão:
- Intimidação:
- Liderança:
- Manha: 1
- Lábia:

Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução: 2
- Etiqueta: 1
- Armas de Fogo: 3
- Armas Brancas:
- Performance:
- Segurança:
- Furtividade:
- Sobrevivência: 1

Conhecimentos
- Acadêmicos:
- Computador:
- Finanças: 2
- Investigação:
- Direito:
- Lingüística: 1
- Medicina:
- Ocultismo:1
- Política:
- Ciências:


VANTAGENS

Antecedentes (5)

Recursos: 1
Contatos: 4 (Antigos companheiros e superiores do exército)
---------------


DISCIPLINAS(3)

Auspícios: 1
Potência: 1
-------------



Virtudes (7)
- Consciência: +1 +2 = 3

- Autocontrole : +1+2 = 3

- Coragem: +1+3= 4


HUMANIDADE: 6

FORÇA DE VONTADE: 4

Domenik, assim como Requiem, nasceu na Holanda, mas com dois anos de idade mudou-se para os Estados Unidos. Lá, serviu o exército durante vinte anos, e acabou chegando a Tenente. Aposentou-se com honras, e voltou à sua terra natal. Lá conheceu os pais de Annelise, quando a garota ainda era um bebê. Apegou-se a eles, e passou a viver com a família, como mordomo. Era mais um guarda-costas, para dizer a verdade. Mas tornou-se muito prestativo, e foi com eles de volta para os Estados Unidos quando se mudaram, e permanece até hoje como tutor de sua querida Mestra, após a trágica morte de seus pais. Aprendeu a cuidar da fortuna da família para sua protegida, de forma a conservá-la por eras, uma vez que ela se tornou um ser imortal. É muito grato por ter, recentemente, sido transformado em carniçal, pois estava ficando velho e logo tornaria-se inútil. Agora, sua força é superior a época em que servia no exército.

Disciplinas (3)
-------------
Auspícios: 2
Demência: 1

Virtudes (7)

- Consciência: 3 (1+2)

- Autocontrole: 2 (1+1)

- Coragem: 5 (1+4)



HUMANIDADE: 6 (5 + 1 PB)

FORÇA DE VONTADE: 5

PONTOS DE SANGUE: 14


QUALIDADES - DEFEITOS

Ressentimento do Senhor (-1)
Pesadelos (-1)
Vingança (-2)
Vício (-3)
Ambidestro (+1)
Voz Encantadora (+2)

EQUIPAMENTOS

- Baixo Fender Marcus Miller
- Punhais de prata
- Navalha

APARÊNCIA

Idade aparente: 19 anos
Nascimento: Agosto de 1964
Morte: Dezembro de 1984
Cabelos: Ruivos
Olhos: O direito é negro, e o esquerdo é castanho claro (heterocromia)
Cor da pele: Branca, bem pálida
Nacionalidade: Holandesa
Altura: 1,65 m
Peso: 50 kg

Prelúdio

Annelise Van Dijk parecia, à primeira vista, um garota a ser invejada. Naturalmente holandesa, foi para os Estados Unidos com os pais quando tinha sete anos de idade. Em um dos primeiros dias na nova terra, um acidente de carro ceifou a vida de seus pais. Ela ficou sob os cuidados do mordomo da família, prestativo há muitos anos. A riqueza que herdou era infindável, porém, isso não trazia qualquer conforto.
Tornou-se fechada, e seu único refúgio era a música. Sentia o som ressonando por seu corpo, e isso a fazia esquecer momentaneamente da dor. Domenik deu-lhe um baixo em seu aniversário de nove anos de idade, e desde então, o propósito de Annelise tornou-se unicamente a música. Porém seus momentos de depressão nunca a abandonaram. Andava sempre com um punhal de prata que havia sido de seu pai, e inúmeros cortes auto-inflingidos marcavam sua pele clara como a neve.
Quando atingiu a adolescência, seu talento como baixista começou a ser apreciado por muitos, que a chamavam para tocar em bares e boates da região. Nessas idas e vindas, um vício pela bebida começou a corroê-la por dentro, e diversas vezes levada ao hospital, quase em coma alcóolico. Quando começou a cursar a faculdade de música, aos 19 anos, foi que começou a sentir uma presença estranha.
Um certo dia, voltando para casa, foi abordada por um estranho pálido, que estuprou-a e deixou-a largada na rua. Passou duas semanas no hospital, em coma. Duas horas depois que voltou para sua casa, Domenik a encontrou caída no banheiro, com os pulsos encharcados de sangue e o punhal de prata em mãos. Foi levada para a UTI, e os médicos, nada otimistas, foram confortar o mordomo que aguardava aflito na sala de espera. Enquanto estava sozinha, naquele leito, o estranho pálido surgiu novamente, como se tivesse saltado de dentro do próprio ar. Ela, sem poder se mexer, contorcia-se por dentro enquanto seu estuprador tomou-a nos braços e a levou para o telhado do hospital. Lá, ele drenou cada gota de sangue de seu corpo, e despejou um pouco do próprio sangue na boca inerte da jovem.
Quando acordou, Annelise sentia apenas uma sede incontrolável. Desceu à rua, ainda com o avental hospitalar, e drenou todo o sangue de um pobre coitado que falava ao celular num beco. Assustou-se com a naturalidade com o qual fez aquilo, e fugiu do local. No hospital, acreditavam que havia sido sequestrada. Quando Domenik chegou em casa, prestes a ligar para a polícia, encontrou-a sentada na poltrona, com um olhar vazio, e a pele mais clara do que nunca. Ela contou tudo o que aconteceu, e mostrou os pulsos, intactos. Descobriu no dia seguinte que não conseguia se levantar se o sol estivesse no céu, e que o mesmo feria seu corpo. Seus sentidos estavam muito mais aguçados, e seus caninos muito mais afiados e aparentes. Tinha uma necessidade absurda de alimentar-se de sangue, pois todo o resto que tentava ingerir era logo regurgitado.
Certa noite, enquanto se alimentava de um passante na rua, foi surpreendida por um homem enorme. Ele a levou à presença do chamado “Príncipe” da cidade, à força. O príncipe explicou sobre sua condição. Era uma vampira. Uma cainita. E disse também que, pelas leis da Camarilla, teria que matá-la. Porém, ele a poupou, dizendo que se compadecia por ter sido abraçada de maneira tão brutal. Designou um de seus serviçais para ensiná-la sobre tradições e regras, e em poucos meses, tinha aprendido tudo o que devia saber. Porém, a imortalidade lhe condenou a ser atormentada com as vozes de seus companheiros de clã, que sussurravam em seus ouvidos ocasionalmente. Apesar de ter se tornado forte, e ter aprendido a se defender bem, sua melancolia continuava a atormentá-la. Após um ano de pausa para acostumar-se com a vida cainita, Annelise, agora sob o pseudônimo de Requiem, voltou a tocar em bares como antigamente. Além dos locais oferecerem suprimento de vitae (embebida com álcool, como bem apreciava), aos poucos conheceu outros cainitas, como o dono do bar Fox Whistle. Em geral, a jovem Malkaviana se dá bem com Gam e outros vampiros, mas muitos tendem a se afastar durante seus momentos de mania, onde se torna praticamente imprevisível.
Hoje em dia, Requiem mora num apartamento de luxo no centro de Valentine. Passaram-se 25 anos desde seu Abraço, e seu mordomo, Domenik (recentemente transformado em carniçal) continua ao seu lado como fiel protetor e auxiliando a administrar a fortuna da família Van Dijk (Annelise é tida como desaparecida desde então). A jovem até hoje busca vingança contra aquele que violentou seu corpo e alma, deixando-a à mercê das cruéis noites que assolam o mundo.
Beaumont
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 31
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum